Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A rapariga no comboio

No description
by

Margarida Lagarinhos

on 17 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A rapariga no comboio

Resumo da história
Introdução à história
Resumo da História
A frase que mais me marcou?
"...tudo o que ela tem, tem-no em segunda mão..."
Paula Hawkins
Paula Hawkins
Paula Hawkins
A rapariga no comboio é uma história contada por 3 mulheres, cada uma com a sua história que, a um determinado momento vai coincidir com as restantes.
Três mulheres, três homens, um homicido e um comboio são os três principais pontos.

Rachel
é a personagem principal. Uma alcoólica, desempregada, é lhe difícil aceitar que foi traída e trocada por outra mulher que deu ao seu ex-marido aquilo que ela mais desejava ter e nunca conseguiu, um filho, e que foi a causa para ela agora ser a pessoa que é.




Para não contar à amiga, que lhe deu abrigo, que foi despedida, Rachel apanha todos os dias de manhã o mesmo comboio até Londres, e faz o percurso de volta ao final do dia, como se estivesse a regressar a casa depois de um dia de trabalho. O seu passatempo é imaginar a vida dos habitantes das casas por onde o comboio vai passando.


Megan
é uma mulher inconstante, insatisfeita por natureza. Tem, aparentemente, o melhor marido do mundo, mas isso não lhe basta. Esconde um grande segredo que não a deixa dormir. Depois de a galeria onde trabalhava fechar, vai ser dona de casa a tempo inteiro. Por uns tempos, aceita tomar conta da bebé de um casal vizinho, mas durará pouco tempo. Por sugestão do marido, consulta um psicólogo, com quem vai manter uma breve relação. Um dia, desaparece e ninguém sabe o que lhe aconteceu.
$1.25
Monday, May 18, 2016
Vol XCIII, No. 311
Biografia
Paula Hawkins
Resumo da história
Paula Hawkins
Paula Hawkins foi jornalista na área financeira durante quinze anos, antes de se dedicar inteiramente à escrita de ficção.
Nascida e criada em Zimbabué, mudou-se para Londres em 1989, onde vive atualmente.
A rapariga no comboio é a sua primeira obra, que imediatamente se tornou um verdadeiro fenómeno mundial.
Tom
é o ex-marido de Rachel, e atual marido de Anna e pai da sua filha (Evie). Tenta tranquilizar os ânimos, descansar Anna em relação a Rachel, e tratar de Evie quando esta precisa. Está sempre a dizer a Rachel para os deixar em paz, e seguir com a sua vida.

Scott
é o marido de Megan, um marido carinhoso, preocupado, talvez um pouco possessivo ou ciumento mas que parece amar Megan. Vai ser o principal suspeito após o desaparecimento da sua esposa. Vai-se envolver com Rachel, mas as coisas não vão correr lá muito bem.

Kamal
é o psicólogo que Megan consulta, e com quem vai ter um caso. No início as consultas, e os encontros amorosos, ajudam-na mas, quando ele se recusa a continuar a relação, ela não vai aceitar com facilidade. É mais um dos suspeitos, mas acaba por ser libertado por falta de provas. Mais tarde vai ter Rachel como cliente.


A rapariga no comboio
A rapariga no comboio é um livro que trata amor, traições... há um crime sim, mas também existem maridos infiéis, pouco apaixonados e que são poucos dedicados e merecem justiça feminista urgente. A autora embrulha tudo, com muito bebida à mistura, sexo e violência...
Anna
é a mulher com quem Tom manteve um caso amoroso, quando ainda era casado com Rachel. Dois dias depois de Rachel sair de casa, Anna mudou-se para a sua casa, já grávida de Tom. É uma mulher assustada e um pouco paranóica. Tem quase a certeza que Rachel nunca os vai deixar em paz e que pode ser perigosa, porque anda sempre por ali a rondar, incluindo uma vez ter pegado na sua filha (Evie) e levado até à estação, num momento de distração. Deixou de trabalhar como vendedora imobiliária para assumir o papel de esposa e mãe a tempo inteiro, e dá muito valor à família que formou. Até onde será capaz de ir para a preservar?


A personagem que mais me marcou?
A personagem que mais me marcou foi a Rachel, porque foi uma mulher que passou por bastante. Teve as suas recaidas como toda a gente, mas tentou sempre compor-se e encontrar outros caminhos para o seu problema.
Thriller do filme: A rapariga no comboio
Video sobre o livro: A rapariga no comboio
Full transcript