Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O sentido da vida

No description
by

Ana Beatriz Silva

on 21 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O sentido da vida

O sentido da vida
Terá a vida algum sentido?
E qual o seu valor?
Constituirá a morte um obstáculo na busca de um sentido para a vida?
Será tudo um absurdo?
Poder-se-á afirmar que a vida tenha um significado predeterminado que seja obra de Deus?
Ou, ao invés, é o mero produto de forças cegas?
Será que o sentido da vida é algo que nos cabe criar e não descobrir?
Sentido
Finalidade
Valor
Que finalidade se pode atribuir à existência?
Objetividade
Ele morrerá e eu morrerei.
Ele deixará a tabuleta e eu os versos.
A certa altura morrerá a tabuleta e os versos também.
Depois de certa altura morrerá a rua onde esteve a tabuleta,
E a língua em que foram escritos os versos.
Morrerá depois o planeta gigante em que tudo isto se deu.
Álvaro de Campos, «A Tabacaria», 1928
Pintura de Sergio Ramirez
"All Or Nothing" por Michel Keck
"The Universe playing balls" por Ndoda's
(1) Se formos mortais, a vida não tem sentido.

(2) Se nada do que fazemos é permanente, nada do que fazemos tem sentido.

(3) Mas, se temos uma alma imortal e se Deus nos criou com uma finalidade, a vida humana tem sentido.
(1) Na mundividência medieval judaico-cristã, Deus atribui um propósito ao ser humano e é este propósito que dá sentido à vida.

(2) Mas tal seria ofensivo para o ser humano.

(3) Logo, só se Deus não existir é que a vida pode ter sentido.
Para quê viver?
Será a morte a negação da própria existência?
Será preciso existir Deus para que a vida possa ter em si algum sentido?
E traria a eternidade, o viver indefinidamente, alguma espécie de significado?
Que sentido pode a vida ter se, no fim de contas, estamos condenados à morte?
"Quer Deus exista quer não, o facto permanece: alguns objetos, atividades e ideias são melhores do que outros"
(1) Uma vida tem sentido quando é uma entrega ativa a projetos de valor.

(2) Essa entrega ativa a projetos de valor não está dependente da existência ou da inexistência de Deus.

(3) Logo, a vida pode ter sentido quer Deus exista quer não.
"Mesmo que a vida como um todo não tenha um propósito [atribuído por um Deus], isso não é uma razão para duvidar da possibilidade de encontrar e fazer sentido na vida"
"Aceitar o caráter absurdo de tudo o que nos rodeia é um momento, uma experiência necessária. Mas não deve tornar-se um ponto de chegada. Deve despertar uma revolta que possa tornar-se frutuosa e permitir-nos descobrir os meios de dar um relativo sentido à existência."
A condição humana é absurda
A realidade não foi feita à nossa medida
Incompatibilidade entre os desejos e aspirações do homem e o mundo
A REVOLTA contra a condição humana
constitui o sentido da vida
Vivemos em vão, temos os dias contados
Sofrimento
Crueldade
Tortura
Injustiça

“Do ponto de vista cósmico, somos totalmente irrelevantes. Ocupamos um canto obscuro de uma galáxia entre biliões de galáxias. Vivemos um curto espaço de tempo, sem qualquer importância cósmica. Por isso, a nossa vida é destituída de sentido.”
“A vida não pode ser desprovida de sentido, porque para ter sentido basta que nós mesmos lhe atribuamos valor."
“O sentido da vida está no caminhar e não no fim do caminho.”
Full transcript