Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ciberativismo

No description
by

Igor Oliveira

on 8 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ciberativismo

photo credit Nasa / Goddard Space Flight Center / Reto Stöckli
Notas sobre o ciberativismo: nova arena pública, ativismos e participação.
Não foi o advento da internet que propiciou o surgimento de redes sociais. As redes sociais fazem parte da história humana – associações múltiplas entre os seres humanos sempre existiram (ex: irmandades religiosas em Minas Gerais – apoio mútuo.) A internet propicou o surgimento de redes sociais de um novo tipo, de um novo caráter e com uma nova potência de conexão. Internet a mídia mais social em toda a história humana.
Caracterísiticas marcantes do ciberativismo:
Ciberativismo uma classificação:
a partir da internet (though the net) e na internet (in the net).
Nova Arena Pública:
política através da net.
Alguns casos - Ativismo através da internet.
O caso das eleições municipais do ano de 2012 em Belo Horizonte. Para além dos espaços tradicionais de disputa política, as eleições forma intensamente disputadas na internet. Ambas as campanhas - oposição e situação investiram muitos recuros nas novas midias e os movimentos sociais de Belo Horizonte fizeram da internet uma arena pública de debates sobre a cidade e o poder municipal. As eleições municipais desse ano podem ser consideradas as primeiras onde a arena pública virtual foi um espaço privilegiado.
As redes sociais se constituíram sempre com múltiplos fins. A política nem sempre foi constituinte das redes sociais. Quando falamos de política, tecnologia e internet falamos de ciberativismo.
Uma primeira questão a pensarmos em ciberativismo é pensarmos que as novas tecnologias da comunicação e informação não são aceitas como meios passivos de consumo e sim como um meio ativo de criação e produção. Uma nova mídia.
A Internet se constitui em uma ferramenta e um espaço importante para as lutas sociais contemporâneas. Não há como pensar as movimentações contemporâneas sem pensar os usos das novas tecnologias da comunicação e informação e a própria cibercultura.
Organização em rede
Horizontalidade – diminuição das hierarquias, diluição das lideranças.
Solidariedade – campanhas, comunicados, conexões solidárias
Produção e criação autônoma dos indivíduos - produção de conteúdos.
Possibilidades do anonimato – múltiplas formas de produção das identidades e conformações subjetivas – diminuição das possibilidades do controle e repressão.
Democratização dos meios de comunicação
Copyleft.
Ativismo na net:
Questionamento e ações diretas contras as corporações da informação e de software, contra o controle dos governos sobre o ciberespaço, contra o controle das corporações sobre os indivíduos via navegação e IPS, criação de hardwares, clubes e coletivos Hackers. Essa é uma dimensão a ser ressaltada pois muito desse ativismo tende a incidir sobre essas questões como veremos adiante.
Não há definição precisa do início do fenômeno ciberativista. Nos anos 80 já existiam rede ambientalistas independentes para comunicação de ativistas nos inícios da Internet – Econet – Greennet – por exemplo. Manifesto Hacker  1986 – The Mentor.
Mas um marco para o mundo foi o Exército Zapatista de Libertação Nacional no México. Comunicados para o mundo, Comitês de solidariedade aos zapatistas em vários países do mundo.
http://enlacezapatista.ezln.org.mx/
Movimentos antiglobalização, Contra cúpulas, carnavais de protestos – fins dos anos 90 e início dos 2000. AGP. Organização, mobilização e divulgação através da rede -
http://www.nadir.org/nadir/initiativ/agp/pt/
www.midiaindependente.org
Ambas essas iniciativas inclusive podem ser consideradas como marcos históricos das novas formas de Ser do ativismo contemporâneo protagonizado em grande parte por jovens – uso intenso das juventudes das novas tecnologias.
Casos ativismos na internet - In the Net:
1) Anonymous : SOPA, PIPA e agora CISPA e do projeto de lei de controle da Internet no Brasil de autoria do senador Eduardo Azeredo intitulado pelos ativistas como AI-5 Digital. Protestos pelo fechamento do Megaupload. Influência Wikileaks, Luther Blisset Project.
http://anonymousbrasil.com/ -Símbolo V de vingança – Alan Moore –
Vídeo anonymous – esconder endereço IP – anonimato na internet.
2) Garoa Hacker Club/ Hackspace - Produção softaware. microeletrônica, robótica, hardware livre - Arduíno, compartilhamento, trocas de conhecimentos, cultura colaborativa. https://garoa.net.br/wiki/P%C3%A1gina_principal - Abrir a caixa preta.
Facebook – youtube, twitter – blogosfera – sites. Não há como pensar as mobilizações sociais contemporâneas sem pensarmos nas novas tecnologias da informação e comunicação. Estamos vivenciando uma nova etapa das formas de interconexão e interdependência entre os indivíduos (tema caro para as ciências sociais como um todo) e tempos de Re-criação do fazer político. A política que nasce das conexões individuais e transborda no coletivo.
Movimento Fora Lacerda - http://fora_wp.falasocial.com/

Turma do Lacerda - http://www.turmadolacerda.com/

Pulsar BH - http://pulsarbh.org/lendas-urbanas/
Outros exemplo de agenciamentos coletivos feitos através da internet.

http://okupayresiste.blogspot.com.br/

Rio 40 Kaos: Coletivos Antena mutante – Colômbia e Rio 40 Kaos. http://www.antenamutante.net/riodiagnostico
http://rio40caos.com/
Caso Guarani kaiowá - demissão do colunista Walter Navarro do jornalo tempo. nomes do Facebook - visibilidade - governo federal.
Espaço Ystilingue: http://ystilingue.wikispaces.com/oquee
Loja Grátis: http://lojagratisbh.wikispaces.com/
Blog Praça Livre BH: http://pracalivrebh.wordpress.com/2010/01/page/2/
Lista Praça Livre BH: http://groups.google.com/group/pracalivre_bh/topics?hl=pt-BR&start=10&sa=N
Full transcript