Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Toxicodependência

Colégio de Gaia 2011.2012 :: Trabalho de Apresentação no âmbito do Talkshow.
by

Duarte Nuno Amorim

on 15 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Toxicodependência

Toxicodependência
Uma Realidade Alarmante
Dr. José Filipe Teixeira, Psicólogo
Novembro de 2012
Nota Introdutória - Toxicodependência:
Sem mais rodeios, temos consciência que a dependência e a toxicodependência são realidades que trazem preocupação. Como tal, sabemos também das implicações humanas, socias e económicas que um flagelo desta categoria podem causar.

Este meu trabalho pretende "por os pontos nos i's" da Opinião Pública, de forma a que tenha conhecimento científico correcto, ou seja, o que é a Dependência, a Toxicodependência e, no geral, tudo o que lhe está associado, de forma sucinta.

Para se falar de Toxicodependência, é necessário ter conhecimento do que realmente é uma dependência.
Dependência
Dependência - Contextualizando:
É um problema do domínio da Psicologia Aplicado;

Atrofiamento do Carácter e da Personalidade da Pessoa;

Flagelo Social, com múltiplas consequências;

Doença Psicossimática;

Instala-se a olhos vistos, destruindo, como uma epidemia, as raízes mais profundas dos autênticos valores morais e até materiais, fechando portas ao desenvolvimento mais elementar do ser humano.
Álcool
Tipos
Social
Afectiva
Sexual
Drogas
Jogo
Cyberdependência
Exemplos:
Crianças "coladas" aos videojogos, agitadas, nervosas, por vezes choram em transe, sem controlo, quando perdem o jogo;

Pessoas dependentes de tal forma de equipamentos tecnológicos, que têm de estar em permanente contacto com estes;

Jogadores obstinados, que passam horas a fio nos Casinos e noutras casas de Jogos a gastar todas as suas economias;
Consequências
Servilismo
"Escravidão"
Não Existe
Plena Liberdade
O homem passa a ser, por natureza, incapaz de ser o actor principal da sua formação integral;
Atrofia necessáriamente o carácter e a personalidade. O desenvolvimento destes depende essencialmente do exercício da liberdade.
Força Actos Repetitivos
Enfraquece a vontade;
Cria hábitos cada vez mais cristalizados;
Anarquia Interior (afogamento honra) e Exterior (perda reputação);
Quando na posse do "Volante da Vida": establece as suas leis, instaura o seu imperialismo, inverte a marcha e a ordem dos valores humanos inscritos na natureza;
Drogas, Álcool e Jogo
Mortalidade nas Estradas
Suicídios
Morte Precoce (Tabagismo)
Vandalismo
Violência
Prostituição
Ruina Saúde Física/Mental
Destruição Famílias
Dirigir-se a um psicíologo ou terapeuta a que possa confiar o "estado de alma" e dele receber a ajuda necessária para as mazelas da vida psíquica
Terapias para curar uma dependência específica
Procura de um amigo, duma clínica ou centro de reabilitação para reencontrar dignidade perdida e Qualidade de vida
Cura
Soluções e Passos a tomar
Reconhecer que, de facto, se possui um problema
Toxicodependência
Toxicodependência
"Eutanásia Lenta"
Drama mais grave da juventude destes últimos 50 Anos
Mata lentamente ou deixa "queimando" irremediavelmente o cérebro prometedor da juventude em flor
A toxicodependência refere-se a um estado de dependência psicológica e/ou física originado pelo consumo repetido de uma substância psicoactiva, caracterizado pela procura e consumo compulsivo (descontrolado até) de drogas, mesmo tendo em consideração as extremas consequências negativos a nível social, psicológica e físico
Toxicodependência - Introdução ao Tema:
Como foi referido anteriormente, a Toxicodependência está directamente interligado a uma dependência física/psicológica.
Pode ser interpretado como um apetite mórbido de certas substâncias tóxicas que conduzem, lenta mas progressivamente, à dependência irreprimível.

