Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Visão Científica e Espiritual da Bipolaridade e Esquizofrenia

No description
by

Rafael Latorraca

on 14 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Visão Científica e Espiritual da Bipolaridade e Esquizofrenia

Visão Científica e Espiritual da Bipolaridade e Esquizofrenia
Dr. Rafael Latorraca

Médico pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP-EPM) 2006-2011
Residente de Psiquiatria na EPM-UNIFESP
Atuação em Dependência Química na cracolândia pelo CRATOD
Atuação em Psiquiatria Geral em 3 hospitais de São Paulo.
Coordenador do Núcleo de Saúde Mental da Associação Médico Espírita de São Paulo (NUSAME)
Conselheiro Fiscal Efetivo da AME-SP
Coordenador médico do Departamento Acadêmico da AME-BR
Qual o Impacto dos Transtornos Mentais na População?
Qual o Impacto das Doenças Psiquiátricas?
Qual o Impacto das Doenças Psiquiátricas?
É Possível Falar Cientificamente em Vida Após a Morte?
Pesquisas:
- Mediunidade
- Experiências de Quase Morte (EQM)
- Reencarnação (Palingenesia)
Transtorno Afetivo Bipolar
Na metade do século XIX, na França,
Falret e Baillarger (independentemente) descreveram formas alternantes de mania e depressão, chamadas, pelo primeiro, de
folie circulaire
e, pelo segundo, de
folie à double forme


"Insanidade Maníaco-Depressiva" Kraepelin, 1913

Semente do que, nos últimos anos, vem sendo chamado de
“espectro bipolar”
defendido por Akiskal.
Humor eufórico
, expandido ou
irritado
com persistência de um
anormal aumento da energia
ou aumento das atividades voltadas para objetivos.
Claro prejuízo social
ou na funcionalidade ocupacional. Por mínimo 4 dias consecutivos.

- Aumento exagerado da auto estima ou grandiosidade

- Pouco necessidade de sono (3h)

- Fala mais e mais rápido que o habitual

- Fuga de idéias

- Distraibilidade muito aumentada

- Exposição exagerada e não habitual a atividades de risco (sexo desprotegido, dividas com compras, investimentos não planejados, corridas, etc).

- Exagero não habitual de envolvimento com atividades sociais, em casa, no trabalho, comunidade, etc...
Prevalência: até 1% na infância

De 0,7% a 1,8% de formas graves na população geral.

Herdabilidade de 80%

Gêmeos: 65% monozigóticos e 14% dizigóticos.

No passado, a psicoterapia restringia-se aos episódios depressivos devido ao
baixo insight e dificuldade para atendimento do paciente em mania.

Terapia psicoeducacional focal e breve
visando os pacientes com TAB em remissão.

Terapia Familiar: psicoeducação e habilidades de comunicação.
Solução de problemas
Transtorno Afetivo Bipolar e Psicoterapia
Contribuição Espírita

Joanna de Ângelis no livro “Amor, imbatível Amor”
“(...)O oposto (ao mal humor),
o excesso de humor, também expressa disfunção orgânica
, revelando-se em traços da personalidade em
forma exagerada de otimismo que não tem qualquer justificação de conduta normal,
já que se torna uma euforia, responsável pela
alteração do senso da realidade.
Perde-se nesse estado, o contorno do que é real e passa-se ao exagero, tornando-se irresponsável em relação aos próprios atos, já que tudo entende como de fácil manejo e definição. Em tal situação, quando irrompe a
doença, há uma excitação que conduz o paciente às compras, à agitação, à insônia, com dificuldades de concentração”.



Contribuição Espírita
Tramas do Destino, por Manoel Philomeno de Miranda e Adolfo Bezerra de Menezes

Lisandra,
aproximadamente 35 anos, do lar, solteira, natural do interior da Bahia.

Ficava apenas no seu quarto, numa vida improdutiva.

Havia episódios de euforia, porém sempre resvalavam para novos episódios depressivos.


DSM V – Transtorno Esquizoafetivo

Caso Lisandra

Nas reencanações anteriores, havia cometidos múltiplos homicídios dolosos, além de se permitir uma promiscuidade sexual importante, agravando o processo de culpa.

