Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

As mudanças no varejo do segmento de calçados

No description
by

Renato Mosca

on 21 September 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As mudanças no varejo do segmento de calçados

Cenário
População Brasileira: 206.200.000 (aprox.); Tempo Médio Aumento População:
20"
. Fonte: IBGE.
Agradecimentos
Wesley Barbosa (ABLAC)

Milton Grabin (GBM Comunicação)

José Carlos Brigagão do Couto (Sindifranca)

Ana Teresa Arruda Rocha (Sindifranca)

Fernanda Bufoni (Sindifranca)

Cristiane Nazar (Sindifranca)

Márcia Alves (Sindifranca)

e toda a equipe de apoio do Sindifranca
Por que utilizar a PDV Calçados?
Realização
Apoio
Créditos
As mudanças no varejo do segmento de calçados
OBRIGADO!!!
População Aproximada por Região e UF;
Tempo Médio Aumento População;
Rendimento Nominal Mensal Domiciliar Per Capita da População Residente 2015;
Nº Municípios.
No Brasil,
64%
dos calçados comprados são
femininos
.
Região Norte
Rondônia: 1.789.130; 28'1"; R$822; 52

Acre: 817.560; 40'19"; R$752; 22

Amazonas: 4.005.900; 8'26"; R$752; 62

Roraima: 515.880; 28'1"; R$1.008; 15

Pará:
8.275.960
;
5'28"
;
R$672
;
144

Amapá: 784.100; 34'7"; R$849; 16

Tocantins: 1.534.450; 30'3"; R$818; 139
Região Nordeste
Maranhão: 6.953.170; 10'43"; R$509; 217

Piauí: 3.213.550; 69'39"; R$729; 224

Ceará: 8.973.450; 9'9"; R$680; 184

R.G.do Norte: 3.478.290; 16'12"; R$818; 167

Paraíba: 3.999.750; 19'23"; R$776; 223

Pernambuco: 9.415.170; 8'9"; R$822; 185

Alagoas: 3.360.200; 30'13"; R$598; 102

Sergipe: 2.268.100; 23'17"; R$782; 75

Bahia:
15.282.050
;
7'27"
;
R$736
;
417
Região Sudeste
Minas Gerais: 21.008.720; 4'12"; R$1.128; 853

Espírito Santo: 3.973.090; 12'6"; R$1.074; 78

Rio de Janeiro: 16.649.510; 6'22"; R$1.285; 92

São Paulo:
44.797.760
;
1'31"
;
R$1.482
;
645
Região Centro Oeste
Mato Grosso Sul: 2.685.520; 17'6"; R$1.045; 79

Mato Grosso: 3.308.180; 13'16"; R$1.055; 141

Goiás:
6.703.230
;
6'15"
;
R$1.077
;
246

Distrito Federal: 2.978.670; 8'22"; R$2.252; 1
Região Sul
Paraná:
11.253.720
;
6'46"
;
R$1.241
;
399

Santa Catarina: 6.896.910; 5'46"; R$1.368; 295

Rio Grande do Sul:
11.296.370
;
14'37"
;
R$1.435
;
497

O que tem mudado?
Sobre a pesquisa
Amostragem 11.300 lares pesquisados, corresponde a 81% populacão domiciliar e 90% do potencial de consumo do Brasil

Coleta semanal de dados com base em NF's compras

Dados referentes ao período de 2015 vs. 2014

Volume de pares comprados:
-8,3%

Valores gastos:
-12,5%

Amplitude: 77% dos lares compraram pelo menos 1 par em 2015

Frequência de compra: 3,9 vezes ao ano

Volume por ida à loja: 1,4 par

Preço médio: R$ 55,60 Fonte: ABLAC
Produtos mais impactados
Em Volume

Calçados Femininos: -11,6%
Tênis: -10,4%
Infantis: -7,7%
Masculinos: -5,2%
Chinelos: -4%
Em Valores (Preço Médio)

Tênis: -16,6%
Femininos: -12,4%
Infantis: -11,3%
Masculinos: -10,8%
Chinelos: -9,3%
Aumento de Consumidores nas Lojas: 3,4%
Redução de Consumo em todas as Classes Sociais
Em Volume

Classe AB:
-6,73%
Classe C:
-8,04%
Classe DE:
-1,67%
Em Valores (Preço Médio
)

Classe AB:
-13,56%

Classe C:
-11,96%
Classe DE:
-5,55%
Comportamento do Consumidor por Faixa de Preços

De R$55,00 a R$69,99
Feminino: +2,0%
Infantis: +0,8%
Esportivos: +4,4%


De R$70,00 a R$99,99
Feminino: +7,8%
Esportivos: +21,3%
Masculinos: +28%


De R$100,00 a R$129,99
Esportivos: +7,6%

De R$130,00 a R$149,99
Masculinos: +9,9% Fonte: ABLAC
Consumidores por Regiões em Destaques
Em Volume
Grande Rio de Janeiro: +2,08%
Interior de São Paulo: +1,71%
Região Sul: +5,09%
Regiões Norte e Nordeste:
- 4,2%


Em Valores (Preço Médio)
Grande Rio de Janeiro: +2,04%
Regiões Norte e Nordeste:
-4,7%
Meses de Maiores Vendas de Calçados
Dezembro: 16,5%
Novembro: 9,2%
Julho: 8,4%
Maio: 8,2%
Janeiro: 8,4%
Meses de Maiores Promoções,
Ofertas ou Liquidações de Calçados
Janeiro
Maio
Setembro
Canais de Compras para os Consumidores
Lojas de Calçados substituídas por Lojas de Departamentos

Sapatarias de Ruas ou Shopping Centers:
-26,7%

Lojas de Departamentos:
+132,9%

Fonte: ABLAC
O que Mais Motiva a Compra de Calçados
O propósito de
presentear alguém
Segmentos
Feminino: 17,9%

Infantil: 26,7%

Esportivo: 11,6%

Masculino: 14,7%
X
Para
integrar
as
Fábricas
,
Lojas
e
Representantes
num único local sem excluir qualquer participante;

Para
contribuir
com toda a
Cadeia Produtiva do Segmento de Calçados
;

Para
agilizar
e
ampliar
as
vendas
;

Para
expandir
o
território
;

Para
acessar

novos produtos
que antes não eram possíveis

Para as Fábricas:
Pode representar mais um canal de vendas e com isso, reduzir a ociosidade e/ou melhorar o escoamento da produção

Para as Lojas:
Pode representar mais um canal de compras e com isso, obter produtos de qualidade e/ou exclusivos, melhorando a competitividade no mercado

Para o Representante
:
Pode extrapolar os limites físicos e ampliar a área de atuação sem conflitar com seu território, possibilitando aumento das comissões
"
Inerente a nossa vontade, a Tecnologia tem atuado no mundo dos negócios e na economia, mexendo com os participantes e deixando um rastro marcante, para os mais preparados e extinguindo os menos aptos. Haja visto o que: 99Taxi, Uber, Netflix, WhatsApp, Airbnb, iFood, Zap Imóveis, Decolar.com, dentre outros, tem mudado a economia num curto espaço de tempo, trazendo valor para os usuários.
Nós queremos fazer parte disso, contribuindo com a cadeia de valor e ajudando o segmento de calçados a atuar de maneira mais saudável e competitiva.
"
Fonte: ABLAC
Fonte: ABLAC
Fonte: ABLAC
Fonte: ABLAC
Fonte: ABLAC
Fonte: ABLAC
Fonte: IBGE
Fonte: IBGE
Fonte: IBGE
Fonte: IBGE
Fonte: IBGE
Full transcript