Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ESTUDOS CULTURAIS

No description
by

Fernanda Comunicação

on 27 July 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ESTUDOS CULTURAIS

ESTUDOS CULTURAIS
ORIGEM
Meados dos anos 50 na Inglaterra
Após as alterações dos valores tradicionais da classe operária da Inglaterra no pós-guerra.
Richard Hoggart
- primeiro diretor do CCCS
Centro de Estudos Culturais Contemporâneos
Obra: As utilizações da cultura – 1958: discute a cultura das classes trabalhadoras e a ruptura com formas tradicionais de análise cultural.
Sociólogo, interesse na cultura popular
Denúncia à imposição de uma cultura de massa, por meio da publicidade, mídia e americanização

Algo dinâmico
“O que os une é uma abordagem que insiste em afirmar que através da análise da cultura de uma sociedade – as formas textuais e as práticas documentadas de uma cultura – é possível reconstituir o comportamento padronizado e as constelações de idéias compartilhadas pelos homens e mulheres que produzem e consomem os textos e as práticas culturais daquela sociedade. É uma perspectiva que enfatiza a “atividade
humana”, a produção ativa da cultura, ao invés de seu consumo passivo” (Storey, 1997:46 apud Ecosteguy).

Cultura
A cultura NÃO significa APENAS sabedoria recebida ou experiência passiva, mas um grande número de intervenções ativas, por meio dos discursos e representações, que podem mudar a história ou transmitir o passado.
Proposições
Relacionar a produção, distribuição e recepção culturais à práticas econômicas que estão intimamente relacionadas à constituição do sentido cultural.

Os EC atribuem à cultura um papel que não é totalmente explicado pelas determinações da esfera econômica.
Raymond Williams
Sua obra mais conhecida foi Cultura e Sociedade.
No capítulo Cultura ele faz um resgate conceitual de cultura.
Serviu o Exército, teve mais de 750 mil cópias de suas obras vendidas, ensinou para adultos, era marxista.
“O que os une é uma abordagem que insiste em afirmar que através da análise da cultura de uma sociedade – as formas textuais e as práticas documentadas de uma cultura – é possível reconstituir o comportamento padronizado e as constelações de idéias compartilhadas pelos homens e mulheres que produzem e consomem os textos e as práticas culturais daquela sociedade. É uma perspectiva que enfatiza a “atividade
humana”, a produção ativa da cultura, ao invés de seu consumo passivo” (Storey, 1997:46 apud Ecosteguy).
Cultura
Noção de “experiência”, localizável no plano das necessidades, relações e práticas concretamente vividas em sociedade.

A cultura “interpreta” a experiência e, ao fazê-lo simultaneamente contribui para mudá-la.

Todos estão inseridos numa mesma processualidade histórica, como participantes ativos de relações sociais múltiplas, encerrados nos seus limites e envolvidos em suas transformações.

Experiência comum = compartilhamento: criação de valores e práticas culturais.
Cultura
[...] a soma das descrições disponíveis pelas quais as sociedades dão sentido e refletem as suas experiências comuns. Essa definição recorre à ênfase primitiva sobre as “idéias”, mas submete-a a todo um trabalho de reformulação. A concepção de cultura é em si mesma socializada e democratizada. Não consiste mais na soma de o “melhor que foi pensado e dito”, considerado [sic] como os ápices de uma civilização plenamente realizada [...].

Objetivos
Compreender os processos culturais que regem os grupos humanos e os resultados das tensões existentes em relação às diferenças que caracterizam as sociedades.
As relações entre a cultura contemporânea e a sociedade, isto é, suas formas culturais, instituições e práticas culturais, assim como suas relações com a sociedade e as mudanças sociais, vão compor o eixo principal de observação do CCCS.

Richard Hoggart 1918 - 2014
“Crise da modernidade”, o esgotamento ou superação da razão iluminista.

Questionamento das certezas que sempre estiveram presentes nas relações sociais, construídas e alimentadas pela modernidade.

Necessário um aparato teórico que se dedicasse a compreender a humanidade a partir da análise das diferenças.

Stuart Hall 1932- 2014
Discurso: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u44344.shtml
Cultura
História
Sociedade
COMO SURGEM?
1921-1988
Multiplicidade de objetos de estudos
Full transcript