Dessa forma, diversos obsessores complicavam sua já delicada saúde mental, devido aos desequilíbrios perispirituais que implicam em desarmonia cérebro-orgânica que pode variar desde disfunção neuroquímica leve até malformações cerebrais.


Dr. Albert - Psicofonia - Orientação sobre um caso de TAB
"(...) é preciso criar uma linha mediana com repetição de comportamentos de busca de proprósitos, em que o campo mental possa manter-se num feixe, num espectro limitado para que não haja as oscilações.

Num caso como esse, naturalmente precisamos entender a necessidade do suporte químico, porque sim, essa puljança da alma, aliada a deforminade do ponto de vista psíquico precisa desse tratamento.

Mas agora é hora de darmos uma direção a isso através da orientação. Devemos buscar sempre a transcendência desse pensamento para conseguir paz e conquistas.

Isso ocorrerá quando esse pensamento não se limitar às conquistas imediatas, pois a busca imediata, os prazeres imediatos, a vida presente, o sentimento de angustia por frustações fará o ser oscilar novamente.
Dr. Albert - Caso de Transtorno Afetivo Bipolar

"(...)A busca existencial fará o ser se munir de mais desejos, de mais vontade de lutar pela vida, pelos valores espirituais que vão além desses flagelos, dessas limitações terrenas.

Devemos nos munir de recursos para limitar o espectro, e ai diretamente influir, solicitarmos por um comprometimento do ser, ainda que com recursos químicos, possa ter uma direção(...)"
"(...)Devemos ver quando há Vontade na manutenção desse espectro e um ponto de apoio solido (Espiritualidade e Rotina), podemos ir soltando quimicamente, sabendo que haverá alguma ocilação ainda.

Muitos não passam a existência sem o auxílio químico, outros tem a possibilidade de ter tamanha renovação interior a ponto de prescindir desse auxílio(...)
"(...)Para diferenciarmos um transtorno de humor de um sintoma mediúnico, devemos buscar a existência de um desejo verdadeiro do paciente em busca de uma linearidade, comprometimento com uma adesão mental para o equilíbrio e vivência desse espectro limitado, evidenciável em comportamentos.

O mais importante, seja uma interferência externa, anímica, ou ainda uma doença psíquica, o caminho é a regulariadade, criação de hábitos com propósitos existenciais, controle do ponto de vista químico e reeducação dos sentimentos.
Dr. Albert

"(...)Necessário ao intercambio mediúnico um padrão mental estabelecido e conquistado para que a experiência seja proveitosa e não apenas mais um estímulo de descontrole e de sofrimento"
Psicofonia - Encerramento Reunião TAB - NUSAME 09/04/14
Caríssimos, o espírito tem várias possibilidades. Vários caminhos ele pode percorrer. Essa distância vivida é a amostra dos extremos que o espírito pode alcançar.

As vivencias que cada um tem é uma das possibilidades do espírito. É a ampliação dessas possibilidades que faz com que exista o livre arbítrio, ou seja “A possibilidade de eu optar ou decidir entre isso ou aquilo”. O tamanho da ignorância faz com que a pessoa não coma o que tenha que comer ou beba o que tem que ser jogado fora.



Dr. Albert

“Não vamos dizer, de forma alguma, que todos os transtornos de humor são faculdades mediúnicas, mas podemos dizer que toda faculdade mediúnica trás um transtorno de humor, e isso decorrente do próprio espírito ou destas influências exteriores”
Diagnóstico Diferencial com Mediunidade em Desequilíbrio
Quando o paciente mantém a adesão mental ao processo de reequilíbrio, acompanhamento médico e psicoterápico, tratamento medicamentoso (se necessário), pensamentos, sentimentos e comportamentos compatíveis com o desejo sincero ao bem e à melhora, mas ainda há crise.

Dificuldade do ser controlar as abordagens que recebe de outras mentes.



O paciente em crise necessita de atendimento emergencial (ACOLHIMENTO).

Não cobrar exigindo mudança, aceitação...

Primeiro o equilíbrio orgânico e acolhimento fraterno

A PARTIR DAÍ TEMOS A GRANDE OPORTUNIDADE de iniciamos uma reorganização, uma renovação deste paciente.
Dr. Albert


O que é mais visto pela espiritualidade são atendimentos em que os
profissionais da saúde
não se envolvem emocionalmente com os pacientes, não dão a possibilidade deste entendimento,
recomendam o tratamento apenas do campo orgânico e os lançam à própria sorte.


