Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ginastica de Solo

No description
by

Miguel Luis

on 4 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ginastica de Solo

Miguel Luis nº23 10ºC Ginastica de Solo Historia da Ginastica Elementos Gimnicos Origem da Ginastica A Ginástica, tal como se conhece hoje, tem uma origem recente, tendo surgido no início do século XIX e desenvolvendo-se rapidamente até ao nível que conhecemos hoje. No entanto, ela já existia na antiguidade, onde a exercitação do corpo foi desenvolvida devido às constantes rivalidades entre as cidades e povos, e os exercícios eram praticados com objetivos militares. Foi nessa altura que foi utilizada pela primeira vez a palavra ginástica. O termo “Ginástica” provém da palavra grega “Gymnos” que significa “Nu”, o que se deve ao facto de, na antiguidade clássica, este tipo de atividade se praticar sem qualquer peça de roupa, sendo considerada por isso uma atividade exclusivamente masculina. Ginastica na Europa Foi na Suíça, em 1832, que se formou a primeira Federação de Ginástica. Nesse mesmo ano foi organizada a primeira grande Festa Gímnica Federal (Turnfest) em Aarau, que desde então se repete todos os anos. A partir deste evento, o desenvolvimento e crescimento da ginástica foi enorme.
Em 1881, surge a Federação Europeia de Ginástica, que mais tarde passou a designar-se por Federação Internacional de Ginástica. O primeiro Torneio Internacional realizou-se em Invers, no ano de 1903, passando em 1934 a designar-se por Campeonato do Mundo.
Ginastica em Portugal Em Portugal, só em 1950 surgiu a Federação Portuguesa de Ginástica, que com o passar dos anos se dividiu em duas Federações distintas: Federação Portuguesa de Ginástica e Federação Portuguesa de Trampolins e Desportos Acrobáticos. Cambalhota à Frente • Colocar as palmas das mãos no solo, à largura dos ombros, à frente das pernas e com os dedos afastados.
• Elevar o assento e apoiar a nuca no tapete. Rolar o corpo sobre as costas, mantendo o queixo junto ao peito.
• Avançar o tronco e os braços para sair do solo sem a ajuda das mãos.
Cambalhota a retaguarda • Desequilibrar o corpo para trás, aproximando o tronco das pernas;

• Rolar sobre as costas, apoiando as mãos no tapete ao lado da cabeça;

• Empurrar o tapete, afastando as pernas depois destas terem ultrapassado o plano vertical;

• Terminar na posição de pé e juntar as pernas através de um pequeno salto; Cambalhota de pernas afastadas Flectir as pernas e apoiar no tapete, à largura dos ombros, com dedos afastados e virados para a frente;
• Manter as pernas unidas, abrindo-as apenas na parte final do movimento;
• Empurrar o tapete, com as mãos colocadas o mais longe possível dos pés, projectando o tronco para a frente. Através de um salto, juntar as pernas e definir posição de equilíbrio
Pino de Braços Iniciar na posição de afundo frontal;
Balanço do membro inferior de trás em extensão e no prolongamento do tronco;
Colocação das mãso à largura dos ombros, com dedos bem afastados e voltados para frente;
Olhar dirigido para as mãos;
Extensão dos membros superiores;
Alinhamento vertical dos segmentos corporais com
extensão máxima do corpo;
Tonicidade geral do corpo com bacia em retroversão Ponte Extensão dos membros superiores e inferiores;Palma das mãos completamente apoiadas no solo e viradas para a frente;Elevação significativa da bacia;Empurrar com os pés tentando estender completamente os membros inferiores e forçar com isso a colocação dos ombros numa linha prependicular ao apoio das mãso no solo Avião Tronco paralelo ao solo;
Membros superiores em extensão no prolongamento do tronco;
Membro inferior em elevação, paralelo ao solo e no prolongamento do tronco;
Membro inferior de apoio em extensão;
Olhar dirigido para a frente Roda Dar início ao movimento com um pé à frente do outro;
Avança de um dos membros inferiores e afundo lateral;
Balanço enérgico do membro inferior de trás que se encontra em extensão;
Apoio alternado das mãos na linha do movimento;
Impulsão da perna de chamada (perna da frente);
Membros superiores e tronco alinhados na vertical dos apoios;
Na trajectória aérea, os membros inferiores realizam o máximo afastamento possível em extensão completa;
No contacto ao solo o apoio dos pés é alternado na linha do movimento Espargata Afastamento e extensão dos MI;
Aproximar a bacia do solo;
Tronco vertical e orientado para o MI (lateral) ou orientado para a frente (frontal);
Membros Superiores estendidos lateralmente;
Cabeça levantada, olhar para frente. Fim
Full transcript