Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PESQUISA QUALITATIVA versus PESQUISA QUANTITATIVA: ESTA É A

No description
by

Henrique Manenti Felisberto

on 30 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PESQUISA QUALITATIVA versus PESQUISA QUANTITATIVA: ESTA É A

PESQUISA QUALITATIVA versus PESQUISA QUANTITATIVA: ESTA É A QUESTÃO?
Hartmut Günther
Muito obrigado!
Diferenciação entre a pesquisa qualitativa e a pesquisa quantitativa
INTRODUÇÃO
OBJETIVO DO TRABALHO
Aplicabilidade e uso da pesquisa
PESQUISA QUALITATIVA: DELINEAMENTO, COLETA, TRANSCRIÇÃO E ANÁLISE DE DADOS
Papel do sujeito
CONCLUSÃO
CONCLUSÃO
Interpretação dos Resultados
Postura Pessoal do Pesquisador
Estrátegias de Coletas de Dados
Generalização de Resultados
Estudo de Caso
Coleta de dados na pesquisa qualitativa
Representação de Dados
Transcrição de Dados
Construção de Sistemas Descritivos
Análise de Dados
Mostrar as diferenças entre pesquisa qualitativa e quantitativa.

Apontar as vantagens e desvantagens dos dois tipos de pesquisa.

Avaliar a complexidade da pesquisa qualitativa.
Um dos objetos de estudo do cientista social é a variabilidade do comportamento.

Para se fazer a análise desse estado subjetivo, seguem-se três aproximações:

a) observar o comportamento que ocorre
naturalmente no âmbito real;

b) criar situações artificiais e
observar o comportamento diante das tarefas definidas para essas situações;
INTRODUÇÃO
c) perguntar às pessoas sobre o seu comportamento.

Cada um desses três métodos de conduzir estudos empíricos apresentam vantagens e desvantagens.

Todos esses métodos são essencialmente qualitativos, sendo assim, qual é a diferença entre a pesquisa qualitativa e quantitativa?
Até que ponto se envolvem os sujeitos de um estudo na realização de uma pesquisa?

Para Hartmut, um participante ativo supõe uma pesquisa qualitativa, já um participante passivo, é “sujeito” de uma pesquisa quantitativa.
Na relação de pesquisa básica versus aplicada, a pesquisa aplicada é associada à pesquisa qualitativa, e a pesquisa básica à quantitativa.

Outra questão rege a finalidade da pesquisa: Uma postura conforme a finalidadeda ciência seria a de ajudar as pessoas (participantes da pesquisa) a obter autodeterminação seria característica da pesquisa qualitativa.
Já aquela pesquisa que "apenas" contribui para o conhecimento aplicável a todas as pessoas é uma pesquisa quantitativa.

Porém, o autor tem dúvidas em a relação a essas afirmativas sobre a pesquisa quantitativa e qualitativa.

A postura do pesquisador diante do seu objeto de estudo pode levar a estratégias de pesquisa diferentes, mas não significa que um, ou outro, atribua maior valor ao contexto sociocultural da pesquisa.
Aplicabilidade e uso da pesquisa
Ao invés de usar procedimentos padronizados, na pesquisa qualitativa cada caso é específico e requer métodos e instrumentos específicos.

Por ser tão subjetiva, toma-se maior cuidado na descrição de todos os passos da pesquisa.
Para o autor do artigo, o pesquisador não deve se restringir a um método específico de pesquisa e ignorar os demais.

Como participante do processo de construção de conhecimento, o pesquisador deveria utilizar as várias abordagens para sua pesquisa.
Porém, o autor concorda que há razões de diversas ordens que podem induzir o pesquisador a escolher um ou outro método.

Por fim, não se trata de escolher pesquisa qualitativa e quantitativa, e sim de usar a abordagem que melhor contribua para a compreensão do problema e para o avanço do conhecimento.
a) as características da pesquisa qualitativa;
b) postura do pesquisador;
c) estratégias de coleta de dados;
d) estudo do caso;
e) papel do sujeito;
f) aplicabilidade e uso dos resultados da pesquisa.
Características da pesquisa qualitativa
"O compreender a vida mental"
Flick, von Kardorff e Steinke (2000)
a) a realidade social é vista como construção e atribuição social de significados;
b) a ênfase no caráter processual e na reflexão;
c) as condições “objetivas” de vida tornam-se relevantes por meio de significados subjetivos;
d) o caráter comunicativo da realidade social permite que o refazer do processo de construção das realidades sociais torne-se ponto de partida da pesquisa.

