Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ESQ GEST SIST

Apres BH Nov 2012
by

Alcides Silva de Miranda

on 18 July 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ESQ GEST SIST

GESTÃO PROCESS, SELF-POISES Cadeia de
entradas
(Inputs) Medidas de acessibilidade Medidas de equidade, eficiência Medidas de produção, produtividade PERSPECTIVA SISTÊMICA/FUNCIONAL IMPACTOS Cadeia de impactos (Outcomes) Ex. Estado de saúde de populações Cadeia
de saídas (Outputs) Medidas de responsividade
de eficácia Medidas de eficiência Cadeia de retroações (Feedbacks) Influências dos impactos Medidas de efetividade Prospecção de tendências Reconhecimento
Seletividade
Ordenação
Acessibilidade
Dinamicidade
Monitoramento
Outros Processamentos de demandas Processamentos de capitais e recursos Captação
Alocação
Distribuição
Programação
Investimentos Custeios
Monitoramento
Outros Seletividade
Ordenamento
Distribuição
Comando, Liderança
Coordenação
Educação
Monitoramento
Outros Processamentos de trabalho humano (Sensibilidade) (Especificidade) Normas institucionais Identidade
Adaptabilidade
Regulamentação
Regulação
Controle
Outros Processamento de normas Normativa
Instrumental
Dramatúrgica
Comunicativa Competencias e habilidades de
(inter)ação social em
âmbito institucional Princípios
Direcionalidade Senso prático Carisma Entendimentos Estratégica/Política
Sistêmica/Funcional
Tecnológica/Procedimental
Operativa/Instrumental Confluências e perspectivas imbricadas: Concepção dialética de Gestão GERAR
GERIR
GIRAR Tensão instituínte Tensão do instituído Mudanças de paradigma Perspectivas, disposições, planos, movimentos e práticas: Inovação Condução
Controle
Regulação Transformação Monitoramento e avaliação de indicadores de gestão governamental e sua importância O que é gestão? (Géstio + Ônis) A quem compete realizar e avaliar a gestão? Quais as competencias e
habilidades requeridas para a gestão? Por que e como avaliar, monitorar a gestão? Gestão como concepção ampliada, práxis social, de âmbito e intermédio institucionais, de natureza complexa, caráter polivalente (ético, político, estratégico, técnico, administrativo) e conformação dialética, sob constantes tensionamentos por direcionalidade política.


Gestão como funcionalidade subalterna a direcionalidade preestabelecida, focada em procedimentos de condução, controle e regulação de processos institucionais. Atores sociais
Grupos-sujeitos Sistemas de direção Tríades Matusianas PERSPECTIVA ESTRATÉGICA/POLÍTICA PERSPECTIVA TECNOLÓGICA/PROCEDIMENTAL - Funções administrativas típicas (Fayol)
- Funções agregadas (middle range theories) Instrumentos de gestão
governamental Logísticas de
Territorialização
Provimento
Programação
Implementação
Prestação de serviços
Prestação de contas
Monitoramento
Avaliação Variáveis de
monitoramento PERSPECTIVA OPERATIVA/INSTRUMENTAL Painel de indicadores Afinal, que indicadores? I SEMINÁRIO DE CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DE INDICADORES NA GESTÃO MUNICIPAL EM SAÚDE Quais os âmbitos a se considerar? GT Avaliação ABRASCO Autor: Alcides Silva de Miranda
Nov/2012

www.prezi.com/user/asmiranda


alcides.miranda@ufrgs.br Organização e gestão de:
(sub)sistemas,
Serviços
Programações
Complexos regulatórios,
Tecnologias
Dispositivos e instrumentos
Insumos
Avaliação e monitoramento ESQUEMA PRIMORDIAL DE ANÁLISE SISTÊMICA TRÍADE DE DONABEDIAN Funções: Comando
Coordenação
Comunicação
Implementação Condução
Controle
Regulação Atividades intermediárias Normas intrínsecas Motivações, interesses, (dis)posições, margens de autonomia, estatutos de autoridade, gradientes de poder,
cálculos e movimentos estratégicos 1- Configuração da agenda do dirigente - alocação do tempo e do foco de atenção do dirigente;
2- Processamento Tecnopolítico de Problemas - mediações entre conhecimento, decisão e ação;
3- Condução de crises - sala-de-situação, métodos especiais, informações e respostas rápidas;
4- Planejamento Estratégico - processamento tecnopolítico de problemas de médio e longo prazo selecionados;
5- Centros de Grande Estratégia - opções críticas e direcionais de longo alcance; Carlos Matus Sistemas de direção 6- Orçamentos por programa - correspondência entre módulos orçamentários e módulos do plano;
7- Monitoramento - informação seletiva de sinais em tempo eficaz;
8- Cobrança e Prestação de Contas por Desempenho - momentos, procedimentos e critérios de avaliação sobre compromissos assumidos e declarados de forma válida;
9- Gerência por operações - execução de propostas e diretrizes gerais na forma de ações. Converte os módulos do plano em módulos de gerência de qualidade;
10- Escola de Governo - centro de treinamento de Alta direção para o corpo dirigente. Carlos Matus Postulado da coerência Mário Testa Estilos de governo Cinturões de governo ANÁLISES, AVALIAÇÕES MONITORAMENTOS Teorias dos sujeitos, atores, agentes e (inter)ações sociais Teorias de sistemas Teorias e Metodologias da Administração, Economia e congêneres Teorias da ação social e da Burocracia Max Weber Formas de dominação social
Estatuto e anéis burocráticos - Indicadores simples
- Índices e indicadores compostos
- Marcadores
- Fixos e fluxos Planos
Programações
Relatórios
Sistemas de informação
Salas de situação Para acessar esta apresentação: E-mail de contato: Muito grato pela atenção! Tamaki, Edson Mamoru et al. Metodologia de construção de um painel de indicadores para o monitoramento e a avaliação da gestão do SUS. Ciênc. saúde coletiva, Abr 2012, vol.17, no.4, p.839-849. ISSN 1413-8123 PROPOSIÇÃO: Definição de indicadores e marcadores de processos, a partir de referenciais teóricos e metodológicos da Administração e Economia Genogramas
Fenogramas
Organogramas
Fluxogramas
Funcionogramas Exemplos:
Full transcript