Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PRAÇA PÚBLICA

No description
by

Camilla De Souza Lira

on 4 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PRAÇA PÚBLICA

CESED – CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO
FACISA – FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
CURSO DE BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO

ANTEPROJETO DE UMA PRAÇA PÚBLICA: ESPAÇO DE INTERAÇÃO SOCIAL NO BAIRRO TRÊS IRMÃS EM CAMPINA GRANDE – PB

Aluna: Camilla Lígia de Souza Lira
Orientadora: Manuela Duarte

2014.2

Área de Estudo
Planejamento e Projeto Urbano

Tema
Interação Social e Lazer

Objeto de Estudo
Praça Pública no Bairro Três Irmãs

COMO OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

a) Investigar e entender o perfil dos usuários da praça (frequência, relações de fluxo e utilização do espaço);

b) Identificar, com o auxílio de um profissional especializado, as espécies vegetais existentes e propor novos grupos seguindo as definições de padrões compositivos;

c) Analisar os usos dos comércios e serviços do entorno, além das moradias;

d) Sugerir usos multifuncionais ao desenho urbano da área em estudo, com foco na qualidade da área e trocas sociais;

e) Elaborar proposta de desenho urbano que valorize e potencialize as trocas socioculturais;

f)inserção de mobiliários e equipamentos urbanos adequados que atendam às necessidades referentes ao lazer de seus usuários.
OBJETIVO GERAL

O objetivo geral deste trabalho é elaborar uma proposta a nível executivo, de uma Praça o Bairro Três Irmãs, propondo um espaço de convívio, lazer, descanso, prática de esportes, que fortaleça o uso do espaço público urbano.
REFERENCIAL TEÓRICO

De acordo com Caldeira (1998), a ideia de praça remente a um vazio urbano que está rodeado de edificações, que apresenta vegetação ou não, onde se pode passar livremente ou ficar.


Robba e Macedo (2003) definem praça como espaço urbano aberto, acessível a todo e qualquer cidadão, que tem a função de lazer e convívio de seus usuários e onde não há o tráfego de veículos.
Segundo Caldeira (2007) a Ágora era a principal praça da Grécia, era utilizada como espaço de encontros, comércio, espetáculos, reuniões, discussões sobre política; e se apresentava como um pátio aberto, rodeado por edifícios públicos, administrativos, sagrados e monumentos. E seus limites eram delimitados por estes edifícios circundantes.
Segundo Reis (2000), as praças eram pontos de atenção e focalização do espaço urbano. Nelas estavam os edifícios principais os oficiais e religiosos com arquitetura apurada, ao contrário das edificações particulares com arquitetura mais simples.

Gimenes (2010), os desenhos das praças públicas evoluíram através dos tempos conforme as funções que elas desempenharam.
“As áreas verdes são importantes para a qualidade ambiental das cidades, já que assumem um papel de equilíbrio entre o espaço modificado para o assentamento urbano e o meio ambiente.” (LIMA e AMORIM, 2006, pg 01).
Loboda e De Angelis (2005), explicam que a qualidade de vida urbana está diretamente ligada a vários fatores referentes à infraestrutura, no desenvolvimento econômico-social e este estão intrínsecos à questão ambiental. No caso do ambiente urbano, as áreas verdes públicas são elementos de grande importância para o bem estar da população, pois influencia na saúde física e mental da população.
CORRELATOS
PRAÇA COLINAS DE ANHANGUERA / HUS

FICHA TÉCNICA:
ARQUITETOS: HUS Arquitetura, Urbanismo e Desenho da Paisagem
ANO PROJETO: 2011
ÁREA CONSTRUÍDA: 21600 m²
LOCALIZAÇÃO: Colinas do Anhanguera, Santana de Parnaíba,São Paulo, Brasil.
METODOLOGIA
Classificação da pesquisa:
Natureza aplicada com abordagem quanti- qualitativa

Procedimentos para coleta de dados:
Pesquisas de campo, documentais e bibliográficas;
Fotografias;
Levantamento físico da área;
Pesquisa junto aos órgãos competentes, como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Secretaria de Planejamento e Obra do Município (SEPLAM) e da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (SESUMA).

Legislações utilizadas:
Plano Diretor de Campina Grande
Código de Obras e Edificações de Campina Grande
Normas Técnicas
Caracterização da Área
Localização do Bairro Três Irmãs
Situação Atual


PROBLEMÁTICAS

Não possui mobiliários urbanos adequados;
A vegetação existente é insuficiente, para o conforto térmico de seus usuários;
Não possui áreas de convivência;
Não possui playgrounds;
Não possui serviços complementares, como banheiros;
Bares locados inadequadamente;
Inexistência de acessibilidade;
Possui iluminação precária;
Lixo espalhado;
Piso inadequado;

POTENCIALIDADES

Local de passagem e/ou permanência da vizinhança;
É bastante utilizado pela população para prática de lazer;
Local de interação social;
Ambiente com capacidade na melhoria do conforto térmico local;

DIRETRIZES

Inserção de mobiliários urbanos de fácil manutenção e durabilidade;
Permanência da vegetação existente e implantação de nova;
Adequação da praça para os diversos tipos de lazer: contemplativo, esportivo, recreativo, aquisitivo. Seguindo o que foi analisado nos mapas comportamentais;
Pavimentação adequada para cada ambiente da praça e seguindo os requisitos de acessibilidade (pisos táteis e cores diferenciadas);
Orientação dos acessos à praça, caminhos internos e conexões com o entorno, levando em consideração as linhas de desejos e os principais fluxos de pedestres, analisados nos mapas comportamentais;
Otimização dos estacionamentos;
Relocação das lanchonetes existentes;
Estudo Preliminar da proposta
Programa de necessidades
PROBLEMÁTICA

Perda expressa da essência principal de praça;

JUSTIFICATIVA

Baseia-se na deficiência da quantidade e da qualidade das praças nas cidades;
Espaço Público;
Praça;
População Local
INTRODUÇÃO
Segundo Batista (2011), as praças adquirem diversas funções conforme as atividades coletivas ou individuais praticadas pela população nestes espaços públicos.

