Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Toxicidade do Cromo

No description
by

Felipe Heilmann

on 5 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Toxicidade do Cromo

Toxicidade do Cromo Felipe Gustavo Heilmann
Larissa Katrosa Zabalotzki Universidade Feevale
Curso de Gestão Ambiental Professora: Liane Bianchi Cromo * Principal minério - cromita Formas * Cr(III) ou trivalente;
- Pode agir como um nutriente traço no organismo;

* Cr(VI) ou hexavalente;
- Mais tóxico, podendo ser cancerígeno; Uso
* Cr(VI) ou hexavalente;
- Utilizado em processos industriais:
- Cromagem de peças;
- Tintas;
- Aço. - Setor Metalurgico: 57%;
- Setor Químico: 27%;
- Indústria de Refratários: 16% COMPOSTOS DE CROMO IMPORTANTES NA UTILIZAÇÃO INDUSTRIAL: Toxicidade nos Humanos Grau pode variar com seu estado de oxidação

* Cr (III)
- Baixa toxicidade;
- Sem efeitos severos.

* Cr (VI)
- Alta toxicidade;
- Causam danos a estrutura molecular; Toxicidade nos Humanos Tempo de Exposição ao Cr (VI):

* Aguda
- Ocorre em um único evento e de forma rápida.

* Crônica
- Ocorre em eventos repetitivos e está ligado diretamente com o contato ocupacional. Toxicidade nos Humanos Contaminação e Consequências:

A intoxicação é mais frequente em adultos, trabalhadores de indústrias químicas, fotográficas, de cromagem e de aço.

* Via Oral:
- Provocam vômitos e diarreias, ocasionando hemorragia intestinal provocada por úlcera pela ação cáustica do metal.
* Via Respirtória:
- O processo de cromagem eletrolítica, produz uma névoa fina de ácido crômico.
* Via Dérmica:
- Nas mãos e antebraços, provocando dermatite e formação de úlceras cutâneas; Toxicidade nos Humanos Contaminação e Consequências:

Com a exposição prolongada, ocorre uma redução do número de hemácias resultando numa anemia grave, comprometendo a função renal e hepática por necrose. Toxicidade no Meio Ambiente - Despejos de efluentes das industrias;
- Aterros sanitários.
- Próprio processo de tratamento da água, através de inibidores de corrosão.
- Da vida aquática, principalmente nos peixes;
- Das plantas, afetando seu crescimento, descoloração das folhas e manchas, além de áreas com necrose. Diagrama Esquemático da Contaminação por Cromo Referências Bibliográficas ALONSO. Dr Luciano. Cromo. Roby Institute. Apoio Científico. Texas USA. Internacional Vitamins, 2006. Disponível em:
<http://www.suplementosvitaminas.com.br>. Acesso em outubro de 2012.

ALMEIDA, J. R. de (org.). Planejamento Ambiental: Caminho para a Participação Popular e Gestão Ambiental para o Nosso Futuro Comum - Uma Necessidade, Um Desafio. Rio de Janeiro: Thex Ed., 1993.

AZEVEDO, Fausto Antonio de; CHASIN, Alice A. da Matta. As Bases Toxicológicas da Ecotoxicologia. São Carlos: RiMa; São Paulo: Intertox, 2004.

BAIRD, Colin; CANN, Michael. Química Ambiental. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

BUENO, Belenia Yaneth Medina. Aspectos Cinéticos da Remoção de Cromo (III) por Flotação de Precipitados. Rio de Janeiro, 2003. Disponível em:
<http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/4325/4325_1.PDF>. Acesso em: 20 out. 2012.

GIANNETTI, B.F. et al. Nosso Cromo de Cada Dia: Benefícios e Riscos. Laboratório de Físico-Química Teórica e Aplicada Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Paulista. São Paulo, 2007.Disponível em:
<http://www.hottopos.com.br/regeq8/biaggio.htm>. Acesso em outubro de 2012.

LARINI, Lourival. Toxicologia. 1. Ed. São Paulo: Malone, 1997.

MOREAU, Regina Lúcia de Moraes. Toxicologia Analítica: Ciências Farmacêuticas. Rio de Janeiro: Guanabara, 2011.

OGA, Seizi. Fundamentos de Toxicologia. 2ª ed. São Paulo: Atheneu, 2003.

ROCHA-FILHO, Romeu C.; CHAGAS, Aécio Pereira. Sobre os nomes dos elementos químicos, inclusive dos transférmios. Química Nova, São Paulo, v. 22, n. 5, 1999.

SCHVARTSMAN, Sanuel. Intoxicações Agudas. Sarvier, São Paulo, 1991. 2 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 16 3 Toxicidade no Meio Ambiente CONAMA 430/2011
No que dispõe aos padrões de lançamento de efluentes 15 Obrigado! * O cromo pode ser encontrado:
- Atmosfera Urbana;
- Água potável;
- Alimentos;
- Rochas;
- Plantas;
- Gordura Animal Cromo 4 * O metal é extraído por aquecimento da cromita com cromato de sódio, a partir do qual o cromo pode ser obtido por eletrólise.

* Elemento de transição metálico, duro, prateado. Z = 24;
* MA (Massa atômica)= 52,00, d = 7,19 g/cm-3;
* PF(Ponto de fusão) = 1900 C;
* PE(Ponto de ebulição) = 2672 C
Full transcript