Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of GLOBALIZAÇÃO

No description
by

Toninho Foureaux

on 21 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of GLOBALIZAÇÃO

Considerações Finais
A globalização é um processo movido pela
ação de empresas transnacionais sobre
o mercado mundial.

Através das transnacionais ocorre a integração das atividades econômicas entre a maior parte dos países do mundo.

Esse processo atinge, de diferentes formas, toda a população mundial, com uma tendência à homogeneização cultural.

Um dos principais resultados negativos do processo de globalização está nas
consequências socioambientais.
Apresenta várias faces, todas relativamente interligadas:
Face histórica:
ao longo dos séculos, os povos entraram em contato pacífico ou hostil entre si, tanto por terra, como através das navegações (século XVI);

Face econômica:
expansão do comércio em várias regiões;

Face das trocas culturais:
línguas, religiões e tradições de diversas partes do planeta entraram em contato umas com as outras.

Resultado:
fusões, intercâmbios enriquecedores e também os conflitos, expostos todos os dias pela imprensa.
Um mundo interligado
Denominado pelo geógrafo Milton Santos como

período técnico-científico-informacional
.

Os objetos técnicos tendem a ser, ao mesmo tempo,
técnicos e informacionais.
O capitalismo pode ser dividido em 3 fases:
Leva riqueza a algumas regiões do mundo e explora outras ao extremo.

Uma minoria da população mundial vive de forma sofisticada e privilegiada, enquanto para muitos povos resta a indiferença e o abandono.
Corridas armamentista e espacial:
avanços tecnológicos aplicados no mundo moderno.

Ex: computador e satélite - à princípio, de uso exclusivo dos militares, tornando-se parte do nosso dia a dia.

Populariza-se também: automóveis, telefones e eletrodomésticos.

Aviação comercial e transporte marítimo impulsionam os negócios e o turismo.

1970: inicia a
revolução técnico-científico-informacional
– baseada na microeletrônica, na informática e na tecnologia da informação.

Biotecnologia e robótica: também são setores importantes nessa fase do capitalismo.
Avanços tecnológicos durante a Guerra Fria
Globalização
Possui sentidos múltiplos e contraditórios:
Aumento da produtividade industrial;
Barateamento dos custos de produção e do transporte das mercadorias.
O capitalismo financeiro tem importância fundamental ao processo de globalização.
Vários Estados se abriram ao comércio internacional por meio de blocos econômicos regionais.
Dívida externa:
vários países são forçados a seguir as exigências
de organizações mundiais como o FMI (Fundo Monetário Internacional).

Resultado:
privatizações, criação de transnacionais e menor proteção às indústrias nacionais.
As fases da globalização
Capitalismo comercial

Capitalismo industrial

Capitalismo financeiro
Capitalismo comercial:
artesanato, manufatura, colônias fornecem matéria-prima e mão de obra – acumulação do capital pelas burguesias.
Capitalismo industrial:
Inovações nas produções, surgimento da indústria.

A indústria no século XVIII torna-se a principal atividade econômica do sistema capitalista.
Capitalismo financeiro:
Fase atual do capitalismo – integração entre capital industrial e capital bancário.
Algumas empresas ultrapassam em vendas o Produto Interno Bruto (PIB) anual de muitos países:
corporações mundiais gigantescas podem ser os
novos centros do poder político e econômico
.

Entre as 100 maiores entidades econômicas existentes na atualidade, 51 são empresas e 49 são países.


• Em muitos casos, diminuição do uso da mão de obra.

• Aceleração no ritmo de produção – produz-se cada vez + em tempo menor = aumento da produtividade.

• Contradições no movimento de modernização das sociedades.

• Criação de um livre comércio mundial – aumento da produção sem ampliar o número de trabalhadores.

• Expansão do desemprego em níveis nacional e global e aumento do trabalho informal.
Estas inovações
não atingem o planeta igualmente,
devido à razões econômicas e culturais.
Globalização
e
meio ambiente
O aumento da produção industrial e agrícola + o abastecimento de água tornam-se um problema de
risco imediato à vida na Terra.