A procura de drogas torna-se compulsiva como resultado dos efeitos do uso prolongado de tais substâncias, afectando o funcionamento cerebral e, consequentemente, o comportamento. Para muitas pessoas, a dependência torna-se crónica, com possíveis recaídas mesmo após longos períodos de abstinência.
A Droga - Breve Abordagem:
É toda a substância que, pela sua natureza química, afecta a estrutura ou funcionamento do sistema nervoso central. Para cada droga existe uma dose eficaz, uma dose tóxica e uma dose mortal.

Existem dois grandes grupos de drogas:
Legais
Ilegais
cannabis
alucinogéneos
drogas sintéticas
opiáceos
cocaína
medicamentos
álcool
tabaco
dissolventes
tira nódoas
colas
A Droga - Categorização:


Base de Cânhamo Indiano - haxixe, kif, marijuana, ...;
Base de Ópio - heroína, morfina, codeína, ...;
Alucinogénios - mescalina, LSD25, ...;
Medicamentos - anfetamina, ...;
Tipos de Drogas:


Naturais (extraidas de plantas) - tabaco, cannabis, ópio;
Semi-sintéticas (modificações de drogas naturais) - crack, cocaína, heroína;
Sintéticas (produzidas através de componentes activos não encontrados na natureza) - anfetaminas, anebolizante, queratina;
Forma de Produção:
Drogas mais Conhecidas
LSD
Anfetaminas
Barbitúrcios
Cocaína
Heroína
Ópio
Cogumelos
Inalantes
Tranquilizantes
Cannabis
Yagé
Tabaco
Álcool
Crack
Como Começa?
Estes produtos acalmam a dor, mas provocam efeitos eufóricos, estupefacientes ou alucinógenos.
( in Introducion à la Médicine de l'Espirit (1965), Maurice Fleury)
Tudo se inicia sem grande entusiasmo. Tabaco provoca náuseas, morfina vómitos e o álcool náuseas fortes, desagradáveis e dolorosas (o noviço sente-se completamente gelado, mesmo que os acompanhantes lhe digam que é agradável!).

Após algum tempo, o principiante repete a experiência, várias vezes, por diversos motivos. Nestas vezes , ainda não acha que seja uma sensação extraórdinaria, mas tolera-se... Mas a repetição deste acto leva a entrada num beco sem saída.
Álcool - sensação de alegria;
Morfina - sensação de paz;
transmite sensações de voluptuosa preguiça, ausência de responsabilidade e de obediência agradável a uma força mais poderosa que a nossa vontade.
Mutações:
( in Introducion à la Médicine de l'Espirit (1965), Maurice Fleury)
Após os factos enunciados anteriormente, segue as mentiras e dissimulações e actos como: fumar às escondidas; partilhar seringas secretamente; beber à socapa, copo após copo. Passado algum tempo, estas acções tornam-se hábitos.

Estas experiências, normalmente feitas na companhia de "amigos", leva ao jovem que era sociável à ser solitário, inactivo, introvertido...

Para atingir o êxtase, um mundo recheado de ilusão é necessário, cada vez mais, aumentar a dose, consumir maior quantidade...
Consequências:
( in Introducion à la Médicine de l'Espirit (1965), Maurice Fleury)
Inicia-se assim a inquietude, vindo a decisão firme de renunciar definitivamente ao hábito. Mas tal não se atinge, uma vez que a coragem falha porque a vontade morreu, de ser fraca.

Desta forma, a droga torna-se a grande e única necessidade da existência. Nada é possível sem ela: comer, dormir ou ser inteligente. Para se ser alguém é necessário fumar, beber, tomar morfina ou ter uma dose de uma substância psicoactiva; senão é o vazio total, a impossivilidade de se concentrar, o embrutecimento, o torpor, a indolência, o idiotismo.
Apenas a droga permite encontrar a desejada excitação e, dia após dia, é necessária uma dose maior para uma excitação que se torna cada vez mais breve
Consequências: (2)
( in Introducion à la Médicine de l'Espirit (1965), Maurice Fleury)
Magrez, palidez, tristeza, lágrimas que correm facilmente; revoltas contra a vida; birras e disputas cada vez mais prontas e violentas.

A memória afoga-se, a lucidez de espírito apaga-se, o corpo enfraquece e avança rapidamente para um envelhecimento precoce.