Atributos da pesquisa qualitativa:
a) características gerais;
b) coleta de dados;
c) objeto de estudo;
d) interpretação dos resultados;
e) generalização.
Características gerais
Flick e cols

1ª: compreensão como princípio do conhecimento;
2ª: construção da realidade;
3ª: descoberta e a construção de teorias;
4ª: ciência baseada em textos.
Coleta de dados
Estudo de caso como o ponto de partida

Princípio da abertura

Uso de procedimentos qualitativos e quantitativos

Objeto de estudo
Gestalt: “o todo é maior do que a soma das suas partes”

Historicidade

Perspectiva dos participantes

Ponto de partida centrado num problema
Delineamentos da pesquisa qualitativa
Mayring (2002):

1- estudo de caso;
2- análise de documentos;
3- pesquisa-ação;
4- pesquisa de campo;
5- experimento qualitativo;
6- avaliação qualitativa.

*Não são necessariamente qualitativos
Estudo de caso
Coleta e análise de dados sobre um exemplo individual para definir um fenômeno mais amplo.

Dados quantitativos e qualitativos

Contexto natural
Análise de documento
Leitura e resumo de idéias

Meta-análise

Técnicas quantitativas e qualitativas

Relatos verbais e respostas a perguntas de pesquisadores, até
segmentos de texto, por meio de procedimentos de amostragem.
Pesquisa-ação
(Lewin,1982) A perspectiva original da pesquisa-ação foi a de realizar investigações que contribuam, ao mesmo tempo, para o avanço científico e à transformação

Sommer (1977) e Sommer e Amick (1984/2003) A pesquisa-ação independe da técnica, podendo ser utilizada com experimento, observação ou survey.

(vide Brandão, 1985, 1987) Há uma junção entre a pesquisa-ação e a pesquisa participante

Pesquisa de campo

Uma integração de diferentes abordagens e técnicas num mesmo estudo.

Kish (1987): observação, experimento e survey.
Dados verbais:
4 tipos de entrevista: a) focalizada, b) semi-estandardizada, c) centrada num problema e d) centrada no contexto (e.g., com especialistas ou etnógrafos).
3 tipos de relatos: a) entrevista narrativa, b) entrevista episódica e c) contos.
3 tipos de procedimentos grupais: a) entrevista em grupo, b) discussão em grupo e c) narrativa em grupo
Dados visuais:
a) observação, b) observação participante, c) etnografia, d) fotografia e e) análise de filmes.

Mayring:
a) dados verbais por meio de entrevista centrada num problema, b) entrevista narrativa, c) grupo de discussão e d) dados visuais por meio da observação participante.
Acontecimentos e Conhecimentos Cotidianos são contados como elementos na interpretação dos resultados
- Contextualidade > fio condutor de qualquer análise
-Reflexão Contínua > deve acontecer em qualquer pesquisa científica
- Interação Dinâmica > é uma distinção mais acentuada entre a pesquisa qualitativa e a pesquisa quantitativa

A pesquisa quantitativa não tem contado com o paciente após a coleta de dados, ou seja, não há interação dinâmica.
Pesquisa Qualitativa
Dependem de uma argumentação explícita apontando quais generalizações seriam factíveis para circusntâncias específicas






Pesquisa Quantitativa
Amostra representativa asseguraria a possibilidade de uma generalização de dados






O processo deve seguir regras que não são uniformes, mas muito claras para cada pesquisa específica
Qualitativa

Aceitação da Influência de crenças e valores
Quantitativa

Crenças e valores pessoais não são considerados fontes de influência
Psicologia Social > Estudo detitudes - Como lidar com essa influência
Estudar determinado fenômeno
Contexto Natural x Laboratório
Qualitativa
todas as variáveis
são relevantes
Quantitativa
Tenta-se obeter controle máximo sobre o contexto criando ambientes artificiais
Paradoxo da Psicologia
Estudo Aprofundado de um evento individual
x
necessidade do estabelecimento de parâmetros oara os atributos destes eventos
Ex.: Médias constituem parâmetros para descrever eventos individuais e parâmetros são obtidos somente em estudos que ignoram a individualidade dos eventos
Mais que fulanos? Qualitativo
Em uma escala de 0 a 10? Quantitativo
Os meios de representação de dados estão intimamente ligados às tecnicas de coletas dos mesmos

Ex: Fotografia, já inclui transcrição
A transcrição de material verbal pode tomar as mais variadas formas.
A transcrição mais completa, mais informativa, mais cara em termos de tempo e dinheiro é a literal de uma entrevista gravada com inclusão de sinais, indicando entonações, sotaque, regionalismo, etc.
Embora a pesquisa qualitativa seja mais indutiva do que dedutiva, não é possível afirmar que a construção de um sistema descritivo seja totalmente livre de perspectivas, valores e emoções.
A variedade de técnicas de análise de dados corresponde à variedade de coleta, embora não exista uma relação direta entre as duas.
Critérios de Qualidade de Pesquisa
O que constitui uma "pesquisa bem feita"?
Lienert(1989)
Critérios Principais:
Objetividade
Fidedignidade
Validade
ANA CLAUDIA COMIM
HENRIQUE MANENTI FELISBERTO
NATHALIA ZACHEU
Critérios Secundários:
Utilidade
Economia e esforço
Normatização
Comparabilidade
Full transcript