Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Conflitos ETECs

No description
by

Gislayno Monteiro

on 11 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Conflitos ETECs

Conflitos
O que é um conflito?
Tipos de Conflito
Gestão de Conflitos na escola
Lembre-se você
é um facilitador

Algumas ferramentas para a resolução
de conflitos
Para lidar com conflitos, é importante conhecê-los, saber qual é a sua amplitude e como estamos preparados para trabalhar com eles.
Os conflitos na escola são muito comuns, e acontecem entre alunos, entre alunos e professores ou funcionários do estabelecimento.
Estimule as pessoas a alcançar os objetivos propostos e a apresentar as suas próprias soluções, assim se sentirão responsáveis pelas suas ações.
Podemos utilizar algumas
técnicas básicas

Efeitos dos Conflitos
Conflitos podem gerar resultados positivos e negativos
Resultados positivos
Desperta sentimentos e energia nos membros do grupo, alimentando o interesse em descobrir meios eficazes de realizar tarefas, bem como soluções criativas e inovadoras.

Estimula sentimentos de identidade no grupo, aumentando a força do grupo, melhorando o relacionamento interpessoal entre as partes.
É um meio de chamar
atenção para os problemas existentes e
funciona como mecanismo de correção para evitar problemas mais sérios;

Podem e devem ser uma oportunidade dos
professores refletirem e trabalharem em equipe

Se bem gerenciado produz
aproximação, diálogo, confiança, intercambio de opiniões,
tranquilidade, entre outros.
Resultados negativos
Como consequência indesejável para o funcionamento da organização, os indivíduos e grupos veem os seus esforços bloqueados, desenvolvendo sentimentos de frustração, hostilidade e tensão;

E então a energia criada pelo conflito é dirigida para o próximo conflito e é gasta nele mesmo, prejudicando a energia que poderia ser utilizada no trabalho produtivo, pois ganhar o conflito passa a ser mais importante do que o próprio trabalho.
O espírito de cooperação é substituído
por comportamentos que prejudicam o
funcionamento da organização, da Escola
e influenciam a natureza dos relacionamentos existentes entre pessoas e grupos.

Podendo até ocorrer agressões verbais
ou não verbais trazendo como
consequência desconfiança e provavelmente
uma ruptura de relações.
Negociação
Persuasão
Diálogo
A persuasão é um método indicado para se
aplicar, quando necessitamos de
atiitudes de outras pessoas para atingir os objetivos propostos.
Essa ferramenta é utilizada para convencer
uma pessoa por meio de ideias
que a sensibilize.
Dicas
Estratégias que podem ser usadas para
a gestão do conflito
Primeiro algumas dicas baseadas no bom senso.
O diálogo deve ser entendido como a melhor ferramenta para uma gestão pacífica dos conflitos em qualquer organização.


Seja um facilitador de ações que estimulem os alunos e professores a elaborar normas através de procedimentos democráticos e colaborem na tomada de decisões.
Democracia.
Valores
Estimule o reconhecimento das diferenças e da dignidade de cada individuo no direito ao exercício da cidadania, fortalecendo e modo como alunos e professores contribuam
para o interesse comum
Estimule o trabalho em equipe e foque seus esforços na cooperação entre todos, a maioria dos problemas derivam de nossa sociedade competitiva e individualista.
Cooperação
Expectativas diferentes
Adoção de regras pessoais que estabelecem: - 1 - comportamentos diferentes perante
situações idênticas
2 - comportamentos cooperativos com
interesses diferentes
São tantas as características.
Dinamismo e preocupação com os outros, vontade e disponibilidade para ajudar.

Humildade e prudência, evite comentários desnecessários e evite que a sua opinião interfira no processo.

Imparcialidade, vai permitira compreensão das diversas visões sobre o conflito afirmadas pelas partes, sem
tomar partido por qualquer delas;
Para refletir.
O trabalho do coordenador influencia
diretamente professores e alunos, e
a responsabilidade vai além da sala de aula, colaborando na articulação entre a escola e a comunidade.

Nesse sentido é possível que o coordenador conduza sua equipe a uma reflexão crítica da
realidade do mundo, o que se refletirá no
sucesso educativo dos seus alunos.


A interação entre os seres humanos
resulta em
Situações estáveis
Conflitos
Um conflito pode acontecer entre
Duas pessoas
Duas equipes
Dois departamentos
Duas empresas
Causas do conflito na sociedade humana:
As causas de conflito na escola:
Divergência de opinião entre alunos, professores, diretores, coordenadores, e etc.

Dificuldade de comunicação, de assertividade, de condições para estabelecer o diálogo

Massificação da educação (diferentes vivências, diferentes sonhos, diferentes valores, diferentes
culturas, diferentes hábitos…)
Conceitos acerca do conflito:
Fato negativo que resulta da ação e
do comportamento indesejável entre
pessoas, associado à agressividade, ao
confronto físico e verbal entre outros.

Fato positivo visto como uma
manifestação natural, necessário às relações,
ideias e discussões novas
permitindo a exploração de
diferentes pontos de vista,
interesses
e valores.
Visão positiva do conflito.

