Loading presentation...
Prezi is an interactive zooming presentation

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Análise Semiótica - Formation

No description
by

Peré Muniz

on 5 June 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Análise Semiótica - Formation

Análise Semiótica do clipe
Formation - Beyoncé

Objetivo
Mostrar o que os signos representam, o que a cantora deseja passar, quais temas ela aborda durante o clipe.
ANÁLISE DO CLIPE FORMATION
O foco princial do vídeo é a História Negra nos EUA. Beyoncé escolhe New Orleans como cenário para falar de três tópicos ligados ao racismo: as antigas fazendas que mantinham escravos na região, a violência policial contra negros (especialmente os pobres) e o feminismo negro.
Part I
Part II
As referencias visuais a New Orleans são mostrados em ícones que fazem forte referencia a cidade, como a celebração do Mardi Gras, das paradas pelas ruas, bandas de fanfarra e até uma cena dentro de uma loja de perucas.

Representação do Mardi Gras, com símbolos que trazem lembranças a essa comemoração.
Representa outro ponto do Mardi Gras, as paradas que também ocorrem nessa época.
Banda de fanfarra que é outro simbolo que representa o carnaval de New Orleans.
Beyoncé em cima de um carro da polícia na água, para criticar o descaso das autoridades com New Orleans, na música a letra também faz uma grande crítica a esse caso quando ela fala “Earned all his money but they never take the country out me”, que em tradução livre significa “Ganhou todo o seu dinheiro, mas eles nunca vão tirar o país de mim”. Assim, as vítimas do desastre se sentem orgulhosas pela cultura e pela sua representação dentro do pais.
“What happened after New Orleans?” que significa: “O que aconteceu depois em New Orleans” – isso é o ponta pé inicial para mostrar que o que Beyonce tinha pra falar sobre esse assunto era muito mais do que um simples descaso do governo com as vítimas que foram lesionadas e não receberam apoio após o furacão Katrina.
Essa frase é dita na abertura do clipe por Messy Mya, celebridade do Youtube de New Orleans, De cabelos coloridos e humor ácido, Messy não tinha medo de afrontar a milícia – “Eu estou de volta, vadia!” – e pagou um preço alto por isso.
“I like my baby hair with bay hair afro”
Que para o português podemos dizer algo como “Eu gosto da minha pequena herdeira com cabelo de bebê afro”
“I'm so reckless when I rock my Givenchy dress (stylin’)
I’m so possessive so I rock his Roc necklaces”
“Sou tão imprudente quando balanço meu vestido Givenchy (é estilo)
Sou tão possessiva, por isso balanço meus colares Roc.
“I like my negro nose with Jackson Five nostrils”
“Eu gosto do meu nariz negro com narinas Jackson Five”
“Ok Ladies, Now Let’s Get In Formation”
“Ok, meninas, vamos ficar em formação”
Menções a cultura negra na letra da música formation
“I just might be a black Bill Gates in the making”
Eu poderia ser um Bill Gates negro tomando decisões
“I See It, I Want It, I Stunt, Yellow-bone it”
Eu vejo, eu quero, Dou meu máximo, sou negra
“I got hot sauce in my bag, swag”
“Tenho molho picante em minha bolsa, estilo”
Violencia contra os negro
Manchete: Martin Luther King e diz “mais que um sonhador”
Parem de atirar em Nós
Criança em frente ao batalhão de policias, que se renderam, após a sua performance.
Full transcript