Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

do ponto de vista ambiental, o p

No description
by

Monica Zielinski

on 1 December 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of do ponto de vista ambiental, o p

realizar uma comparação entre a esterificação por via química (estearato de zinco) e a enzimática (lipase comercial Novozym 435) para produção de monoestearato de glicerila para uso cosmético
do ponto de vista ambiental, o processo enzimático é tecnicamente limpo e seguro
Novozym 435 - enzima extraída do fungo
Candida antarctica
A síntese do monoestearato de glicerila pode ser realizada através de reações de hidrólise (ou alcoólise -biodiesel), glicerólise, esterificação ou transesterificação.
Recentemente a síntese de monoglicerídeos catalisada por lipases tem sido estudada intensamente como alternativa ao método convencional, devido, principalmente, à utilização de condições reacionais brandas de pH e temperatura, que implicam em baixo consumo energético e menor incidência de reações indesejáveis, e à seletividade das lipases que, de forma integrada, resultam em produtos de melhor qualidade. Além disso, a especificidade dessas enzimas possibilita a síntese de produtos que não poderiam ser obtidos pela rota química convencional.
ésteres de uso cosmético sintetizados enzimaticamente, por exemplo, têm sido designados como "Bioésteres"
O glicerol (1,2,3-propanotriol ou glicerina) foi descoberto por Scheele em 1779 durante o processo de saponificação de azeite de oliva. Pasteur (1858) também observou sua formação como um subproduto da fermentação alcoólica, em concentrações de 2,5 - 3,6% do conteúdo de etanol
Grandes quantidades de glicerol podem ser encontradas também em óleos ou azeites como o de côco, dendê, soja, algodão
A produção de biodiesel a partir da transesterificação de óleos vegetais gera uma grande quantidade de glicerol como subproduto.
LIPASE
É uma enzima que participa do processo de digestão agindo sobre os lipídios. A lipase catalisa as reações químicas das moléculas e libera álcoois e ácidos organicos
são encontradas em tecidos de vários animais e plantas, e podem ser produzidas por fermentação usando várias espécies de microrganismos, tais como os fungos Aspergillus mucor, Rhizopus penicillium, Geotrichum sp., as leveduras Tulopis sp. e Candida sp. e bactérias como Pseudomonas sp., Achromobacter sp. e Staphylococcus sp.
Cavalcanti desenvolveu um processo inédito de produção de lipases vegetais a partir de sementes oleaginosas. A lipase vegetal obtida a partir da semente germinada de mamona apresentou uma alta especificidade para hidrólise de substratos de cadeia curta
CONCLUSÃO
A principal conclusão a que se pode chegar após o trabalho realizado é que é possível sintetizar monoestearato de glicerila de uso cosmético a partir de esterificação catalisada tanto por via química (estearato de zinco) quanto por via enzimática com excelentes conversões e seletividade apropriada, no mesmo tempo de reação. Apesar das duas vias terem se mostrado dequadas para a síntese de monoestearato de
glicerila de uso cosmético, a via química apresentou o grande inconveniente de resultar em
um produto de coloração muito escura, o que pode prejudicar sua aplicação cosmética já que pode influenciar a cor final do produto cosmético.
Os produtos sintetizados por ambas as vias podem ser purificados ou utilizados diretamente como blends, já que todos os componentes do produto final são insumos cosméticos (glicerol, monoestearato de glicerila e
estearato de zinco), com exceção da enzima que poderá ser reutilizada.
Estudar processos de purificação e separação para r
emoção do glicerol em excesso e do catalisador químico, no caso de o objetivo da síntese ser a obtenção do monoestearato de glicerila de uso cosmético e não do blend.
ESTERIFICAÇÃO - reação química reversível na qual um ácido organico reage com um álcool produzindo éster e liberando água
um monoéster de glicerila pode ser descrito como um emulsificante, co-emulsionante, estabilizante, espessante ou emoliente dependendo do seu papel na formulação

METODOLOGIA DA ESTERIFICAÇÃO VIA ENZIMÁTICA
Adição dos reagentes (glicerol e ácido esteárico), do catalisador (lipase) e do agitador magnético (e de 5 ml de solvente, nos casos de reações que ocorreram em meio de acetona), o aquecimento foi iniciado. Com o passar do tempo ocorreu a fusão do ácido esteárico, o que facilitou a homogeneização do meio reacional. A partir do momento em que a temperatura desejada foi atingida iniciou-se a contagem do tempo de reação. Durante a esterificação a água (e o solvente, nos casos de reações que ocorreram em meio de acetona) gerada foi evaporada livremente. As reações tiveram duração de 6 horas
SÍNTESE DE MONOESTEARATO DE GLICERILA
PARA USO COSMÉTICO

Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos, Escola de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2010
Full transcript