Este ciclo vai se repetindo até que alguém, um dia, para e diz:
“Quero te escutar e quero entender como posso te ajudar mais do que esta dor momentânea,
mais do que esta crise que você vivenciou ontem e na semana passada.

Quero te entender para que possamos juntos descobrir os caminhos para que este processo não se repita ”.
Mania e Hipomania
Escolhas contrárias às leis divinas: dano perispiritual que cascateia em disfunção orgânica.

Consciência da responsabilidade pelo sofrimento causado ao próximo gera um "plug" pela ausência de autoridade moral sobre o obsessor.

"(...)O que vemos muitas vezes é que
a falta de espiritualidade no direcionamento do pensamento faça com que esse espectro não tenha direção certa.

(...) gera frustração, incapacidade, novos picos e polos de pensamentos. O trabalho do ponto de vista psicoterapêutico é alimentar o processo de buscas diárias de comprometimento através de rotinas para manter-se nesse espectro(...)"
"(...)Muitas vezes com origens anteriores, muitas vezes intensificada na própria existência (...) temos um quadro onde a instabilidade do campo mental traz transtornos de humor com picos excessivos, eufórico ou depressivo.

Essa oscilação (...) pode ser amenizada no exercício da manutenção do padrão vibratório(...)"

Dr. Albert - Caso de Transtorno Afetivo Bipolar
Dr. Albert - Caso de Transtorno Afetivo Bipolar
Dr. Albert - Caso de Transtorno Afetivo Bipolar
"(...)Processo de educação do espírito morador para minimizar as interferências de experiências anteriores,
pois casos como esse são exacerbações do próprio espírito em quadros anímicos de recordações das existências anteriores.

Assim a evangelização, o exercício do Amor e da caridade, auxiliam a burilarmos esse espírito(...)"

Dr. Albert - Caso de Transtorno Afetivo Bipolar
"(...)Não é a toa que nossos benfeitores dizem que é o sentimento que dá direção ao pensamento.

Por isso é este sentimento de renovação íntima, da necessidade de entender o Amor e de praticar a caridade que dá direcionamento para uma faixa limitada do espectro do pensamento(...)"

Muitos desses casos menos graves de alterações do humor estão associados à necessidade de entendimento e educação mediúnica.

Imprescindível primeiro o equilíbrio individual, e em seguida a adesão a uma vivência mental e comportamental para manutenção desse equilíbrio mínimo.

NECESSÁRIO O ESTUDO, RECONHECIMENTO E RESPEITO AOS SEUS PRÓPRIOS LIMITES.

Por último vem a prática mediúnica.

Atualmente, vasculhamos o genoma humano, a circuitaria cerebral, além da busca pelo aprimoramento do conhecimento e manejo da comunicação intersináptica com neuromoduladores como neuropeptídios e os neurotransmissores.
Contudo, vemos na trajetória multicentenária do espírito, a progressiva construção da etiologia da doença.

São os desequilíbrios perispirituais cujo impacto na genética propicia a desarmonia cérebro-orgânica que pode variar desde disfunção neuroquímica leve até malformações cerebrais.


Contudo, ao não considerarmos a imortalidade do espírito em suas sucessivas reencarnações, resvalaremos num raciocínio obtuso para a questão fundamental:

A Moral do Bem.
Araeteus da Capadócia. Viveu na Alexandria do século I (Akiskal, 1996).

"(...) A melancolia é o início e, como tal, parte da mania(...) O desenvolvimento da mania é o resultado da piora da melancolia, em vez de se constituir na mudança para uma doença diferente”.


“(...) Na maioria dos melancólicos a tristeza se torna melhor depois de variados períodos de tempo, e se converte em alegria. Os pacientes então desenvolvem o que se chama de mania”.
TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR

Araeteus da Capadócia. Viveu na Alexandria do século I (Akiskal, 1996).
Esquizofrenia
Psicose
é definida como
perda do contato do indivíduo com a realidade
, com
prejuízo do indivíduo na avaliação
de seus próprios
pensamentos e de suas percepções
levando a
inferências incorretas em relação à realidade externa.

