Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS II

No description
by

Renan Guedes

on 30 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS II

MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS II
DADOS DA DISCIPLINA
Classificações esportivas
DURAND (1959)
HISTÓRIA DAS MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS
FASES DOS PARTICIPANTES
BOUET (1968)
TESSIE (1971)
KNAPP (1979)
DINÂMICA
-1. Que goste do mesmo clube
-2. Que tenha a mesma cor de olhos.
-3. Que goste do mesmo programa de tv.
-4. Que tenha o mesmo tamanho de mão.
-5. Que tenha o mesmo passatempo favorito.
-6. Que tenha gostado do mesmo filme.
-7. Que tenha o mesmo esporte favorito
PEGAR PAPEL E CANETA
A PRINCIPAL CARACTERISTICA DE UM PROFESSOR É...
1. Bom comunicador
2. Bom conhecimento técnico
3. Boa relação interpessoal
4. Outra
FUTEBOL E FUTSAL
E O QUE CARACTERIZA AS MODALIDADES ESPORTIVAS COLETIVAS (MEC)?
“Confronto entre duas equipes que se dispõem pelo terreno de jogo e se movimentam de forma particular, com o objetivo de vencer, alternando-se em situações de defesa e ataque.” Garganta, 1988
DENOMINADORES COMUNS
Componentes presentes em todas as ações das MEC, de constante integração e confronto por parte dos jogadores.
TERRENO;
BOLA (IMPLEMENTOS);
META;
COMPANHEIROS;
ADVERSÁRIOS;
REGRAS;
CLASSIFICAÇÃO DAS MECS
ADAPTADO DE MORENO (1998)
GARGANTA (1998)
FASE PRÉ-ESCOLAR (ATÉ 6 ANOS)
Movimentos reflexos, rudimentares e fundamentais (GALLAHUE, 1992);
Estabilização, manipulação e locomoção;
Inicial, elementar e maduro;
Vivência diversificada de movimentos, sem que haja exigência de padrão ideal. Esta é a fase da estimulação motora (KREBS, 1992);
Não existe execução errada de movimento ;
Deslocamento, acoplamento, esquema corporal, equilíbrio etc, preferencialmente, sob formas jogadas.
Habilidades básicas em refinamento progressivo;
Desenvolver todas as capacidades motoras e coordenativas;
“O movimento será possível através de execuções conscientes, onde toda a atenção do aprendiz é dirigida ao plano motor” (KREBS, 1992);
Automatização do movimento. Esta é a fase da aprendizagem motora.
FASE UNIVERSAL
(06 A 12 ANOS)
Buscar o aperfeiçoamento do movimento, a fim de melhorar sua resposta motora. Esta é a fase da prática motora;
Variações de técnicas;
Capacidades táticas gerais: tabelas, cruzamentos, bloqueios, corta-luz, triangulações, apoios etc.
FASE DE ORIENTAÇÃO
(12 A 14 ANOS)
Aperfeiçoamento e especialização técnica em uma modalidade esportiva;
Continuidade no desenvolvimento da “inteligência de jogo”;
“O conhecimento teórico, como base para os processos cognitivos, dirigem a ação tática” (SONNENSCHEIN, 1993);

FASE DA DIREÇÃO (13 A 16 ANOS)
Segundo Krebs (1992) esta é o momento da especialização motora;
Aperfeiçoamento e otimização dos potenciais táticos e técnicos;
Fase de direcionamento para o esporte de alto nível;
“Diminuir o tempo para a recepção, descoberta e elaboração das informações (KONZAG, 1981).
FASE DE ESPECIALIZAÇÃO
(15 A 18 ANOS)
“Aqui se definem os caminhos e se observa se será possível visar o esporte de alto rendimento e a profissionalização”.
(GRECO, BENDA E RIBAS, 1998)
FASE DE APROXIMAÇÃO/INTEGRAÇÃO
(18 A 20 ANOS)
Full transcript