Alguns países já sofrem com a falta de água potável.

60% da água disponível para o consumo -> é utilizada na irrigação agrícola.

Produtos químicos, pesticidas e fertilizantes e despejo de esgotos domésticos e industriais:
contaminam nascentes e rios, no campo e na cidade.

Dentro de poucos anos uma das principais disputas entre povos e Estados será pelo controle de água potável.
É o resultado do lançamento excessivo de gases de efeito estufa na atmosfera.

Efeito estufa: fenômeno natural que mantém o planeta aquecido.

O aquecimento global acontece quando são lançados mais gases do que as florestas e os oceanos são capazes de absorver.

Gases estufa:
queima de combustíveis fósseis - petróleo, carvão e gás natural, queimadas, desmatamento, decomposição de matéria orgânica e liberação de CFC (clorofluorcarboneto, responsável pela destruição da camada de ozônio) na atmosfera.
Muitos países reuniram-se em conferências de âmbito mundial!

1997 – Kyoto, Japão: 3ª conferência sobre mudanças climáticas.

Objetivos: redução e limitação da emissão de gases que provocam o efeito estufa e promover a
redução das emissões por países em desenvolvimento.

As decisões dessa conferência são sentidas até hoje e influenciam as políticas de Estados.
2002 – Johannesburgo, África do Sul:
outra conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento.

Intuito:
avaliar os resultados da Rio-92 e renovar compromissos políticos, econômicos e sociais.

Frustração:
o encontro não aprofundou questões vitais e deixou evidente que os interesses econômicos se sobrepõem às questões de conservação e preservação ambiental.
O poder das transnacionais globais
Globalização e desemprego
As forças produtivas empregam tecnologias cada vez mais avançadas.
Consequências:
Fila de desempregados
em Madri, Espanha.
Indústria de carros
Laranjal do Jari, Amapá
Laranjal do Jari, Amapá
Laranjal do Jari, Amapá
Pobreza e desemprego...
Trabalho informal !
Globalização, cultura e sociedade de consumo
A globalização
é a formação de uma sociedade de consumo
, onde culturas nacionais e locais são niveladas a partir de padrões mundiais de comportamento e vivência -> fase + crítica!
Cada fase da
globalização
é marcada por uma
onda de inovações tecnológicas
.
SOCIEDADE DO CONSUMO
Inovações tecnológicas
Os benefícios da GLOBALIZAÇÃO não estão ao alcance de toda população mundial!
Indústria cultural
"O consumidor não é soberano
como a indústria cultural quer fazer crer, não é o seu sujeito, mas o seu objeto."

(Adorno, 1967)
História da evolução da Terra
2ª metade do século XX:

o alto grau de industrialização e urbanização alcançado provocou profundas alterações no meio ambiente.

Século XXI:
Aumento da extração e consumo dos recursos naturais para atender as necessidades das populações.

Exploração sem um planejamento que diminua as consequências ao ambiente.

Agravamento dos problemas ambientais
poluição do ar, desmatamento, escassez de água potável e aquecimento global, etc.
Problemas ambientais nos séculos XX e XXI
A água
Escassez X Desperdício
O aquecimento global

 Elevação do nível dos oceanos, ameaçando cidades litorâneas e ilhas.

 Maior frequência e intensidade: furacões, ondas de calor, secas e enchentes.

 Alterações na biodiversidade, com possível extinção de várias espécies animais e vegetais.
Consequências
Conferências mundiais e meio ambiente
1992 - Rio de Janeiro:
Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUMAD), conhecida também como Eco-92.

Principal objetivo:
debater as necessidades de aliar o crescimento e desenvolvimento socioeconômico à conservação dos recursos naturais.

Documentos elaborados:
A carta da Terra, as convenções da Biodiversidade, Desertificação e Mudanças Climáticas, e a Agenda 21.
Conferência Rio-92
Alguns princípios da Carta da Terra
1. Respeitar a Terra e a vida em toda sua diversidade.

