Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A POBREZA

No description
by

Mary HR1

on 3 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A POBREZA

A POBREZA
Pobreza
Segundo o Banco Mundial:
Extrema pobreza
Pobreza absoluta
Trabalho elaborado por:
Ana Freire, nº3
Ana Cláudio, nº4
Mariana Ribeiro, nº22
Mariana Santos, nº23
privação de comida;
água potável;
vestuário;
abrigo;
saneamento;
cuidados de saúde;
educação.
Privação intensa destes bens humanos básicos.
Banco Mundial-1€ ou menos por dia
S
e nos colocássemos no lugar destas pessoas?
1,3mil milhões da população mundial vive em pobreza extrema
2,7mil milhões com um pouco mais de 1,5€ por dia
A este total juntam-se 4mil milhões de pessoas, ou seja, mais de metade da população mundial é pobre ou muito pobre.

diarreia;
malária;
sarampo.
Doenças:
POBREZA EM PORTUGAL:
FOME
Save the children - morrem 5 crianças no mundo por ...
FAO-9 milhões de pessoas morrem por desnutrição e doenças facilmente evitáveis e que 12,5% da população mundial.
20% da população portuguesa afirma viver em risco de pobreza
7% em pobreza explícita
1% na miséria

Peter Singer
As pessoas imensamente ricas, possuem uma riqueza tal que chega a parecer imoral em comparação com os indivíduos que não têm o que comer.
O argumento básico de Peter Singer:

ricos absolutos
3 pessoas mais ricas do mund
o
Bill Gates (76B de dólares);
Carlos Slim Helu (72B de dólares);
Amancio Ortega (64B de dólares);
Possuem mais bens financeiros do que 10% da população mais pobre junta.
PROBLEMA:
1- Devem os cidadãos e os países mais ricos ajudar a combater a pobreza nos países em desenvolvimento?
2- Se sim, até que ponto têm esses cidadãos e governos a obrigação de contribuir para essa ajuda?

Primeira premissa
-O sofrimento e a morte por falta de alimento, abrigo e cuidados médicos são maus.
Segunda premissa
- Se está em seu poder impedir que algo de mau aconteça sem sacrificar nada de importância semelhante, é errado não o fazer.
Terceira premissa-
Ao contribuir para organizações humanitárias, pode prevenir o sofrimento e a morte por falta de alimento, abrigo e cuidados médicos, sem sacrificar nada de importância semelhante.
Quarta premissa-
Se não fizer donativos a organizações humanitárias, está a fazer algo de errado.

E TU O QUE FARIAS ?
Face ao argumento surgem algumas subjetividades:
Não faz alusão à nacionalidade ou à distância das pessoas pobres;
O n* de pessoas a ajudar os pobres é irrelevante.
Desvalorização da obrigação de ajudar os mais pobres.
A obrigação de alguém ajudar não tem necessariamente de acabar quando se contribui com um valor.
A nossa obrigação de ajudar é limitada apenas pelas nossas necessidades básicas de sobrevivência.
A segunda premissa - Temos que fazer algo de modo a não sacrificar nada que tenha uma importância idêntica.
Exemplo:
Eu quero pertencer à mafia russa, mas para isso tenho que matar a minha mãe.
Singer defende que a nossa obrigação de ajudar tem de ir até ao ponto de
utilidade marginal
.
Ajudar no combate da pobreza não é um
ato super-rogatório
.
Exemplo:
Um telemóvel caiu ao chão e degradou ligeiramente o ecrã.
Garret Hardin
Garret Hardin
• Biólogo e ecologista Norte-americano
• Hardin contradiz a teoria de Singer;
• Divide o mundo em países ricos e pobres

Bote salva-vidas e naúfragos no oceano
• Os ricos são o bote salva-vidas ;
• Os pobres estão naufragados no oceano;
• O bote salva-vidas tem um limite de capacidade de pessoas com recursos dos países são finitos;

EXEMPLO:
Limite do bote é de 60 pessoas;
Leva 50 pessoas ricas lá no interior;
E fica com 10 lugares vagos;
Porém existe um grande nº de pessoas em redor.

Doar na totalidade a sua fortuna até se igualar à situação alheia
5% do rendimento anual na qual as pessoas imensamente ricas, teriam de doar 1/3 da sua fortuna.
Cumpria-se 8x mais os objetivos da cimeira do desenvolvimento do milénio.
O argumento básico só é exigente porque são muito poucas as pessoas que se disponibilizam para ajudar;
Pessoas com condições de combater a pobreza nenhum individuo necessitaria de doar uma grande parte da sua riqueza.
Singer afirma que:
1.
Ética Cristã
- Baseia-se na ajuda ao próximo.
Todas estam na mesma situação e tem a mesma necessidade. Porém seria catastrófico.

2. Recolher 10 pessoas - capacidade máxima
Qual o crédito a utilizar para escolher?

Argumentos que provam esta Teoria
Taxas de crescimento da população:

Índia: (Maior Pobreza Externa)
-População: 1,2 mil milhões de pessoas;
-1,76% crescimento por ano;



Estados Unidos da América (EUA): (3º país com maior população)
-310 milhões de habitantes.
-Mais rico do mundo.
-0,98% do crescimento por ano.
O QUE É QUE OS RICOS DEVEM FAZER?
3. Troca de lugares
4. Perspectiva de Hardin, manter-se-ia uma margem de segurança dos botes e permitiria a salvação dos ocupantes.
Índia duplica-se mais rapidamente do que a população dos E.U.A.;

Consequentemente o nível do bem-estar dos cidadãos dos E.UA. irá diminuir;

Como a taxa de reprodução é maior nos países pobres do que nos países ricos; a contribuição dos cidadãos ricos irá aumentar e deste modo os recursos destes irão diminuir.

Ajuda de emergência aos países pobres
Hardin é contra criação do BAM, que funciona como reserva alimentar.
EXEMPLO:
Quando ocorre uma catástrofe natural de grandes dimensões instintivamente a nossa simpatia e compaixão levam-nos a querer ajudar. No entanto quais as razões que suportam estas emoções?
Países com BA - Ajudam países pobres
Estes não se vão preocupar em ter um BA, para as futuras catástrofes.

EXEMPLO:

Este é o caso dos países ricos aceitarem ou não emigrantes. Quantos??

Hardin não concorda, este pensa que deveríamos continuar a viver a nossa vida sem ajudar o próximo, tornando as desigualdades cada vez maior.

A maioria dos países pobres não tem reservas alimentares para uma situação de emergência.
Os países que têm reservas podem ou não ajudar, tendo em conta as consequências.
Catástrofe é um incentivo para os países de emergências futuras.
Para tal: "A um pescador não lhe dás o peixe ensina-lo a pescar."
Uma política de ajuda em prazo tem consequências negativas para ambos...
Argumento Ambiental
O subdesenvolvimento crónico...
No tempo de Hardin - Revolução
Como consequência disto, irá aumentar a pressão dos recursos, já escassos do planeta, o que poderá provocar futuras catástrofes ambientais, o aumento da temperatura média, etc...
FIM
Full transcript