Não se dorme, não se vive. O dia-a-dia passa a ser um lângido vegetar sem o seu vício. Ocorre uma perda de controlo de toda a vida, vivendo apenas para o consumo.
Atitudes
Fumador
fica mais nervoso e irritável
Alcoólico
torna-se delirante e alucinógeno, com crises de fúria e loucura
Drogado
sofre horrivelmente, suplicam por droga
são capazes de tudo para a obter
gastando tudo o que têm e o que não têm...
ou roubando, matando (homicídios), prostituindo-se...
Tipos de Utilizadores:
Experimentador
Dependente
Utilizador Ocasional
Utilizador Frequeente
As Drogas e o Cérebro:
O Sistema Nervoso Central (SNC), contido na caixa craniana, tem como principal orgão o cérebro. Dependendo da accção no cérebro, as drogas psicotrópicas podem ser dividas em:

- Depressoras da Actividade do SNC;
- Estimulantes de Actividade do SNC;
- Pertubadoras da Actividade do SNC.
Estimulantes SNC
Depressoras SNC
Pertubadoras SNC
diminuiem actividade do cérebro
deprimem o seu funcionamento
Efeitos Drogas consoante o seu tipo
pessoa fica "desligada", vagarosa, desinteressada
aumenta actividade do cérebro (estimula)

a pessoa fica "ligada", "eléctrica", sem sono
modificam qualitivamente a actividade do cérebro: este passa a funcionar fora do seu normal e a sua actividade fica atrofiada/pertubada
Tratamento (para Situações Gerais):
isolamento
inertnamento num centro reabilitação
(desentoxicação & recuperação)
afastamento dos pais, amigos
estar em completa vigilância de médicos
reinserção social por assistentes sociais
tratamento personalizado
apoio mental por psicólogos e psiquiatras
Sintomas:
Estes podem variar e dependem do tipo de droga utilizada.
Ópio:
sintomas comportamentais como o relazamento ou um estado de euforia que pode levar a um nível perigoso de depressão respiratória, resultando em coma ou morte.
Cocaína:
estado de extrema excitação e estimula o sistema nervoso central - SNC.
Sintomas Comportamentais:
mudanças/alterações de humor
isolamento
roubo
desonestidade
depressão
incapacidade finalizar projectos
difuldades em prestar atençao/concentrar
omissão/mentira
Efeito das Drogas:
Depressor:
diminui actividade do sistema nervoso actuando em receptores/neurotransmissores específicos.
Álcool
Cloroformio
morfina
heroína
inalantes
Perturbadoras:
despersonalização ou modificação da percepção
LSD
Ecstasy
Cannabis
DMT
MDMA
Estimulantes:
produzem um aumento da actividade pulmunar, diminuem a fadiga, aumentam a percepção, ficando os demais sentidos activos.
Cocaína
Crack
Cafeína
GHB
Teobromina
metanfetaminas
anfetaminas
Medidas Prevenção:
abordagem precoce
programas educativos
mobilização da comunidade e opinião pública
incentivo à formação de profissionais
establecimento de metas
levantamento estatísticos
cursos de preparação
Numéricamente Falando:
Actualmente, os custos orçamentais aplicados no combate contra a droga aumentam incessantemente assim como a oferta e a procura. Mas o aumento destas duas últimas provocam um aumento de crimes e delitos relacionados, que correspondem a mais de um terço dos reclusos nas prisões mundial, a totalidade das apreensões representa apenas 5 a 10% do tráfico.
Perspectiva Ética-Moral
Analisando o fenómeno da toxicodependência na perspectiva da ética, é necessário salientar que a droga é um fenómeno que exige da nossa parte uma vigilância especial para o tratamento adequado, evitando soluções parciais, na maioria das vezes causadoras de reincidências.
Duas Visões
Aberta/Liberal
Conservadora
Compreender & Reintegrar
sistemas de reinserção social
política preservação
despenalização
Privilegiar
Segurança
Colectiva
Direitos Subjectivos
Assistência Toxicomanos
Liberalizar
Para reduzir o tráfico, corrupção e criminalidade
Aumentar qualidade e segurança de quem consome
luta contra mal
via ultra-repressível
proibicionista
Full transcript