2. Cuidar da comunidade da vida com compreensão, compaixão e amor.

3. Construir sociedades democráticas que sejam justas, participativas, sustentáveis e pacíficas.

4. Assegurar a generosidade e a beleza da Terra para as atuais e às futuras gerações.

5. Proteger e restaurar a integridade dos sistemas ecológicos da Terra, com especial atenção à diversidade biológica e aos processos naturais que sustentam a vida.
(...)
15. Tratar todos os seres vivos com respeito e consideração.

16. Promover uma cultura de tolerância, não-violência e paz.
Tratado internacional que estipula reduções obrigatórias nas emissões de gases do efeito estufa.

166 países ratificaram o documento.

Estados Unidos (um dos principais emissores desses gases) recusaram-se a assinar.

O tratado só foi implementado após a obtenção da assinatura da Rússia, pressionada pela União Europeia.
Entre 2008 e 2012:
os Estados desenvolvidos deveriam cortar suas emissões em 5,2% em relação aos níveis de 1990.

Demais países:
reduzir emissões após 2012.

Fundo de ajuda aos atingidos pelos efeitos das mudanças climáticas:
os países desenvolvidos que reduzem suas emissões e os países pobres ou emergentes que possuem projetos de redução recebem créditos, conhecidos como créditos de carbono.

Créditos de carbono:
certificados que autorizam o direito de poluir. Agências reguladoras de proteção ambiental emitem certificados, autorizando emissões de toneladas de dióxido de enxofre (SO2), monóxido de carbono (CO), entre outros gases poluentes.

Um bônus, cotado em dólar = uma tonelada de poluentes.

As empresas que não cumprem as metas de redução podem comprar bônus das empresas mais bem sucedidas.
Conferência de Kyoto
Intercâmbios
e
Conflitos
Histórica
Trocas
culturais
As várias faces da globalização
Econômica
Características dessa fase:
Theodor Adorno (filósofo alemão):
Em 1940 contesta a ideia de que com a abertura comercial e a expansão das comunicações mundiais haveria a formação de uma

cultura popular

planetária harmoniosa
.
Adorno acreditava na criação de uma “
indústria cultural
”.

Qual a finalidade da indústria cultural?
Criar, desenvolver e veicular, através dos

meios de comunicação,
estilos de vida consumistas formando novos padrões culturais,
ligados aos hábitos de consumo.
Ex.:
p
rogramas de TV e novelas que incentivam estilos de vida consumista.

Estimular o desejo de consumo do indivíduo através dos “
artigos da moda
”.

Incentivar

a troca constante dos produtos, que se tornam rapidamente “
ultrapassados
”.
A
difusão do capitalismo
pelos países socialistas aumentou as trocas
econômicas e acirrou a concorrência internacional.
Capitalismo comercial
Capitalismo industrial
Capitalismo financeiro
O processo de globalização tem suas fases
divididas de acordo com as fases do capitalismo
Os Estados Unidos, o Canadá e a Austrália utilizam + água
per capta do que a maioria das outras nações juntas.

À exceção da Europa e da América do Norte, a água gasta pela
maioria dos países serve para o cultivo de produtos agrícolas.
Quem utiliza a água e para que fins?
Instrumento de planejamento para a construção de sociedades sustentáveis, em diferentes bases geográficas,
que concilia métodos de proteção ambiental, justiça social e eficiência econônica
.
Foi um dos principais resultados da conferência Eco-92.

Prevê que cada país se comprometa a refletir, global e localmente, sobre a forma pela qual governos, empresas, organizações não-governamentais (Ong's) e todos os setores da sociedade poderiam cooperar no estudo de soluções para os problemas socioambientais.

Cada país desenvolve a sua Agenda 21.
Protocolo de Kyoto
Premissas do Protocolo de Kyoto
Conferência Rio+10
Distribuição de água na Terra
97,2% - água salgada nos oceanos
2,14% - Áreas polares e geleiras
0,61% - água subterrânea
0,009% - águas superficiais
0,005% - umidade do solo
0,001% - atmosfera
Globalização.
Full transcript