Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PSICOPATIA

No description
by

tiago anastacio

on 17 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PSICOPATIA

DOENÇA OU CRUELDADE DA MENTE HUMANA? PSICOPATIA PROBLEMA DELIMITAÇÃO DO TEMA HIPOTESES OBJETIVO GERAL TEMA

Uma das mais estudadas perturbações da personalidade é a psicopatia. Os estudos mostram, de uma forma geral, que a psicopatia manifesta-se numa série de condutas que são resultado de fatores da personalidade e biológicos, relacionados com uma série de componentes.Segundo Gonçalvez (1996), “Definir psicopatia é no geral, muito complexo. Na realidade, a definição deste conceito foi alvo de várias influências, quer em termos da sua evolução na vertente cientifica, quer em termos da sua utilização ao nível da linguagem de senso comum, onde este conceito surgiu como sinônimo de "louco" ou "criminoso". Como verificar e saber se a psicopatia não passa de um comportamento agressivo ou uma doença mental? Um psicopata, deve receber o mesmo tratamento de um criminoso comum? ou deve ser encaminhado a clínicas especializadas? Todos psicopatas deveriam ser tratados da mesma forma, sem nenhuma discriminação, um modo para que isso aconteça é criar alas separadas dentro dos proprios presidios, de forma que, psicopatas convivam somente entre si e ao mesmo tempo, sejam monitorados os seus comportamentos por especialistas. DOENÇA CRUELDADE O tema em questão trata da psicopatia
como doença ou maldade, e os efeitos jurídicos
que este venha a causar.

Analisar, identificar e descrever as características dos psicopatas, e apontar qual a sanção que será aplicada a cada caso. Levando em consideração a linha de raciocínio que considera a psicopatia como doença, cabe ao direito aplicar a devida pena, descrita no Código Penal art. 96 I, que diz: “Internação em hospital de custódia e tratamento psiquiátrico ou, à falta, em outro estabelecimento adequado”.
Entretanto, temos a linha que aborda o individuo como agressivo maldoso e sempre com resquícios de crueldade, sendo assim, a pena imposta a eles deveria ser diferenciada de criminosos comum.
OBJETIVOS ESPECIFICO ;








1)Buscar as características desses indivíduos que se comportam apresentando os sintomas da psicopatia já nos seus estágios iniciais;

2) Identificar possíveis modelos de conduta;

3) Divulgar este comportamento no intuito de reduzir a lesividade social;

4) Apontar possíveis soluções dentro do campo do Direito.









Os psicopatas estão entre nós há tempos, cometendo os crimes mais bárbaros. Diante da facilidade de manipular as pessoas e a realidade, atrai suas vítimas e conquista-lhes a confiança, para em seguida causar-lhes danos irreparáveis. JUSTIFICATIVA JUSTIFICATIVA Os psicopatas estão entre nós há tempos, cometendo os crimes mais bárbaros. Diante da facilidade de manipular as pessoas e a realidade, atrai suas vítimas e conquista-lhes a confiança, para em seguida causar-lhes danos irreparáveis.Dados mostram isso. 86% dos seriais killers são psicopatas
Metade dos crimes hediondos são cometidos por pessoas desta natureza
2,5 vezes maior é o risco de um psicopata conseguir a liberdade condicional por causa da sua capacidade de simular,comparados a presos normais. Metade dos crimes hediondos dos é cometida por psicopatas

2,5 vezes é o risco de psicopatas conseguirem liberdade condicional por causa de sua capacidade de simular, comparados a presos normais.

QUATRO vezes mais crimes violentos são cometidos pelo psicopata, comparado ao criminoso comum.

70% é a taxa de reincidência de um psicopata em liberdade

1 a cada 3 psicopatas são mulheres

7 vezes é o risco maior de um psicopata matar um estranho comparado a um criminoso comum

20% é a estimativa de psicopatas na população carcerária.

METODOLOGIA Metodologia de Abordagem: o método de abordagem utilizado na presente pesquisa é o dialético

Metodologia de Procedimento: monográfico, explorando-se a legislação, a doutrina e artigos em revistas

Técnicas de Pesquisa: pesquisas bibliográfica, documental e legislativa, e ainda, englobam os artigos de revista e internet. REFERENCIAS INICIAIS GEORGE,R.R,Martin.Pequenos psicopatas: Sim, existem crianças que já nascem más. Saiba do que são capazes,Super interessante ,São Paulo,ed.304,maio.2012.

VASCONCELOS,Mariana, de oliveira.Psicopatas:Uma viagem pela cabeça dos monstros da vida real e da ficção conheça o indice que mede a maldade.Mundo Estranho,Rio de Janeiro,ed.103,set 2010.

SOEIRO,Cristina.GONÇALVEL,Rui Abrunhosa.O estado de arte do conceito da psicopatia.Analise psicologica,out.2010.disponivel em.http://www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/aps/v28n1/v28n1a16.pdf

Full transcript