De estar;
De descanso;
De lazer;
De esporte:
De contemplação:
Para De Angelis (2005) as praças estão inseridas na malha urbana resultando na quebrar da paisagem urbana, proporcionando ao motorista uma paisagem diferente ao que está acostumado e seu ao usuário momentos de descanso, lazer ou até mesmo atravessá-la contemplando a paisagem. O autor ainda mostra que as formas e tipologias das praças podem ser estabelecidas de acordo cm as interseções das vias.
PRAÇAS BRASILEIRAS
CONCEITO DE PRAÇAS
ASPECTOS HISTÓRICOS
IMPORTÂNCIA DAS PRAÇAS PARA AS CIDADES
CLASSIFICAÇÃO DAS PRAÇAS
A PRAÇA E A QUALIDADE DE VIDA (CONCEITOS E ASPECTOS)
INSERÇÃO DA PRAÇA NA MALHA URBANA
Para Person (2006), os mapas comportamentais analisam e buscam entender o homem no seu ambiente do cotidiano, as ações das pessoas que utilizam um determinado lugar em diversos períodos do dia, a interação interpessoal e a relação entre o pedestre e o ambiente público. E ainda, as características analisadas através dos mapas comportamentais, definem os espaços públicos como lugar de permanência (convívio) e passagem (circulação), para a elaboração de diretrizes para um melhor aproveitamento e adequação de áreas publicas.
MAPA COMPORTAMENTAIS
O projeto faz de uma área ociosa um espaço de intensa utilização da população local e transforma a praça em um elemento de ligação dos espaços adjacentes, reorganiza o traçado local e traz usos aos espaços públicos, respeitando alguns usos já existentes.
CONCURSO PÚBLICO PIRATININGA ACESSÍVEL

FICHA TÉCNICA:
ARQUITETOS: Alexandre Menezes, Régis Lopes e Laura Martinez; Estudantes de arquitetura: Charles Pinheiro e Marcus Cid.
ANO PROJETO: 2004
LOCALIZAÇÃO: Bairro Piratininga, Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.
A área de intervenção está inserida em um bairro predominantemente residencial e carente de espaços verdes. O projeto veio com o intuito de dar qualidade urbanística à praça e a seu entorno, possibilitando o convívio e interação social de seus usuários, através da implantação de espaços multifuncionais, do traffic Calming, instalação de estacionamentos nas avenidas próximas à praça e a inserção de atividades comerciais;
PRAÇA CARLOS CHAGAS

FICHA TÉCNICA:
ARQUITETOS: Roberto Burle Marx e equipe
ANO PROJETO: 1992
ÁREA CONSTRUÍDA: 33.700m²
LOCALIZAÇÃO: Bairro Santo Agostinho, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.
A praça está inserida em uma área com intensa circulação de pessoas, devido a presença de estabelecimenos comerciais no seu entorno; a praça é ligação destes entornos imediatos;
Vegetação estabelecida de maneira a dar proteção aos usuários e transeuntes e os s caminhos internos induzem a contemplação da paisagem e apreciação da praça, tornando o caminhar mais aprazível.

PÚBLICO ALVO

População do bairro Três Irmãs, priorizando a qualidade de vida e bem estar na escala do bairro, visto que a população local utiliza o ambiente público de maneira considerável e intensa, e principalmente a área de intervenção deste trabalho, como forma de lazer, tanto durante a semana como nos fins semana, mesmo sabendo da deficiência dos espaços públicos na cidade de Campina Grande, principalmente nos bairros carentes.
Cheios e vazios
Uso e Ocupação do Solo
Gabarito Arquitetônico
Cobertura Vegetal
Sistema Viário
Topografia
Infraestrutura
Mapas Comportamentais
Análise durante a semana
Análise durante os fins de semana
A praça é utilizada, mesmo com intensidade variante, constantemente.

O maior fluxo de transeuntes durante a semana;

Já a prática de esporte e momentos de lazer acontece em maior frequência nos finais das tardes e fins de semana;

Os bares existentes na praça;
• Parada de ônibus;
• Lanchonetes;
• Banca de revistas;
• Banheiros;
• Estacionamento (carros e motos)
• Bicicletário;
• Pista de caminhada e/ou cooper;
• Ciclofaixa;
• Espaço para prática de ginástica;
• Mesas para jogos;
• Quadra;
• Brinquedos para adolescentes (espiribol);
• Playgrounds;
• Estar e contemplação

PROPOSTA
Continuidade do espaço público;

Consideração dos fluxos e percursos dos usuários (linhas de desejo)

Uma ciclofaixa ao redor da praça;

Pista de cooper abrange toda a praça;

Playgrounds com localização estratégica;
OBRIGADA!
Iluminação
Full transcript