Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

México

No description
by

Tainá Rodrigues

on 24 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of México

Pontos Turísticos
História

Multimídia

Cultura

Dados Principais
História:
Cultura
México
Pontos Turísticos
DANÇA MEXICANA

É uma dança ao redor de um sombrero, ritmada com o sapateado.As canções e danças folclóricas, características das diferentes regiões do país, são acompanhadas de diversos tipos de conjuntos musicais onde o principal instrumento é a guitarra.
Dança Folclórica:
A dança folclórica pode ser remontada à Era Pré-colombiana das civilizações mesoamericanas do México. Os Astecas, Maias e Toltecas costumavam dançar em rituais religiosos e em celebrações seculares. As flautas, baterias e maracas usadas pelos povos indígenas são uma grande parte do que define a tradicional dança folclórica mexicana.
Dados Principais:
Culinária
Presidente Enrique Peña Nieto
O México é um país com uma história bastante complexa, há indícios de povos que habitavam a região há mais de 20.000 anos. Durante a época pré-hispânica, houve o apogeu das civilizações olmeca, azteca, teotihuan, zapoteca e maya, que durou aproximadamente 4.000 anos antes dos habitantes nativos entrarem em contato com a civilização européia. Os primeiros habitantes da região que hoje conhecemos como México, construíram observatórios, desenvolveram um calendário com 365 dias, construíam aquedutos, utilizavam hieróglifos para escrever, fizeram avanços em matemática e conheciam a álgebra.Entre 1846 e 1848, durante a guerra com os Estados Unidos o México perdeu uma série de territórios localizados no norte do país: áreas que, hoje, comprendem os estados do Texas, Nevada California, Utah e Novo Mexico.
Durante o Porfiriato, período de 31 anos (1876-1911) de governo do general Porfirio Díaz (interrompido apenas entre 1880 e 1884 quando Manuel González ascendeu ao poder), foram construídos 19.000 km de vias férreas, deu-se a integração mexicana através dos telégrafos, foram realizados investimentos estrangeiros e a industria nacional foi impulsionada. A revolução mexicana, responsável pelo fim do porfiriato, foi liderada por Zapata e Villas, ocorreu em 1910 e custou a vida de 10% da população daquela época.

O Partido revolucionário institucional (PRI) dominou a cena política mexicana entre 1929 e 2000, todos os presidentes eleitos neste período pertenciam ao PRI, até que, em 2000, Vicente Fox Quesada foi eleito pelo Partido da Ação Nacional do México.
Área: 1.972.547 km²
Capital: Cidade do México
População: 113,7 milhões de habitantes (estimativa 2011)




Moeda: peso mexicano
Nome oficial: Estados Unidos Mexicanos
Nacionalidade: Mexicana
Data Nacional: 5 de fevereiro (Dia da Constituição); 16 de setembro (Independência); 20 de novembro (aniversário da Revolução).

Com uma diversidade de sabores e texturas, a comida mexicana é, sem sombra de dúvida, umas das mais ricas do mundo, em termos de proteínas, vitaminas e minerais. São diferentes pratos típicos, doces e bebidas tradicionais para cada estado, região e povo, do México. A base desta saborosa cozinha está em três produtos: milho, feijão e chili, um tempero a base de pimenta, cominho, orégano e alho.
A comida mexicana é baseada nas tradições nativo-americanas, incluindo astecas e maias, combinadas com a culinária introduzida pelos colonizadores da Espanha. Esta culinária varia conforme a região, o norte é conhecido pela sua produção de carne de vaca e pratos de carne, enquanto que o sueste é conhecido pelos seus pratos condimentados baseados em vegetais e carne de galinha. Uma curiosidade é que a culinária mexicana em um dado momento misturou-se com a culinária do sudoeste dos Estados Unidos, o que formou a culinária tex-mex.

No México a diversidade de pratos é muito grande. Entre as opções do país estão: burritos, carnitas, nachos, guacamole, pico de gallo, quesadilla, salsa, tacos, tortillas, entre outros. Já a tradicional bebida do país é a tequila. Uma bebida que nasceu e é produzida exclusivamente na região de Tequila, no estado de Jalisco, e é sera para brindar a felicidade e a saúde.
Música
A música mexicana é uma das mais ricas e complexas do mundo, com diversos estilos típicos e muitas curiosidades a música do México chama a atenção, seja pelos mariachis ou pela ranchera.
História da música Mexicana
A música mexicana é extremamente complexa, porem pode ser dividida em três categorias principais, a música mariachi mexicana, música ranchera mexicana e música regional mexicana. Com essa categorias musicais é possível definir o restante dos sub-gêneros.história da música Mariachi mexicana
Vem do estado de Jalisco, próximo a capital do país, sendo um estilo totalmente marcante, onde cinco ou mais membros vestidos a rigor executam músicas tradicionais das zonas rurais mexicanas, esses grupos podem ser vistos em diversos filmes que se passam no México ou em cidades estadunidenses que fazem divisa, onde mexicanos vestidos tipicamente com ternos brancos e gravatas pretas cantam o estilo mariachi, porem o estilo mais comum é o que se aproxima a trabalhadores rurais, com roubas batidas do trabalho no campo.

