Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PRIMEIRA REPÚBLICA

No description
by

Vitória B Araujo

on 3 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PRIMEIRA REPÚBLICA

Manutenção de intensa desigualdade!
CARACTERIZAÇÃO BÁSICA
EXTRA! EXTRA! Eleições na República são desmascaradas!!
Voto “a descoberto” (não-secreto)

Eleitores: homens, alfabetizados, maiores de 21 anos (cerca de 2.5% da população)

Economia dependente da exportação do Café
Criação de leis que aprofundavam as ideologias e práticas defendidas no âmbito republicanista: casamento civil, separação Estado-Igreja, entre outras

Constituição de 1891: inspirada no modelo norte-americano

Presidencialista e Federalista (qual a vantagem e pra quem??)
$1,3
MONDAY, NOVEMBER 03, 2015
Vol VI, No. 06
Movimentos Sociais
PRA SE SITUAR NA VIDA...
Questão 40 bloco 2ª etapa
Patrimonialismo
(RANGEL, Bruno – Magnum)
“O Patrimonialismo é responsável pelo fracasso das revoluções, pelo aniquilamento das demandas populares, pelo aborto das insurreições democráticas. É ele, o patrimonialismo, com suas redes de amizade, de tolerâncias, de favores e de compadrios o responsável pela permanente tomada do poder e do governo do Brasil”.

(RANGEL, Bruno. “Cultura Política: o Brasil e a República da Espada, apontamentos da nova ordem política”. 2005. Revista Científica – Newton Paiva).

PRIMEIRA REPÚBLICA
Outras questões importantes do período
Movimento Operário
Tenentismo
Industrialização
Semana de Arte Moderna
Crise das Oligarquias e ascensão de Vargas
Política dos Governadores
Coronelismo
Clientelismo
Curral Eleitoral
Voto de Cabresto
Patrimonialismo
As políticas governamentais se voltavam substancialmente para os interesses das elites, logo, boa parte da população brasileira sofria com a falta de atendimento a seus interesse. Nesse sentido é correto afirmar, como faz
José Murilo de Carvalho
, que a
cidadania
apresentada por essa população era essencialmente
reativa
. Explicando melhor, na ausência de atendimento às suas necessidades (das mais básicas muitas vezes) ou mesmo em relação a uma atuação violenta e repressora desse governo, aos cidadãos cabia reagir, exprimir suas reivindicações por meio de uma ação refletida. Opõem-se à ativa (propositiva).
Cidadania na Primeira República
(UFRJ97)- “Canudos ficava num cenário que lembrava as paisagens descritas na Bíblia: uma região árida repleta de caatingas, rodeada por cinco serras ásperas e atravessada por um rio, o Vaza-Barris. Decidido a permanecer naquela autêntica fortaleza natural, e isso não deve ter escapado à percepção de Conselheiro, ele e seu grupo entraram em ação para construir uma comunidade onde estivessem livres do incômodo das autoridades religiosas católicas e políticas, bem como das leis republicanas, dos "coronéis", dos juízes, dos impostos, da justiça arbitrária, da política etc”.
(COSTA, Nicola S. Canudos – Ordem e Progresso no Sertão. São Paulo, Moderna, 1990.)

A) Cite e justifique dois motivos pelos quais o povoado de Canudos incomodava as "autoridades políticas locais e religiosas“.
O bandido social diferia do bandido comum por sua origem. Em geral, tornava-se um “fora-da-lei” como resposta às injustiças e perseguições que sofria. Por isso, era objeto de admiração pela comunidade, que, não raro, engrandecia seus feitos de coragem e valentia. Apesar disso, diferentemente do revolucionário, o bandido social não era necessariamente contra os dominantes, nem era portador de projetos de transformação social. O seu prestígio vinha do fato de apresentar-se como porta-voz da resistência de um mundo em dissolução.
Eric Hobsbawn. Bandidos. Apud Koshiba, L. & Pereira, Denise. História do Brasil. Atual Editora

QUESTÃO DO BLOCO DE EXERCÍCIOS:
AMORES,

TRANQUILIDADE, LEITURA ATENTA E CONCENTRAÇÃO NO ENUNCIADO SÃO O CAMINHO PARA O SUCESSO.

AS PORTAS DA MONITORIA ESTÃO SEMPRE ABERTAS PRA VOCÊS!! \o/

CONTINUEM A ARRASAR!!! S2
COLÉGIO MAGNUM AGOSTINIANO - AULA PARA O SEGUNDO ANO
* Partido Democrático é criado no contexto da Crise da República Oligárquica
Importante para a prova!!
EDITORA-CHEFE: VITÓRIA ARAUJO
Full transcript