Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Jantar no Hotel Central

No description
by

Mariana Correia

on 1 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Jantar no Hotel Central

Jantar no Hotel Central
Intenção Crítica
Acontecimentos que o procedem
"Carlos, nessa manhã, ia visitar de surpresa a casa do Ega, a famosa Vila Balzac, que esse fantasista andara meditando e dispondo desde a sua chegada a Lisboa, e onde se tinha enfim instalado." 

"- Então outra coisa! - exclamou Ega. - Para conversarmos, para que vocês se conheçam mais, venham vocês jantar comigo amanhã ao Hotel Central. Dito, hem? Perfeitamente. Às seis."

Objetivos do episódio
Intervenientes
João da Ega
“Figura esgrouviada e seca”, com “pêlos do bigode arrebitados” e com “nariz adunco e um quadrado de vidro no olho direito”.

Jacob Cohen
"Baixo, apurado, de olhos bonitos, suíças pretas e luzidias."

Diretor do Banco Nacional
Representante das Finanças

A crítica incide sobre os temas:
A literatura e a crítica literária
Finanças
História política

A literatura e a crítica literária

Este tema é discutido pelas personagens:

João da Ega
João de Alencar
Carlos da Maia
Craft

Finanças


João da Ega e Cohen tratam o assunto polémico do seu país


Homenagear o banqueiro Jacob Cohen
"...o Ega, alargando pouco a pouco a ideia, convertera-o agora numa festa de cerimónia em honra do Cohen..."
Proporcionar a Carlos o primeiro contacto com o meio social lisboeta

Proporcionar o encontro entre Carlos e Maria Eduarda

Apresentar a visão crítica de alguns problemas

Amigo íntimo de Carlos
Estudante de direito
Representante do realismo / naturalismo
Relaciona-se com a geração de 70


Tomás de Alencar
“Individuo muito alto, todo abotado numa sobrecasaca preta, com uma face escaveirada, olhos encovados, nariz curvado, bigodes compridos, calvo na frente, dentes estragados e testa lívida.”

“Em toda a sua pessoa havia alguma coisa de antiquado, de artificial e lúgubre”.

Representa o poeta português Ultrarromântico
Dâmaso Salcede

"Rapaz baixote, gordo, frisado como um noivo de província, de camélia ao peito e plastrão azul-celeste (…)”

Tenta ter todas as características de uma pessoa com classe
Imita Carlos em tudo
Representa todos os vícios da burguesia

Carlos da Maia
“Formoso e magnífico, alto, bem feito, de ombros largos, com uma testa de mármore sob os anéis de cabelos pretos e olhos dos Maias (…). Trazia a barba toda, muito fina, castanho-escura, aguçada no quiexo, o que lhe dava, com o bonito bigode arqueado aos cantos da boca, uma fisionomia de belo cavaleiro da Renascença”.

Craft
Baixo, loiro, pele rosada e fresca, musculatura de atleta e aparência fria.

Identificado como o “homem ideal”
Representante da cultura artística e britânica

Espaço Físico
Hotel Central
- Situado na Praça do Duque da Terceira
Espaço Social
Está diretamente associado ao subtítulo da obra - «Episódios da Vida Romântica»

A BANCARROTA

História política


Este tema é discutido pelas personagens:

João da Ega
Tomás Alencar
Dâmaso
Cohen

FIM
Trabalho realizado por:
Ana Martins nº1
Mariana Simões nº11
Mariana Batista nº12
Sabrina Costa nº15
Soraia Neves nº16
Full transcript