Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Projeto Serra da Moeda

No description
by

Karen Alvarenga

on 23 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Projeto Serra da Moeda

Projeto Serra da Moeda
O nome "Serra da Moeda" está ligado à sua história, após ter sido local de uma casa clandestina de fundição de moedas, por volta de 1720 para se evitar o pagamento de 20% de tributos sobre o ouro para a Coroa Portuguesa (o "Quinto").
Hoje, as ruínas da "Casa de Moedas falsas" estão localizadas em São Caetano de Moeda, próximo à Serrinha, e são regularmente visitadas por inúmeros turistas curiosos para aprender sobre sua história.
Esta cordilheira imponente, com altitudes que variam de 700 a 2.000 metros acima do nível do mar, se encontra em região de Mata Atlântica, nas zonas de transição do Cerrado, e é o lar de grande parcela das espécies animais e vegetais brasileiras ameaçadas de extinção.
A Serra da Moeda é ainda onde vários dos principais rios do sudeste do Brasil se originam, incluindo os maiores rios de Minas Gerais: Rio das Velhas e Rio Paraopeba.
As águas puras da Serra da Moeda fornecem um quarto do abastecimento de água da cidade de Belo Horizonte.
A elevada qualidade e pureza das águas ajudam a manter baixos os custos de tratamento de água para a cidade.
Mas História não é a única atração da região. Serrinha, um trecho da Serra da Moeda localizada a 30 km de Belo Horizonte, é uma atração turística importante, proporcionando lazer e entreterimento para moradores locais e cidadãos de outras cidades.
Além das belezas naturais e da biodiversidade, a área é conhecida pela prática de esportes de aventura, tais como o parapente.
A mistura entre beleza natural, biodiversidade, história e turismo existe em um equilíbrio delicado.
No entanto, este equilíbrio é ameaçado pelas pressões do desenvolvimento.
Uma cadeia de montanhas impressionante, chamada Serra da Moeda, que vai de Belo Horizonte a Jeceaba, no sudeste do Brasil.

A Serra da Moeda abrange oito municípios no estado de Minas Gerais: Brumadinho, Moeda, Belo Vale, Jeceaba, Ouro Preto, Congonhas, Itabirito, and Nova Lima.
A Canga, uma vegetação que se encontra no topo de afloramentos de minério de ferro, que ocupa grande parte da Serra da Moeda, é um microambiente raro que abriga uma grande e única biodiversidade, incluindo aves (
Polystictus superciliaris , Embernagra longicauda, Augastes scutatus
); e mamíferos:
Esta é uma das áreas de habitat mais importantes no planeta para tais espécies.
Tamandua tetradactyla
(tamanduá-mirim)
Chrysocyon brachyurus
(Lobo-guará)
Puma concolor

(onça-parda)
Mazama americana
(Veado)
Eira barbara
(Irara)
Leopardus tigrinus
(gato do mato-pequeno)
A Serra da Moeda também é importante pelo que está em seu subsolo.
Parte do escudo de rocha Pré-cambriana, concentra-se ali recursos minerais importantes, principalmente manganês, ferro e ouro.
Os ricos recursos natuais da Serra da Moeda desempenham um forte papel na história e cultura da região.
No século XVII, os portugueses chegaram a procura de ouro e pedras preciosas.
A área foi desenvolvida com estradas para transporte de mercadorias através de lugares como Brumadinho, Belo Horizonte and Ouro Preto.
Evidencias dessas estradas ainda são encontradas nas proximidades da Serra da Moeda.
O trabalho escravo foi amplamente utilizado na região, e escravos libertos e principalmente aqueles que escaparam das zenzalas se estabeleceram em Quilombos.
A forte cultura dessas comunidades tem sido preservada nessas vilas isoladas, e passada de geração a geração.
As quatro comunidades Quilombola da região reconhecidas pela Fundação Palmares são: Sapé, Ribeirão, Marinhos e Rodrigues, todas no município de Brumadinho, na área de influência do trecho da Serra da Moeda conhecido como Serrinha.
As riquezas da área ainda permitiram o estabelecimento da tribo indígena Cataguazes.
Existem também vários sítios arqueológicos importantes, distribuídos em várias vilas dentro da Serra da Moeda, incluindo cavernas naturalmente formadas de importância espeleológica e arqueológica.
Isso inclui grandes projetos de infraestrutura, mineração e ocupação urbana.
Se não for gerida propriamente, estas atividades podem impactar as dinâmicas ecológicas, sociais e econômicas da região.
A Serra da Moeda envolve uma biodiversidade relevante, ecossistema (Cerrado e Mata Atlântica),
grande beleza natural e patrimônio cultural.
O projeto de valoração econômica do ecossistema e da Biodiversidade da Serra Da Moeda que será desenvolvido pelo IISD
em parceria com a Fundação Zoo-Botânica do município de Belo Horizonte
o Instituto de Pesquisa Bicho do Mato
identificará os serviços ambientais prestados pela Serra da Moeda e seus benefícios para o bem-estar-humano em relação aos benefícios potenciais de desenvolvimento advindo da mineração turismo e urbanização”.
Ao olhar para os retornos econômicos diretos do novo desenvolvimento, e comparando com o valor econômico dos serviços ambientais (tais como quantidade e qualidade água; contribuição para seqüestro de carbono para combater o aquecimento global; valores culturais e recreacionais, plantas medicinais e cavernas de máxima importância) fornecidos pela Serra da Moeda fornecidos para as comunidades locais, para Minas Gerais, para o Brasil e para o mundo.
Os resultados deste
projeto incluem aumentar a quantidade de informações disponíveis sobre a Serra da Moeda, com a participação ativa da comunidade local desde o início, ajudando no aumento da conscientização de moradores e visitantes. Ainda, Seminário para apresentação do Estudo nos municípios envolvidos, exposição de fotos, publicação de livro, filmagem de um documentário e exibição de arte e cultura.
O Estudo e seu relatório também demonstrará alguns dos valores econômicos não perceptívies dos serviços ambientais prestados pela Serra da Moeda. Suas informações facilitarão a comparação entre as alternativas de usos da Serra da Moeda (tais como, mineração, infraestrutura, expansão urbana e conservação)
As informações fornecidas pelo projeto auxiliarão os tomadores de decisão e demais partes interessadas no exercício de priorizar licenciamentos ambientais de empreendimentos, políticas de conservação e instrumentos de preservação de alguns serviços ambientais avaliados.
O projeto ainda motivará a prática da "contabilidade nacional" incluindo o capital natural como o identificado na Serra da Moeda junto com o capital econômico e financeiro brasileiro
O que um praticante de voo livre, uma criança na escola, um membro de um grupo de congado, um residente de Belo Horizonte e você têm em comum?
O Estudo será um instrumento para fomentar o debate e compromissos para a efetiva tomada de decisões sobre os usos da Serra da Moeda e desenvolvimento de políticas de gestão das águas, dos ecossistemas, da biodiversidade, e das cavernas de forma transparente entre todas as partes impactadas e interessadas.
O projeto demonstrará em termos econômicos, os custos de se perder alguns dos serviços ambientais prestados pela Serra da Moeda às comunidades locais, regionais e globais.
Fotos: Roberto Murta

E o Instituto OKSIGENO
Full transcript