Dança
Festas Típicas

Festa em San Luis Potosí

O Dia dos Mortos em Xantolo ou a mística Procissão do Silêncio em San Luis Potosí lhe permitirão viver o sincretismo cultural que caracteriza o México. Tratando-se de tradições, San Luis Potosí tem muito para compartilhar. As festividades celebradas tanto nos povos quanto na cidade capital obsequiam coloridos mosaicos do sincretismo cultural que define o México. O calendário de San Luis Potosí é muito variado, mas sem dúvida, suas grandes celebrações conservam seu caráter religioso, como o Dia dos Mortos e a Procissão do Silêncio de Semana Santa. De origem comercial, a Feira Nacional de San Luis Potosí ou Fenapo, fazem parte da identidade potosina e cada verão se transforma num espaço de convivência com os estados vizinhos, principalmente Zacatecas, Aguascalientes e Querétaro. É considerada a segunda feira mais importante de todo o país. Nos 42 hectares de recintos e espaços abertos, os visitantes nacionais e estrangeiros desfrutam dos shows, palenques, desfiles de carros alegóricos, vendas de artesanatos e alimentos típicos.
Dia dos Mortos
Ocorre todo dia 2 de novembro, os festejos começam a ser preparados desde o dia 31 de outubro. O que faz com que coincida com algumas datas como o dia de todos os santos e o dia dos fiéis defuntos. Ele não ocorre apenas no México, a data é celebrada em diversas nações em que existe grande presença da população. As origens que levam os mexicanos a comemorar o Dia dos Mortos remetem ao tempo em que os Espanhóis chegaram ao continente americano. Antes da chegada espanhola havia o costume de se dar crânios como forma de prêmio que eram exibidos em cultos para celebrar o renascimento e a morte. Apesar de ser para alguns algo mórbido, é uma animada celebração. A lenda diz que neste dia, os mortos vêm para visitar seus parentes.
Catedral Metropolitana do México
, o maior templo católico da metrópole e a maior construção religiosa de toda a América Latina.

Palácio de Bellas Artes
, localizado no Centro Histórico da Cidade do México. Não apenas é o teatro lírico mais importante do país, mas também é sede do museu que leva o mesmo nome.

Pirâmide de Kukulcán
é mais famosa pirâmide da cidade Chichén Itzá, eleita em 2007 como uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo.
A Praia Escondida
das Ilhas Marietas, localizada na costa de Puerto Vallarta.
Moda
A moda entre os vaqueiros de Matehuala, uma cidade bem rural no nordeste do México, é usar um sapato com um bico tão grande que chega a enrolar e atingir a altura do joelho. O que pode parecer bizarro para nós, é perfeitamente normal e fashion - falei bonito agora - para o pessoal que vive por lá.

Quem quer ser descolado precisa de um sapatão desses. Nas baladas, a mulherada só dança com quem usa o modelito. "Na primeira vez que eu vi os sapatos, não gostei. Mas acabei usando. Ninguém queria dançar comigo na balada", conta o estudante Pascual Escobedo, que agora tem um sapato rosa coberto de glitter.

Aliás, não basta só ter um sapato com bico comprido. É preciso adorná-lo com muitas cores, brilhos e até mesmo luzes.
A moda do sapatão coincidiu com outra mania: a de dançar em grupos na balada, em uma espécie de competição. As "tribos" bolam coreografias com o tal sapato e disputam prêmios em dinheiro, enquanto dançam ao rítmo de uma música que mistura eletrônica com sons típicos indígenas. Enquanto os homens dançam, as mulheres gritam, histéricas, como se estivessem assistindo a um show de um ídolo pop.

O surgimento da moda do sapatão é contado por meio de uma lenda, que dizem ser verdadeira. Um dia, um sujeito chamado "Cesar de Hiuzache" mostrou a foto de um sapato bem bicudo para o sapateiro Dario Calderon. O bico media 60 centímetros, mas ele pediu um par que medisse 90 centímetros.

Ressabiado, Calderon fez os sapatos e entregou ao estranho, que os calçou em uma balada local. Vestido com um lenço que cobria seu rosto, Cesar fez sucesso e, do nada, novos pedidos brotaram na sapataria de Calderon e a moda, então, surgiu. E ai de quem achar brega.
Magdalena Carmen Frieda Kahlo y Calderón
Frida Kahlo foi uma importante pintora mexicana do século XX. É considerada, por alguns especialistas em artes plásticas, uma artista que fez parte do Surrealismo. Porém, a própria Frida negava que era surrealista, pois dizia que não pintava sonhos, mas sua própria realidade. Destacou-se ao defender o resgate à cultura dos astecas como forma de oposição ao sistema imperialista cultural europeu. Kahlo nasceu na cidade de Coyacán (México) em 6 de julho de 1907 e morreu na cidade de Coyacán (México) em 13 de julho de 1954. Estudou, no início da juventude, na Escola Preparatória Nacional. Com 18 anos de idade sofreu um grave acidente de ônibus. Para ocupar as horas vagas, durante a recuperação, passou a pintar. Casou-se com o pintor mexicano Diego Rivera com quem teve um casamento tumultuado e instável.Morou nos Estados Unidos com Diego Rivera entre os anos de 1931 e 1934 e se divorciou de Rivera em 1939, embora tenha mantido relações com ele nos anos seguintes.
Em 1939, Frida expôs sua obra em Paris, na galeria Renon et Collea.
Deu aulas de introdução à pintura, a partir de 1943, na Escola La Esmeralda na Cidade do México.
Sofreu três abortos durante a vida.Teve uma vida marcada, principalmente após o divórcio, pelo consumo abusivo de álcool. Dizia que era para aliviar o sofrimento que sempre marcou sua vida.Após uma grave pneumonia, morreu em embolia pulmonar em 13 de julho de 1954.
Full transcript