Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aspectos científicos da mumificação

No description
by

Juliana Teodoro

on 18 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aspectos científicos da mumificação

Aspectos científicos da mumificação
Mumificação Natural
Métodos de Análise
A preservação corporal em outras religiões
Conclusão
Alternativa para o processo de decomposição

Vínculo entre a vida terrena e a morte

Ambiente em que o corpo está exposto

compreensão do contexto histórico, social e religioso

Aprimoramento
Aspectos Históricos

Povos antigos;

Egípcios, povos do Alasca, noroeste Europeu e dos Alpes;

Cultura (religiosidade e crença na imortalidade);

Conservação;

Processos religiosos e químicos da mumificação
A composição química humana e a morte
• Período da pré-dinastia (5000 a.C-2663 a.C);

• Buracos na areia;

• Areia agia como secante;

• Campas eram perto da superfície;

• Corpos se espalhavam com o tempo (fenômeno);

• Crença de que deveriam ser preservados
Necessidade da preservação no Egito
• Seres humanos à animais sagrados;

• Preservando o corpo, a alma também se preservaria;

• Cadáver pirâmides;

• Corpo (enquanto o espírito não retornava) mumificação;

• Começam os estudos de anatomia e química;

• Surgimento de ‘’profissionais da morte’’, embalsamadores.
Alma (rá) e corpo (ká)
Se não se encontrassem, significava que o corpo não havia sido conservado corretamente.
Divisão entre ricos e pobres
Morte do faraó


preservado em uma espécie de habitação;

Riquezas.
Animais

• Escribas, empregados e sacerdotes câmaras mais simples.
Câmara Real
Hipogeus

Mastabas

Pirâmides
Túmulos
Áutólise
Ausência da oxigenação das céulas
Decomposição
Por que inicia a decomposição?
Aumento da concentração de dióxido de carbono (CO2)

Diminuição do pH da célula

Consequências do processo de autólise
Pode não ser notada

Aclimatação

Diminuição do fluxo sanguíneo

Pele alva

Enrijecimento dos músculos
O papel das enzimas
enquanto vivo
após a morte
Benéficas
Maléficas
Enzimas celulares
Protease
Amilase
Lipase
Dissolvem a célula
Fluido de nutrientes celular
O processo de putrefação
Ação de microorganismos
(bactérias, fungos e protozoários)
Catabolismo dos tecidos
Primeiros sinais
Pele se torna esverdeada
Sulfahemoglobina
Fluidos acumulados expurgam
Produção de...
Gases
Fermentação anaeróbica
Líquidos
"Decadência Ativa"
Músculos decompostos por
bactérias
Gorduras
Ácidos Graxos e glicerol
Ação de insetos, vermes e animais carnívoros
aeróbicas
anaeróbicas
Demais Processos
Saponificação
pH alcalino
Ambiente quente e úmido
Hidrólise da gordura
Bactérias Catalisadoras
Diagênese
Altera proporções de compostos ósseos
Umidade
Dente, esqueleto e cabelo
Queratina

Presença de minerais

Fosfato de cálcio
Insolúvel
A mumificação egípcia
Mumificadores

Coração

Pré dinastia
centro de todos dos aspectos
Sepulturas simples
Tumbas
Ambiente úmido
Uso do natrão - Na CO
Uso de bálsamos, resinas e cera de abelha
³
²
O natrão
Possui pH alcalino

O pH atalisa a reação de obtenção dos ácidos graxos

Ácido graxo + natrão =

Este sal e o glicerol
Carbonato de Sódio
Sal
Solúveis
Fonte de energia para bactérias
Preservação por polimerizaçã
o
Exemplos Ilustrados
Contexto Bíblico
Uso da Mirra em diversas passagens

Não há remoção dos órgãos de acordo com os documentos

Uso de óleos e essências
Sepultamento de Jesus
Evitar mau cheiro
Na maioria crianças de
famílias nobres
Ritual
Enterro na
posição sentada
Crença do Além
Citação de um suposto
prestígio
aos entes falecidos
Presença das múmias em rituais e celebrações

Contexto Inca
Radiografia
Desde artefatos presentes na tumba até mesmo a causa da morte

1928

Tomografia computadorizada
Caso de má nutrição
Tomografia Computadorizada
Década de 70

Estudo mais claro, preciso e num menor tempo

Casos
Problemas dentais
Doença coronária
Ilustração
Separa
diferentes tipos de átomos e moléculas

Descobrir os
diferentes átomos
que compõem uma substância e sua
concentração

Análises Capilares
Análise do DNA
Permite descobir
características particulares

De acordo com especialistas é
controversial
e sujeita ao
erro
Espectrometria de Massa
Processo conservativo de desidratação do cadáver, interrompendo o processo de putrefação.
Condições para que ela ocorra
Umidade
extremamente baixa
(6% da umidade relativa do ar);

Temperatura
elevada
(acima de 40°C);

Ventilação
constante;

Solo
arenoso
.
Processo de mumificação natural
• Ação microbiana nos tecidos moles é interrompida (
não permitindo a putrefação
);


Perda rápida
de água no corpo;


Retraimento
,
enrugamento
e
escurecimento
da pele;


Redução
considerável do peso do cadáver.
O processo natural normalmente demora de 6 meses até um ano, em casos extremos pode levar apenas semanas.
A mumificação animal
Início no Egito Antigo
Animais vistos como
encarnação dos deuses
Maneira Bruta
Grande número de Aves
Século XIX, as múmias eram
desprezadas e vendidas
Compostos orgânicos usados como fertilizantes
Gatos e Aves
eram os principais representantes
"Falsas Múmias"
O processo de datificação das múmias
• O que é o carbono 14?

• Elemento radioativo caracterizado pela emissão de 3 tipos de radiação (alfa, beta, gama).

• Decaimento radioativo: emissão de um ou mais desses raios.

• Como adquirimos o carbono 14?
Definições básicas
Processo de datificação
• Após a morte o
equilíbrio se perde
;

• Não há mais o acúmulo de carbono, mas o
decaimento radioativo
;

• Meia vida do carbono 14 5730 anos;

• Quando esse período de tempo passa a quantidade de átomos radioativos que ele possui
cai pela metade
;

• A datação então se dá pela
determinação da atividade do carbono 14
restante no corpo.
Casos em que não é útil
• Quando o organismo não recebe a mesma quantidade de carbono 14 que o ambiente;

• Materiais com menos de 100 anos;

• Materiais com mais de 40000 anos
Aplicada em 1999 por Von Hagens no México

8 a 12 meses de trabalho

Extrair líquidos, através da acetona, por resinas

elásticas de silicone e poliéster

Permite que veias, músculos e cérebro sejam

Expostos sem qualquer risco
Plastinação
Um Trabalho de
Bruna de Moraes Escardin
Giovanna Mendes H. Barbosa
João Pedro C. Betti
Juliana Daltrino Teodoro
Renato S. Geraldini
Riccardo Pizzigoni Valenti

Agradecimentos Especiais
À todos os professores orientadores e um dos grupos da outra sala que introduziu esta plataforma de slides
Full transcript