Delírios
são idéias
irreais, associais
(não compartilhadas culturalmente), baseadas em uma
crença absoluta e imutável pela experiência
ou pela
argumentação.

Alucinações: percepções sem objeto.
- Nitidez,
- Corporeidade,
- Extrojeção,
- Estabilidade,
- Ininfluencibilidade Voluntária,
- Completude.

Desorganização do Pensamento

Comportamento Desorganizado

Perda do Afeto e da Vontade

- Personalidade Pré Mórbida

- Homens 15-25 anos

- Mulheres 25-35 anos
Graves Patologias Psiquiátricas

- Reiteradas repetições dos desvios

- Uso da inteligência e dos sentimentos para desrespeito à VIDA (própria e de terceiros).

- Homicidas e/ou suicidas CONSCIENTES

- Necessidade de um instrumental eficaz, embora mais dolorido, para o despertar e a transformação.
Missionários da Luz - Caso Segismundo
(Alexandre) "Já observei o gráfico referente ao organismo físico que nosso amigo receberá no futuro, verificando de perto as imagens da moléstia do coração que ele sofrerá na idade madura, como consequencia da falta cometida no passado (...)

"(...) Era preciso visitar o casal amigo em processo reencarnacionista na véspera da primeira ligação com a matéria orgânica(...)"
"(...) Alexandre passou a examinar os mapas cromossômicos com assistência dos construtores presentes. Em vão procurava compreender aqueles caracteres singulares, semelhantes a pequeninos arabescos

"(...)Este não é um estudo que você possa entender, por enquanto. Estou examinando a geografia dos genes nas estrias cromossômicas (...) para colaborarmos com recursos magnéticos para a organização das propriedades hereditárias"
1945 - Missionários da Luz
1953 - Watson e Crick Descrição da Dupla Hélice de DNA
"Histórias da Vida - Nos Passos do Mestre" Espírito Carlos

"A Doença é o resultado do desrespeito à Lei Divina"

Resultado do Desvio entre as infinitas possibilidades dadas pela "Essência do Universo ou Senhor das Probabilidades" para suas criaturas percorrerem e aprenderem


Hierarquia entre os Corpos
- Transitoriedade da sua Existência
- Eterização da sua Constituição
Dr. Albert - Psicoses e Mediunidade

Faz-se
muito tênue
e assim se fará durante algum tempo as linhas que facultam o
diagnóstico
do campo
psíquico orgânico
, da identificação de transtornos relacionados à
faculdades mediúnicas
.


É necessário o
recurso combinado da educação das faculdades mediúnicas
, o que não se faz sem possibilitar
o conforto psíquico, através da equalização das cargas elétricas de ondas cerebrais
para que o ser possa voltar os olhos na direção da própria espiritualização.
Dr. Albert - Psicoses e Mediunidade

Naturalmente
não podemos abrir mão dos recursos terapêuticos que possam amenizar o desarranjo do campo cerebral que pode ser reequilibrado,
porem isso deve ser feito com ponderação, tomando o cuidado de utilizar doses adequadas das medicações.

Precisamos auxiliar o ser a constituir defesas psíquicas, mas
não alijá-lo da possibilidade de conexão com o mundo maior.
Ou seja, precisamos
deixar portas abertas, para que o tratamento espiritual possibilite vivenciar uma nova realidade.

Caso clinico

Maria, 50 anos, solteira. Veio para o trabalho sozinha, sem indicação, referindo que os próprios mentores a tinham encaminhado para lá. Faz tratamento no Caps, e na ocasião do primeiro atendimento espiritual, tinha parado os remédios por conta própria.


“Pequeno Amigo”

Posicionamento do paciente:
ACEITAÇÃO

Não existe substituição de tratamento, mas sim soma de esforços capazes de trazer um reequilíbrio para sua condição existencial.

A atitude de
não aderir ao tratamento químico é um processo de possível não adesão ao tratamento espiritual (REBELDIA e ORGULHO).

Qual a adesão que você tem para com o compromisso com sua saúde? Qual é seu desejo real de melhora para que possa desfrutar de momentos de maior consciência e equilíbrio?

O primeiro ponto de adesão deve ser esse comprometimento com si mesma
, com a certeza de que
precisa render-se a um processo transformador e regenerador para a sua cura.

