Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

KARL MARX

No description
by

Jose Carlos

on 23 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of KARL MARX

Ideologia e Alienação
tese contra Feuerbach
, este coloca a religião como instrumento opressor e criador de surperstições impedindo o acesso ao saber . Para ele a relgião não é um universo sagrado e atemporal, mas simplesmente uma criação humana para exercer a dominação do fraco pelo forte.
Para Marx, a religião
não é causa
da opressão,
e sim o instrumento
da classe dominante para realizar a dominação.
A
verdadeira causa
da dominação são as
relaçoes de trabalho.
A CRÍTICA AO ESTADO
Para Marx, faltou a Hegel:

> O processo de formação da consciência é determinada pelo processo de transformação da realidade concreta;
O homem é a história das relações de trabalho. - MATERIALISMO HISTÓRICO. - a natureza humana está fundada nas relações de trabalho concretas, - são mutantes e variáveis.

Não admite a tese de Hegel de que :

O "Espírito" como princípio da organização da sociedade e do homem
Hegel revisou o pensamento de Kant;
faltou a Kant levar em consideração que a consciência (sujeito/indivíduo) não está completamente formada,mas é um processo de desdobramento - que inicia com as relações no mundo.
esse processo coloca a consciência, dialeticamente, como aquilo que incorpora e altera a realidade
Para Hegel, são as ideias que transformam o mundo
KARL MARX
O que determina a condição humana, não é somente a linguagem, a criatividade, mas é o
TRABALHO
.


A formação da consciência está vinculada às
relações de trabalho
dentro de uma sociedade




Para Marx, a sociedade estrutura-se em níveis:
INFRAESTRUTURA:

base econômica, classes sociais;
SUPERESTRUTURA:

de caráter político ideológico:

> Estrutura jurídico-política:
Estado, o direito e a política;

> Estrutura ideológica
:
expressões da consciência social, a religião, a educação, a ideologia, a literatura, a filosofia, a ciência , a arte, a ética e a moral.
Para Hegel o Estado é a síntese final entre as contradições dos interesses privados e públicos ( soc. civil);

para Marx,o Estado naõ supera as contradições, mas é o reflexo delas, está aí para perpetuá-las.

só aparentemente visa ao bem comum, mantendo-se de fato a serviço da classe dominant. Portanto,
o Estado é um mal a ser extirpado
Crítica a Hegel
Marx compreende a realidade da dialética, contudo diz que sua causa , não tem foco na consciência , mas sim na propria realidade.





As contradições
( na formação da consciência)
a que Hegel se refere , existe para Marx , mas não se restringe ao
saber e a cultura
Marx: a necessidade de dominação que cria condições para o surgimento dos supersticiosos.

A ideologia,
é aquela que não mostra quais as verdadeiras causas da dominação, produz portanto, uma
ALIENAÇÃO.


O sujeito está alienado por não poder tomar consciência de sua situação
Socialismo: " de cada um, segundo sua capacidade, a cada um, segundo seu trabalho".


Comunismo: De cada um, segundo sua capacidade, a cada um, segundo suas necessidades".
Full transcript