Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Liberdade Segundo Santo Agostinho

No description
by

André Bergamin

on 7 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Liberdade Segundo Santo Agostinho

Aurélio Agostinho
LIBERDADE
FONTES
LIVRE ARBÍTRIO
Liberdade Segundo Santo Agostinho
O Santo Agostinho das Confissões é o filósofo que se debruça sobre a busca da verdade, tendo como testemunho o seu "errar" anterior ao da descoberta de Deus.
Na Igreja Católica e na Igreja Anglicana, é considerado um santo e um importante Doutor da Igreja, e o patrono da ordem religiosa agostinha. Muitos protestantes, especialmente calvinistas, o consideram como um dos pais teólogos da Reforma Protestante ensinando a salvação e a graça divina.
Na Igreja Ortodoxa Oriental ele é louvado, com o seu dia festivo celebrado em 15 de junho.

CONCEITOS:
Muitas vezes a expressão livre arbítrio, tem o mesmo significado que a expressão liberdade. No entanto, Santo Agostinho diferenciou claramente esses dois conceitos.
O livre arbítrio é a possibilidade de escolher entre o bem e o mal; enquanto que a liberdade é o bom uso do livre arbítrio. Isso significa que nem sempre o homem é livre quando põe em uso o livre arbítrio.
A liberdade interior, segundo Santo Agostinho, é um bem muito maior do que todos os bens exteriores, os que podem ser ganhos por intermédio de coisas externas, como o são os bens da riqueza, da concupiscência e do poder.
Em suma, a verdadeira liberdade em Santo Agostinho é aceitar a graça de Deus. A liberdade se dá somente quando a vontade se volta para o bem. O Livre-Arbítrio nos dá a possibilidade de seguir ou não a vontade de Deus, porém, só será livre realmente aquele que, com a ajuda divina, optar por fazer a vontade de Deus. Destarte, todas as coisas são bens, já que Deus é criador de todas as coisas e, Ele sendo justo e bom só poderia ter criado coisas boas.
LIVRE ARBÍTRIO
Agostinho defende, em o livre arbítrio, que Deus é o criador de todo o bem. Não há nenhuma possibilidade do Criador haver criado o mal. De igual maneira ele defende que o mal é uma escolha do homem. Porém o ser humano escolhe o mal porque Deus lhe deu o livre-arbítrio e, por meio dessa livre escolha, o homem optou por fazer o mal.
Isso suscita uma questão: se Deus criou o livre arbítrio e este mesmo leva o homem a pecar escolhendo o mal, não seria Deus o autor de um mal chamado livre arbítrio? A resposta em Agostinho é simples: Deus criou o livre-arbítrio, porém este não é um mal, mas um bem que procede de Deus. O homem é quem faz dele (do livre arbítrio) um meio para se chegar ao mal.
Posteriormente, Agostinho vai defender que após escolher o mal o homem não tem mais o poder de livre escolha, muito menos de liberdade.

Aurélio Agostinho nasceu em Tagasta, cidade da Numídia no norte da África, de uma família burguesa, em 13 de novembro do ano 354.
Santo Agostinho é uma das figuras mais importantes no desenvolvimento do cristianismo no Ocidente. Em seus primeiros anos, Agostinho foi fortemente influenciado pelo maniqueísmo (divisão do mundo entre o Bem, Deus, o Mal, e o Diabo) e pelo neoplatonismo de Plotino (uma corrente de pensamento iniciada no século III que se baseava nos ensinamentos de Platão), mas depois de tornar-se cristão no ano de 387, ele desenvolveu a sua própria abordagem sobre filosofia e teologia.
http://www.mundodosfilosofos.com.br/agostinho.htm
http://www.endireitar.org/site/artigos/endireitar/383-santo-agostinho-e-a-liberdade
http://www.significados.com.br/livre-arbitrio/
http://pastorgilsonsoares.blogspot.com.br/2012/05/conceito-de-liberdade-em-agostinho-e.html

FONTES:
André Bergamin, Lua Fontes
Full transcript