"Pequeno Amigo"

"Aceitar
que esta passando por um
processo de renuncia de realizações existenciais
e entender que
nesta existência não pode ousar"

Até hoje "ousar" foi o que escolhemos e o resultado são nossas doenças!



"Pequeno Amigo"

O processo de cura esta sedimentado na atitude de entrega. Entrega aos recursos terapêuticos ofertados e, principalmente, à vontade do Pai.

O dever do trabalhador da casa espirita é dizer à ela que
a complementariedade das duas coisas ( tratamento material e espiritual) trarão a ela maior discernimento . Ela deve perceber o tratamento espiritual, e para isso precisa da lucidez psíquica.

Tratamento químico faz muito sentido,
pois diminui as crises constantes que vivencia e
possibilita momentos de tranquilidade psíquica para que possa exercer sua capacidade de escolha.
Dr Albert

Adesão = vontade e desejo pela melhora.

Necessário equilíbrio elétrico cerebral promovido pela medicação para a possibilidade de aproveitar o que é direcionado no passe magnético

No caso de um paciente muito apático estaremos dispendendo energias mas a absorção é muito baixa, porque não há uma vibração elétrica capaz de angariar o ectoplasma e distribuir para o corpo.

Quando temos a junção do tratamento químico com o espiritual, a melhora é potencializada.
Dr. Albert

Qual é o grande desafio?


Encontrar a curva em que esse
equilíbrio é suplantado por transformações de comportamento e não mais a necessidade do recurso químico.

Às vezes isso não ocorre numa única existência.
Neste caso, é
necessário o suporte medicamentoso para
trazer a
sanidade mental,
mas
depois poderá sustentar sua própria condição sozinho se houver uma transformação de comportamento e um novo proposito existencial.

Caso 2 - Paciente Feminina, 23 anos. Foi ao Sul buscar familiares e quando voltou entrou num processo catatoniforme grave. Não respondeu a nenhuma medicação, somente à eletroconvulsoterapia. Ouvia vozes depreciativas, porém mantinha certa critica de seu quadro.

Ficou bem por 1 ano, medicada e frequentando igreja evangélica.

Novo surto psicótico, porém com características maniformes após estresse por excesso súbito de trabalho. Parou as medicações para dormir menos e trabalhar mais.
Dr. Albert

Quando estava conectada as praticas religiosas, criava maneiras de
inocular o processo obsessivo e amenizar as questões intimas que são os verdadeiros estopins
desse processo.

As i
nfluencias espirituais
impactam e
potencializam a possibilidade de surto
,
mas
devemos avaliar o caso isoladamente, para verificar se não
há um espirito (ENCARNADO) necessitando de redirecionamento moral, e até mesmo químico.

Ali vibra e pulsa um espirito altamente desequilibrado do ponto de vista de objetivos, conquistas, sentimentos. Essa pulsação desequilibra o corpo mental, abrindo a possibilidade de influencias externas.
Dr. Albert
Após o surto,
geralmente ocorre um
processo de vitimização do ser.
É nesse processo que reside um
complexo de culpa existencial
, e aí
se abre a possibilidade de um elo com outras mentes
que se utilizam desse processo
para subjugar
aquele ser, para
ampliar seu sofrimento.

Dr. Albert

Esse
processo de vitimização tem que ser desviado e suplantado por um desejo de realização, e apego
as questoes
de sua capacidade de realizar algo para si e para outros,
pois esse processo é o verdadeiro aprisionador espiritual.


Não precisamos ver as coisas isoladas, não existirá um quadro que podemos dizer que não há nenhuma interferência espiritual, mas também não há um quadro que podemos dizer que não há nenhuma deficiência psiquica do espirito residente.
Quando o paciente estabiliza há o passo seguinte:

TROCA CRUZADA DO EQUILÍBRIO QUÍMICO PELO EQUILÍBRIO DA PRÓPRIA VONTADE DO ESPÍRITO!

ADESÃO À PRECE, À CARIDADE À DOAÇÃO VERDADEIRA DE SI AO PRÓXIMO


Dr. Albert

Tratamento de Quatro Passos

1) Equilíbrio Orgânico

2) Laborterapia

3) Tratamento Fluídico (Magnético)

4) Se houver condições, trabalho mediúnico
Full transcript