Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

No description
by

Amanda Machado

on 12 March 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

ESTACA
HÉLICE
CONTÍNUA
MONITORADA
(HCM) Veja como é feita, na prática, a execução: O início das estacas escavadas, com o trado do tipo hélice continua, ocorreu na década de 50 nos Estados Unidos.

Na Europa foram introduzidas na Alemanha na década de70. Posteriormente passaram a ser aplicadas na Ásia, começando pelo Japão.

Começou a ser utilizada no Brasil no final da década de 1980, em obras de grande e médio porte,principalmente no estado de São Paulo. HISTÓRICO: As fases de execução da estaca hélice contínua monitorada são: EXECUÇÃO: Vantagens: DEFINIÇÃO: São estacas moldadas in-loco, para servirem como fundações profundas, escavadas por trado mecânico contínuo, servindo como escoramento provisório do próprio furo. PERFURAÇÃO CONCRETAGEM
SIMULTÂNEA À
EXTRAÇÃO DA
HÉLICE COLOCAÇÃO DA
ARMAÇÃO A perfuração consiste na
introdução da hélice no terreno,
por meio de movimento rotacional
proveniente de motores hidráulicos
acoplados na extremidade
superior da hélice, até a cota
de projeto, sem que em nenhum
momento, a hélice seja
retirada da perfuração. Alcançada a profundidade desejada,
o concreto é bombeado através do tubo central. Neste momento a hélice passa
a ser extraída do terreno através do equipamento, sem girar ou girando
lentamente no sentido da perfuração.
O concreto normalmente utilizado apresenta resistência característica FCK de 20 Mpa, é bombeável e composto de areia, pedrisco
ou brita um. O consumo de cimento de 350 à 450 quilos por metro cúbico, sendo facultativa a utilização de aditivos. O abatimento ou “slump” é mantido
entre 200 e 240mm. O método de execução da estaca hélice
contínua exige a colocação da armação
após a sua concretagem.
A armação, em forma de gaiola, é
introduzida na estaca por gravidade ou com
auxílio de um pilão de pequena carga, ou de
um vibrador. Para efeito de controle e execução das estacas hélice, os boletins deverão conter:

a) número, a localização da estaca e data de execução;
b) dimensões da estaca;
c) cota do terreno no local da execução;
d) nível d’água;
e) características dos equipamentos de execução;
f) duração de qualquer interrupção na execução e hora em que ela ocorreu;
g) cota final da ponta da estaca;
h) cota da cabeça da estaca, antes do arrasamento;
i) comprimento do pedaço cortado da estaca, após o arrasamento na cota de projeto;
j) desaprumo e desvio de locação;
k) anormalidade de execução;
l) comprimento real da estaca, abaixo do arrasamento. Controle de Execução: Procedimentos Executivos: 1) Locação das estacas em campo; 2) Executar as estacas com as profundidades previstas no projeto; 3) Após a execução da estaca, a cabeça deve ser aparelhada para permiti-la a adequada ligação ao bloco de coroamento, ou às vigas. 4) As estacas devem penetrar no bloco de coroamento em pelo menos 10 cm, salvo especificação de projeto.

5) Certificar que as seções transversais são as indicadas no projeto e às especificações dos materiais.

6) O dimensionamento das estacas deve ser efetuado em atendimento às normas NBR 6122(1) e NBR 6118(2). a) Máquina perfuratriz contínua;
b) Trado mecânico de alto torque;
c) Bomba de injeção de concreto;
d) Computador acoplado ao trado;
e) Equipamento de guindar para içamento da armadura; Materiais e equipamentos utilizados: Procedimentos de segurança e de controle ambiental: Os procedimentos de controle ambiental referem-se à proteção de corpos d’água, da vegetação lindeira e da segurança viária. a) sinalização de alerta e de segurança de acordo com as normas pertinentes aos serviços;

b) proibição do tráfego dos equipamentos fora do corpo da estrada (evitar danos à vegetação e à drenagem natural);

c) as áreas destinadas ao estacionamento e manutenção dos veículos devem ser operadas de forma que os resíduos de lubrificantes ou combustíveis não sejam carreados para os cursos d’água e devem ser recolhidos em recipientes adequados e destinados de forma correta;

d) execução de barreiras de proteção. Detalhamento
de projeto a) Elevada produtividade;
b) Adaptável a maioria dos tipos dos terrenos;
c) Monitoramento Contínuo;
d) Maior resistência por atrito lateral da estaca;
e) Ausência de vibrações;
f) Baixo Nível de Ruído;
g) Alta versatilidade;
h) A presença de água raramente restringe o seu uso;
i) A perfuração com hélice não produz detritos poluídos por lama betonítica. Patologias Características: a) Seccionamento do concreto;
b) Estreitamento do fuste;
c) Desaprumos;
d) Qualidade do concreto. Custo: - Custo da Perfuração:
Custo Perfuração = diâmentro da estaca (em m) x valor-base (em R$) x profundidade (em m).

- O custo do estaqueamento refere-se ao concreto, ao aço e a mão de obra. O valor total se dá então por:

Custo Total = Custo Mobilização + Custo Perfuração + Material. Monitoramento Eletrônico Toda a execução de uma estaca Hélice Contínua é monitorada eletronicamente. Esta monitoração se faz por meio de um computador instalado na cabine de comando e, ligado a sensores que o alimentam continuamente com informações sobre os processos. Os parâmetros são registrados em um elemento de memória e transferidos a um microcomputador, através de um drive especial, para que seja impresso um relatório da estaca executada. Neste relatório são impressos além dos dados acima citados também: número do contrato, nome da obra, número e diâmetro da estaca, data de execução, horário de início da perfuração, concretagem e do fim da estaca. Desvantagens: a) Custo relativamente elevado;

b) Devido ao tamanho do equipamento, as áreas de trabalho devem ser planas e de fácil movimentação;

c) Número de equipamentos limitados no Brasil;

d) necessidade de uma pá carregadeira na obra;

e) Limitação nos comprimentos da estaca e da armação;

f) Dificuldade de instalação de armaduras mais profundas;

g) Dificuldade de controle da qualidade do concreto. * Estacas submetidas à esforços de compressão;

* Estacas submetidas à esforços horizontais e à momentos fletores;

* Estacas submetidas à esforços de tração.
Full transcript