Agente agregador dos esforços e ideias

Regula as relações sociais

Melhora o relacionamento após resolvido

Ensina a enxergar pela perspectiva do outro,
percebendo que o outro tem uma percepção
diferente

Permite a percepção das
diferenças como não ameaças.
Define as identidades e as
posições das partes

Oportunidade de crescimento e amadurecimento social

*Evita o processos de estagnação

Racionaliza as estratégias de cooperação
e de competência
Processo determinado pela incompatibilidade entre indivíduos e grupos, devido a valores e/ou interesses diferentes, opiniões divergentes, maneiras de ver ou interpretar algum acontecimento.

1 - Identifique o problema
2 - Verifique a intenção dos participantes de resolver o problema
3 - Comunique-se, ouça, se coloque no lugar do outro.
4 - Saiba perguntar e seja paciente.
5 - Reconheça direitos e qualidades.
6 - Debata e não imponha soluções unilaterais.
7 - Proponha soluções alternativas;

Fases da negociação
1 - Orientação e pesquisa, conheça o objeto da negociação e as questões envolvidas.

2 - Planejamento e análise dos interesses e objetivos.

3 - Resistência, encontre formas de quebrar a resistência baseadas na argumentação e compreensão.

4 - Reformulação das estratégias, reavalie as estratégias de acordo com o aparecimento de novas informações.
1 - Orientação e pesquisa, conheça o objeto da negociação e as questões envolvidas.

2 - Planejamento e análise dos interesses e objetivos.

3 - Resistência, encontre formas de quebrar a resistência baseadas na argumentação e compreensão.

4 - Reformulação das estratégias, reavalie as estratégias de acordo com o aparecimento de novas informações.
Continuação
Use a escuta empática.
No diálogo primeiro escute, tente se colocar no lugar da pessoa que está passando a mensagem e somente depois tome decisões.
Ganha ganha
Não existe uma melhor maneira de se resolver um problema existe a nossa maneira, onde ambos ganham.
Ouvir
A seguir alguns tipos de conflito, sua identificação pode auxiliar a detectar a estratégia mais adequada para a gestão.
Conflito Latente
Não é declarado e não há, por parte dos elementos envolvidos, uma clara consciência da sua existência.
Conflito Percebido
Os elementos envolvidos percebem,
racionalmente, a existência do conflito,
embora não haja ainda manifestações
a respeito do mesmo.
Conflito Sentido
Atinge ambas as partes, e em que há emoção e forma consciente.
Conflito Manifesto
Trata-se do conflito que já atingiu
ambas as partes, já é percebido por
terceiros e pode interferir na
dinâmica da organização.
Mas há também os falsos conflitos, muitos
dos quais originados por mal entendidos, erros
de comunicação, e que podem tornar-se reais se
não forem desfeitos os mal entendidos.
Onde existir pessoas reunidas, existirão
conflitos e precisamos gerencia-los, fazendo com que as relações interpessoais sejam possíveis, sem interferir na individualidade das pessoas.

Podemos ter micro-conflitos,
que envolvem apenas duas pessoas, podemos
ter meso-conflitos, que envolvem grupos
pequenos de pessoas, ou ainda macro conflitos, que envolvem grandes grupos de pessoas, tais como trabalhadores e empresários.
Quanto à forma podemos ter
conflitos quentes, frios e mornos.

Nos conflitos quentes há grandes brigas,
discussões acaloradas acontecem a todo o
momento, etc.

Nos conflitos frios todos fingem que nada está acontecendo, fazendo com que nada realmente aconteça, isso é acompanhado por um sentimento
generalizado de descrença, impotência e
baixa autoestima.

Conflitos mornos ficam numa situação
intermediaria.
É a principal técnica
do diálogo.
Troca de impressões:
É a expressão das opiniões, onde as
partes expõem as suas
razões e argumentos.
As pessoas têm opiniões diversas, e isso gera problemas, mas é essa diversidade que deve trazer riqueza ao grupo.
As estratégias utilizadas na escola para a gestão dos conflitos podem variar e dependem do nível e caraterísticas dos próprios alunos,
professores e funcionários, portanto, não existe um manual específico do que é adequado fazer.

1 - Favoreça comunicação entre as partes.
2 - Favoreça a resolução, justa e pacífica.
3 - Exerça a liderança.
4 - Seja imparcial.
5 - Pratique a empatia.
6 - Estabeleça questões que promovam
a discussão dos pontos em litígio
Coloque os objetivos educativos acima de qualquer interesse pessoal.

Paciência e resistência, para superar o stress e o cansaço que esse processo provoca, ajudando a evitar a precipitação durante todo
o processo.
1 - Gentileza gera gentileza, nunca alimente a fogueira de uma discussão, seja e construa a imagem de uma pessoa agradável, cumprimente a todos e conviva harmoniosamente com seus colegas de trabalho, não é tão difícil assim.

2 - Tenha argumentos, transmita uma informação construindo, ao mesmo tempo, um raciocínio com vantagens e consequências positivas para o receptor da sua mensagem.

3 - Transmita sua ideia de forma adequada, a forma correta de influenciar alguém é saber quem é esta pessoa e tratá-la como ela gostaria de ser tratada, seja em um tom mais calmo ou mais desafiador.

4 - Reciprocidade, seja solícito e desperte a vontade dos outros o ajudarem.







Muito obrigado e contem conosco.
Coordenação HAEs - hae.portal@gmail.com
Full transcript