Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

SEGUNDO REINADO

No description
by

André Almeida

on 15 April 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of SEGUNDO REINADO

SEGUNDO REINADO
REVOLTAS
GOLPE DA MAIORIDADE
Os
Liberais
formaram um grupo chamado "Clube da Maioridade". Eles defendiam a emancipação de D. Pedro II, alegando que o regente não tinha capacidade de conduzir o Brasil. O Golpe da Maioridade pode ser considerado uma vitória do Partido Liberal.
1840
Eleições do Cacete
Os
Liberais
, apesar de formarem o primeiro ministério de D. Pedro II, não contavam com a maioria na câmara, já que esse lugar pertencia aos
Conservadores
. Para resolver esse problema, a câmara foi dissolvida e foram marcadas eleições com resultado encomendado (Eleições do Cacete). O nome é devido a fraude generalizada e a violência oficial. Apesar do sucesso obtido com o Golpe da Maioridade e as eleições, os Liberais não se mantiveram no poder.
1840
AS REBELIÕES DE LIBERAIS
E CONSERVADORES
As medidas centralizadoras de 1840 geraram muita desconfiança por parte das elites provínciais. Em 1842, protestos assumiram posições mais violentas, sendo necessária a mobilização do governo imperial com um esquema repressivo. Os
liberais
reprimidos retornariam a vida política resignando-se com a centralização. Com isso, consolidava-se lentamente a hegemonia política que caracterizaria o cenário político do Segundo Reinado.
1842
A principal fonte de renda do governo era a tributação alfandegária. Com as vantagens concedidas ao comércio inglês, o estado não conseguia arrecadar rendimentos apreciáveis. Em 1844, visando aumentar a renda do estado, o liberalismo alfandegário foi abandonado em pról do protecionismo aduaneiro. Manuel Alves Branco implementou a Tarifa Alves Branco, estabelecendo tributos sobre os produtos de importação. O resultado desta tarifa foi positivo.
LEIS
1844

A evolução do capitalismo fez com que os ingleses mudassem sua visão sobre o tráfico negreiro. Com o "direito de visitas", os ingleses poderiam vistoriar os navios vindos da África para o Brasil. Em 1825, o império concordou em abolir o tráfico negreiro durante 3 anos, o que era considerado "lei para inglês ver". A lei Eusébio de Queirós extinguiu o tráfico negreiro no Brasil em 4 de setembro 1850.
Redimencionamento da mão de obra, uma vez que a lavoura não poderia parar.
Uma política de imigração, visando um branqueamento da população brasileira, sendo necessária a rejeição de imigrantes não europeus.
Consequências:
Os preços dos escravos subiram enormemente logo após a promulgação da lei Eusébio de Queirós.

Temendo que a ocupação das terras comprometesse a imigração européia para as lavouras de café, a lei de terras proibia a ocupação de terras cedidas pelo governo, exigindo o certificado de compra de quem as compra-se.
Por que?
Visava aumentar o valor das terras, obrigando o imigrante a trabalhar para o produtor cafeeiro.
A Inglaterra exercia grande influencia econômica e política sobre o Brasil. O parlamentarismo inglês no Brasil era o inverso do inglês:
O imperador nomeava os ministros e o presidente do conselho;
O presidente do conselho convocava eleições;
As eleições eram feitas através do voto censitário;
A presidência do conselho
de ministros
1850
Praieira
Foi um movimento de caráter liberal e separatista que eclodiu na província de Pernambuco.
1848/1850
Os políticos liberais revoltosos ganharam o apoio de várias camadas da população, principalmente dos mais pobres, que viviam oprimidos e sofriam com as péssimas condições sociais. Os praieiros chegaram a tomar a cidade de Olinda.

Em 1 de janeiro de 1849, divulgam o Manifesto ao Mundo. Nesse documento, os praieiros reivindicavam:

- Independência dos poderes e fim do poder Moderador (exclusivo do monarca);
- Voto livre e universal;
- Nacionalização do comércio de varejo;
- Liberdade de imprensa;
- Reforma do Poder Judiciário;
- Federalismo;
- Fim da lei do juro convencional;
- Fim do sistema de recrutamento militar como existia naquela época.

(1840/1889)

Tarifa Alves Branco:
Lei Eusébio de Queirós:
A Lei de Terras
Liberais:

Exaltados - Defendiam o fim imediato do poder Moderador, com a implementação de outra forma de governo constitucional.

Moderados - Defendiam a permanência do poder Moderador, com um período de governo regencial até que Dom Pedro II tivesse idade suficiente para assumir o trono.
Conservadores:

- Defendiam a permanência de D. Pedro I no trono brasileiro, o movimento acabou em 1834 com a morte de Dom Pedro I, em Portugal.
Eusébio de Queirós, foi responsável pela aprovação da lei de extinção do tráfico negreiro.
1812/1868
1797/1855
Fim do Império
Guerra do Paraguai
Visando a província de Mato Grosso, o ditador paraguaio aproveitou-se da fraca defesa brasileira naquela região para invadi-la e conquistá-la. Fez isso sem grandes dificuldades e, após esta batalha, sentiu-se motivado a dar continuidade à expansão do Paraguai através do território que pertencia ao Brasil. Seu próximo alvo foi o Rio Grande do Sul, mas, para atingi-lo, necessitava passar pela Argentina. Então, invadiu e tomou Corrientes, província Argentina.
Decididos a não mais serem ameaçados e dominados pelo ditador Solano Lopes, Argentina, Brasil e Uruguai uniram suas forças em 1° de maio de 1865 através de acordo conhecido como a
Tríplice Aliança
. A partir daí, os três paises lutaram juntos para deterem o Paraguai, que foi vencido na batalha naval de Riachuelo e também na luta de Uruguaiana.
1864/1870
O abolicismo, e a libertação dos escravos, fez o governo perder apoio dos fazendeiros. Além disso, alguns problemas envolvendo a igreja católica, abalaram as relações entre esta instituição e o imperador.

O movimento para instalar o regime republicano, no Brasil, ganhava cada vez mais força, inspirado em países vizinhos. O regime imperial passou a ser considerado ultrapassado.

O exército adquiriu muito prestígio depois da Guerra do Paraguai e, exigia maior participação nas decisões políticas. E foi o maior responsável pela mudança de regime.

Assim, em 15 de novembro de 1889 foi instaurada a forma republicana federativa presidencialista de governo no Brasil, derrubando a monarquia constitucional parlamentarista do Império do Brasil e, por conseguinte, pondo fim à soberania do imperador D. Pedro II. Foi, então, proclamada a República dos Estados Unidos do Brasil.
1889
1850
O COMEÇO
O Segundo Reinado é a fase da História do Brasil que corresponde ao governo de D. Pedro II. Teve início em 23 de julho de 1840, com a mudança na Constituição que declarou Pedro de Alcântara maior de idade com 14 anos e, portanto, apto para assumir o governo.

O governo de D. Pedro II, que durou 49 anos, foi marcado por muitas mudanças sociais, política e econômicas no Brasil.
1840
Manoel Alves Branco
Grupo: Turma: 1004
- André Almeida
- Antonio Karabachian
- José Vitor Ibarra
- Guilherme Junqueira
- Tom Veloso
Full transcript