Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Vida Mágica da Sementinha

No description
by

on 12 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Vida Mágica da Sementinha

A Vida Mágica da Sementinha
-Jia Jing Wang-Nº10-7ºC-

Índice
Pequena bibliografia do Autor;

Pequena bibliografia do Ilustrador;

Resumo do Livro;

Opiniões e Críticas.
Alves Redol
(1911-1969)

>
António Alves Redol nasceu no dia 29 de dezembro de 1911, em Vila Franca de Xira e faleceu a 29 de novembro de 1969, na cidade de Lisboa.
Resumo da Obra
Este livro fala-nos de uma Sementinha que foi levada por um pássaro e fez uma grande viagem para encontrar o campo e os seus amigos.
Opiniões e Críticas
O livro é pequeno e foi bastante engraçado. Aconselho para aqueles que são curiosos com o processo de crescimento de um trigo.

Apesar de ser bastande divertido, fiquei um pouco aborrecida com o final da história. Gostava que o autor escrevesse mais sobre as aventuras que o Amarelo de Barbas Pretas fez.



>
Em 1950, recebeu o
Prémio Ricardo Malheiros
, pelo romance "
Horizonte Cerrado
" (1949), o primeiro da série Port-Wine.

>
Outras obras : Gaibéus (1940); Os Homens e as Sombras (1951); Olhos de Água (1954); Barranco de Cegos (1962); O Muro Branco (1966).
Trabalha desde 1987 como ilustrador, sobretudo em literatura infantil e juvenil. A colaboração com as autoras Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada marca fortemente a sua carreira, destacando-se na ilustração das seguintes obras:

-
Piratas e Corsários
;
-
Histórias e Lendas da Europa
;
-
Histórias e Lendas da América
;
-
Lendas e Segredos das Aldeias Históricas
etc...

Carlos Marques
O pássaro que tinha raptado a Sementinha era um Rouxinol. A Sementinha estava com tanto medo que resolveu tentar convencer o Rouxinol e conseguiu.

O Rouxinol deixou-a numa teia e, como era professor de música, começou as suas aulas.

De repente, chegou um Pardal esfomeado ao pé da Sementinha e levou-a.
Enquanto que o Pardal procurava um sítio sossegado para tomar a sua refei-ção, a Sementinha gritou e ele, que distraiu-se, deu de caras com um espantalho e largou a Sementinha, desmaiada, no meio do campo de sementes.

Quando acordou já era o dia seguinte e encontrou o seu velho amigo, o Amarelo de Barbas Pretas e pediu-lhe para que contasse as viagens que realizou ao longo da sua vida.
As surpresas não acabavam, a Sementinha apercebeu que o seu corpo estava a sofrer de transformações e isso afigiu-a. Logo, uma das suas raízes
expicou todas as transformações que ela iria prestes a sofrer.

Tão atenta estava, que nem se apercebeu que já estava fora da terra até
encontrar o Rouxinol que regressou do sul.

Depois, ela começou a conversar com o Sol e o seu corpo tinha mudado de cor, sinal de que os grãos estavam a endurecer. Quando ela se tounou num trigo, cortaram-a e atiraram-a para cima duma mesa, prestes a recolher os bagos que ela tinha.

Nas últimas páginas do livro, falam da vida da filha da Sementinha, a Asa de Corvo que cresceu como a mãe e este sempre será a aventura que todas as sementes irão fazer.
Então o Amarelo de Barbas Pretas contou a história das sementes, dos instrumentos agrículas e contou ainda todo o processo que um trigo tem até ficar em farinha. Estas histórias atraíram muitas outras sementes que vieram ouvir também.
De repente todos ficaram presos na escuridão...Passaram horas, dias, a Sementinha começou a irritar-se começando a bater nas paredes.
Logo de seguida, uma voz respondeu a Sementinha. Era a voz da Terra. Depois de uma longa conversa com a Terra, apercebeu-se que iria passar por muitas transformações.
OBRIGADO PELA SUA VISUALIZAÇÃO
Full transcript