Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

NOITES NÔMADES: ESPAÇO E SUBJETIVIDADE NAS CULTURAS JOVENS C

No description
by

amanda veronez

on 17 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of NOITES NÔMADES: ESPAÇO E SUBJETIVIDADE NAS CULTURAS JOVENS C

Michel Foucault (1926-1984)
O pensador Francês Michel Foucault foi um grande filósofo, teórico social e crítico literático. Suas teorias abordam a relação entre o poder e o conhecimento, e como são utilizados como forma de controle por meio das instituições sociais.
Foucault também contribuiu para texto com um termo denominado heterotopia.

‘’Se rolar, rolou, se colar, colou, senão parte-se pra outra’’
A crise das dimensões temporais e espaciais
''Essa crise, que atinge a todos os domínios da experiência, é gerada pela velocidade de deslocamento e transmissão no âmbito dos novos meios de transporte e comunicação.''
NOITES NÔMADES: ESPAÇO E SUBJETIVIDADE NAS CULTURAS JOVENS CONTEMPORÂNEAS
Docente: Wilton Carlos Silva
Discentes: Amanda Veronez
Danaiele Patrão
Mariana Cene
Pedro W. Fonseca
NÔMADE: ''Aquele que vaga, não mora ou fica em um lugar fixo.''
Pontos específicos de deslocamento com uma tragetória plena e autônoma;


Organização baseada na fluidez;


Relações pautadas no afeto (descarga rápida de emoção).
HETEROTOPIA :
Lugares que têm a curiosa propriedade de estar em relação com todos os outros, mas sob um modo tal que eles suspendem, neutralizam ou invertem o conjunto das relações que se encontram, para eles, previamente designadas.
Práticas espacializantes, a um só tempo concretas e simbólicas.
O conceito de heterotopia tem sido utilizado por diversos autores, principalmente no âmbito das culturas jovens, referindo-se a formações identitárias e atos de resistência vinculados a lugares alternativos.
SÁBADO 23H
PEDAÇO - TRAJETO - MANCHA
A desconstrução do espaço

Total zapping;

Pânico ao tédio;

Metamorfose noturna.
A metáfora da guerra;

O ato de ficar - afeto e performance;

Controle remoto - a alternância afetiva.
Subjetividades em deslizes - da lógica da identidade aos fluxos de identificação
O conceito de identidade
''lógica
comunicacional''
''Pluralismo
pessoal''
O marketing da ''mesmice''

O deslocamento constante;

A influência musical;

Comunicação Geral.
A interferência e a mídia
Essência X Aparência
Cultura do consumo;
Esteriótipo;
Formismo;
Regras básicas da noite.
;
Autora
Maria Isabel Mendes de Almeida, graduou-se em sociologia política pela PUC-Rio, mestra pelo IUPRJ, e doutora em sociologia também pelo IUPRJ. Realizou pós doutorado em sociologia pela Universidade René Descartes, em Paris.
Com a vasta experiencia em estudos sociológicos, com ênfase em sociologia urbana, atua principalmente nos temas: Culturas jovens, Subjetividade e autogestão no consumo de substancias, estudo de identidade e gênero, cenas eletrônicas contemporâneas e novas tecnologias.
Referências

ALMEIDA, Maria Isabel Mendes de. TRACY, Kátia Maria de Almeida. Noites Nômades: espaço e subjetividade nas culturas jovens contemporâneas. RJ: Rocco, 2003, pág. 25-226.
MAGNANI, José Guilherme Cantor. Os circuitos dos jovens urbanos. Tempo Social, rev. Sociologia da USP, v.17, n.2.
PAIS, José Machado. A Juventude como Fase de Vida: dos ritos de passagem aos ritos de impasse. Saúde Soc. São Paulo, v.18, n.3, p.371-381, 2009.
BOURDIEU, Pierre. A “juventude” é apenas uma palavra. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero. P.112-121.
O ato de "zoar"
Competição para pegar mulheres;

Localidade;

Diversão.
Full transcript