Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Trabalho de LIBRAS

No description
by

Larissa Bonfim de Ávila

on 21 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Trabalho de LIBRAS

Livro: A invenção da Surdez
Acadêmicos:
Ana Rúbia Ferreira de Souza
Eder da Silva Pereira
Gleyce Harumy Miyazato
Larissa Bonfim de Ávila

Disciplina:
Língua Brasileira de Sinais: Noções Básicas

Professor: Maurício Loubet
Introdução
Livro: A invenção da Surdez

12 textos;
Diversos autores;

Língua de Sinais na Educação dos Surdos.
Sistema SignWriting: por uma escrita funcional para o surdo.
Estrutura do Sistema SignWriting
Língua de Sinais na Educação de Surdos
por Lodenir Bcker Karnopp
• A autora Lodenir Bcker Karnopp, quanto ao número da população de surdos e o surgimento da língua de sinais;
• Oficialização da LIBRAS, conforme a Lei Federal nº 10.436;
• Professores de surdos, perante a avaliação de textos produzidos por eles;
• Os surdos lutam pelo reconhecimento e aceitação das diferenças linguísticas e cultural.
Conclusão
Língua de Sinais na Educação dos Surdos.

Sistema SignWriting: por uma escrita funcional para o surdo.
Trabalho de LIBRAS
Alfabeto Manual
Os pontos vermelhos no mapa indicam os países que utilizam o sistema SignWriting (mais de 35 países). Os demais ainda estão em processo educacional ou ainda não têm conhecimento sobre o mesmo.
Quem usa SignWriting?
Quando diz “escrita de sinais”, muitas pessoas pensam que essa escrita são aqueles formatos das mãos do alfabeto escrito e sinais desenhados no papel. Veja a datilologia traduzida para SignWriting, o sistema de escrita de sinais:
A palavra em inglês, “SignWriting” significa “Escrita de Sinais” em português.
O sistema é definido por três estruturas básicas:
a posição de mãos;
os movimentos;
o contato.
O SignWriting foi criado em 1974 por Valerie Sutton.
No início, ela criou um sistema para escrever os movimentos de dança.
Isso despertou a curiosidade dos pesquisadores da língua de sinais que estavam procurando uma forma de escrever os sinais.
Sistema SignWriting: por uma escrita funcional para o surdo
por Marianne Rossi Stumpf
A autora inicia o texto trazendo algumas concepções de autores estudiosos dos surdos.

O uso das línguas de sinais, a implementação de procedimentos por parte da sociedade, que favoreçam seu uso nas famílias e metodologias apropriadas pelos professores de surdos, são as respostas corretas e necessárias para as necessidades escolares dos surdos.
Neste sentido é proposta pela autora uma proposta bem mais radical.
Mas para isto, o sujeito surdo precisa: ter um domínio da língua de sinais.
Um ambiente privilegiado para este fato é a escola.
Os surdos representam como fracasso a educação que recebem.
O letramento é diferente de o simples ler e escrever. A criança que usa a íngua de sinais pode aprender a ler e escrever nesta mesma língua, que consiste em sua primeira língua e a partir desta aprender uma segunda língua.
O processo de aquisição da escrita pelo surdo é pouco conhecido e têm gerado diferentes estudos para o ensino da escrita dos surdos. A solução para isto consiste em fazer com que os sinais lexicais de sua língua nativa sejam convertidos em texto, por meio, por exemplo, do Sistema SignWriting.
Alguns exemplos
Os verbos são apresentados no infinitivo.
VOCÊ GOSTAR CURSO? (Você gosta do curso?)

(Bem vindos) (O que é LIBRAS?) (SignWriting no Brasil)
Referências Bibliográficas
STUMPF, M. R. Sistema signwriting: por uma escrita funcional para o surdo. THOMA, A.S. ET AL (Org.) A invenção da surdez: cultura, alteridade, identidades e diferença no campo da educação. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2004.
KARNOPP, L. B. Língua de Sinais na Educação de Surdos. THOMA, A.S. ET AL (Org.) A invenção da surdez: cultura, alteridade, identidades e diferença no campo da educação. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2004.
Escrita de Sinais. Disponível em <http://escritadesinais.wordpress.com/>. Acesso em 12.09.2013.
Full transcript