Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Dinamica

princípios básicos da Profilaxia
by

Lucas Batista

on 23 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Dinamica

UFBA-Universidade Federal da Bahia
instituto multidisciplinar em saúde
Curso de Farmácia
Disciplina farmacodinâmica II Início da profilaxia Antibioticoprofilaxia cirúrgica Um dos mais importantes princípios da
prescrição de profilaxia antimicrobiana é o
momento em que a primeira dose é iniciada. Discentes:
Eduardo Bruno
Liliane Silva
Lucas Graia
Lucas Batista
Mariane Camargo Portanto, é importante
ressaltar que o antimicrobiano deve estar presente
nos tecidos manipulados no momento em que há
exposição aos microorganismos. A contaminação da
ferida operatória ocorre quando há exposição de
órgãos e tecidos internos A dose do antimicrobiano a
ser utilizada é a
habitual. ESCOLHA DO ANTIMICROBIANO

O antibiótico deve ter apresentação parenteral

Possuir mínima toxicidade e custos

ser fraco indutor de resistência

Farmacocinética adequada

Além de possuir atividade contra amaior parte dos patógenos causadores de ISC na instituição. Presença nos tecidos no momento da infecção;
Inicio no momento da indução anestésica;
Obstetrícia;
Dose do antimicrobiano. Repetição Intra - Operatória Concentração tecidual x tempo;

Períodos fixos ou perda maciça de sangue; Duração da profilaxia Doses no pós – operatório;

Exceções:
Baixos inóculos – ISC;
Próteses de grande porte;
Estudos clínicos ainda não respaldam adm por tempo curto. Uso tópico de antimicrobianos Mínima toxicidade;

Eficácia controversa;

Desenvolvimento de resistência;

Excessão: Cirurgia Oftalmológica. Escolha do antimicrobiano Apresentação parenteral;
Mínima toxicidade e custos;
Fraco indutor de resistência; Farmacocinética adequada;

Atividade contra a maior parte dos patógenos causadores de ISC na instituição;

Não deve ser o mesmo indicado para o tratamento de infecções nasocomiais graves. Cefalosporinas: Cefazolina e cefuroxina;
Cefuroxina:
Concentrações em SNC;
Infecções pós por enterobactérias
Custo – benefício; Cefalotina:
Repetição a cada 2 horas;

Cefoxitina:
Aeróbios e anaeróbios gram – negativos;
Ex.: Operações de cólon. Sulfometoxazol – trimetropin (SMX- TMP), Clindamicina, aminoglicosídeos associados à clindamicina ou ao metronidazol – alternativas;

Vancomicina – Restrita para situações excepcionais. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
MACHADO, A., et al. Prevenção da Infecção Hospitalar. Sociedade Brasileira de infectologia, 2001. Disponível em: http://www.projetodiretrizes.org.br/projeto_diretrizes/065.pdf. Acesso em: 11 de dez de 2012.
Full transcript