Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Bases de Dados - Contextualização

No description
by

Gonçalo Martins de Sousa

on 23 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Bases de Dados - Contextualização

Bases de Dados
Contextualização
Sistema de Gestão da Base de Dados (SGBD)
Interface (ou conjunto de interfaces) que permite recolher, armazenar, e processar dados e extrair as informações de um banco de dados.
Aplicações práticas
Identifica, na elementos que ilustrem uma possível aplicação prática de Bases de Dados...

Identifica, em cada caso:
o(s) dado(s);
possíveis informações;
o respetivo SGBD.

Conclusão:
Uma Base de Dados é um depósito de
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ provinda de _ _ _ _ _ recolhidos, armazenados e processados pelo _ _ _ _.
Moral da história:
Resumindo:
Pergunta:
Será um dado?
ou
uma Informação?
Dado(s)
M
enor partícula
do processo da informação, e portanto um elemento fundamental da informação, que é o nosso objeto de estudo.
Informação
Obtém-se trabalhando o(s) dado(s), atribuindo-lhe(s) valor significativo ou agregando-lhe(s) um sentido natural e lógico para quem o(s) usa (o
utlizador
).
Informação
vs
Dados
Informação
é qualquer facto ou conhecimento do mundo real que pode ser interpretado (i.e. tem significado).
O conceito de base de dados faz hoje parte do nosso dia a dia mesmo que por vezes de forma não explícita.


Acedemos a bases de dados,
Quando fazemos compras num hipermercado.
Quando usamos um cartão de crédito (ou de débito)
Quando procuramos um livro na biblioteca.
Quando procuramos um programa de férias numa agência de viagens
Quando acedemos à página dos serviços académicos
Ainda hoje prevalece um mito,
mesmo entre utilizadores mais
avançados, de que é muito compli-
cado lidar com bancos de dados.
Realmente, há anos atrás era uma ta-
refa um tanto árdua, mas atualmente
os softwares de gestão de bases de da-
dos são altamente amigáveis e de fácil
manuseio. É mesmo possível criar uma
aplicação inteira, com bases de dados,
formulários de entrada, relatórios e
e tudo mais, sem conhecimentos de
programação.
Dado
é a representação da
informação
.
Isoladamente não transmitem nenhum conhecimento, ou seja, não contêm nenhum si
gni
ficad
o

claro

(
independênc
ia
)
.
Inicial-
mente, as
informações empresariais
foram organizadas por sis-
temas de arquivos sem
critérios pré-definidos,
que cresciam desorde-
nadamente, à medida
que novas necessidades
iam surgindo, gerando
muitos arquivos diferentes
incompatíveis, dificultan-
do ou impossibilitando
a sua manutenção
e recuperação.
Devem poss
u
ir estruturas idênticas para poderem ser or
g
anizáveis (
estruturação homogénea
)
Armazena e processa dados, devolvendo informações
Correcção
- além de actual a informação
deverá ser rigorosa e correcta;
Relevância
- o excesso de informação pode
ser um obstáculo, pelo que é necessário fil-
trá-la para que seja usada a que é relevante;
Disponibilidade
- a informação só é útil se estiver disponível, quando necessária;
Legibilidade
- a informação só é informação se puder ser interpretada.
Numa base de dados os dados, podem ser introduzidos de forma aleatória, desde que sejam homogéneos e possuam algum significado.
Verdadeiro ou falso?
Um banco de dados é construído e povoado com informações que, depois de manipuladas pelo SGBD, tomam um determinado significado para os usuários e para outras aplicações desenvolvidas para as manipular.
É sempre mais proveitoso lidar com a informação processada do que ter de ir à sua procura.
Devem ser aplicáveis aos conceitos a que se destinam.
(
Aplicabilidade
)
Gonçalo Sousa
gmsousa@netcabo.pt
Vamos pensar um pouco...
Contextualização: dos dados à informação
Objetivos Gerais
• Compreender a importância que as bases de dados desempenham na gestão e/ou administração do quotidiano duma associação;

• Compreender a importância que o fluxo de informação desempenha na planificação, construção ou utilização duma Base de Dados.
Objetivos específicos
• Distinguir dados de informações, sem erros, num contexto prático de aplicação do fluxo de informação promovido pelas bases de dados;

• Reconhecer corretamente, sem erros, o SGBD como promotor desse fluxo de informação, num contexto prático;

• Descrever pelo menos dois contextos práticos de utilização de bases de dados (assentes em suportes físicos distintos) na gestão duma associação.
Receita Geral: 500.000,oo €
Relatório de contas:
Receita Prevista: 500.000,oo €
Orçamento Geral
Meta orçamental alcançada
Resultado
Full transcript