Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Transplante e doenças auto-imunes

No description
by

Isabelle Arias

on 9 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Transplante e doenças auto-imunes

Transplante e doenças auto-imunes
O transplante é um componente cirúrgico importante da prática médica, substituindo um orgão ou tecido
Quase todas as doenças que levam a uma situação de falência completa de um órgão ou de um tecido, e quando as terapias médicas ou cirúrgicas convencionais já não são mais eficazes, têm como última alternativa de tratamento um transplante.
Existem dois grandes grupos de transplantes: os transplantes de órgãos (rim, fígado, pulmões, pâncreas, córnea, coração, ossos, tubo digestivo) e os transplantes de tecidos (medula óssea, células endócrinas).
Transplante : significado
Principais transplantes
Transplante de coração : uma doença causada pelo flagelado Trypanosoma cruzi, infectando o inseto barbeiro que é o transmissor da doença. A doença tem tratamento e geralmente é tradada de forma tranquila na fase aguda. A fase crônica é mais complicada e geralmente o coração fica tão comprometido a ponto de precisar de transplante.
- Cardiopatias (transplante de coração)
Transplante de tecidos
Transplante de orgãos
A cirrose hepática pode ser definida anatomicamente como um processo difuso de fibrose e formação de nódulos, acompanhando-se frequentemente de necrose hepatocelular. Apesar das causas variarem, todas resultam no mesmo processo.
Cirrose Hepática
Doença de Chagas
Tipos de transplante
Transplante autólogo
Transplante de uma pessoa para ela mesma
Esse tipo de intervenção cirúrgica consiste no transplante de tecidos ou órgão de um doador da mesma espécie que não a própria pessoa.
Transplante alogênico

Transplante onde o tecido tem origem num gêmeo homozigótico. Tendo gêmeos homozigóticos marcas genéticas semelhantes, estes seriam sempre os doadores ideais entre si.

Transplante Isogênico:

É aquele em que o doador e o doente são de espécies diferentes.

Transplante Xenogénico:
•Esta categoria de transplante tem uma relevância especial nos transplantes hepáticos. Consiste, no caso de um doador morto, transplantar cada lobo do fígado do cadáver para um doente diferente.
Split Transplant :
Este tipo de transplante tem, tal como o anterior, uma importância diferente no transplante hepático. Esta técnica, sumariamente, engloba o transplante sucessivo de órgãos em cadeia, tendo em vista critérios médicoos específicos.
Transplante seqüencial ou em dominó:
Imagem de transplante de ossos
Doenças auto-imunes
Uma doença auto-imune é uma condição que ocorre quando o sistema imunológico ataca e destrói tecidos saudáveis do corpo por engano. Existem mais de 80 tipos diferentes de doenças auto-imunes.
Uma pessoa pode apresentar mais de uma doença auto-imune ao mesmo tempo.
Exemplos de doenças auto-imunes (ou relacionadas):
A doença de Addison é resultado de dano ao córtex adrenal. O dano faz com que o córtex produza menos hormônios.Esse dano pode ser provocado por:
O sistema imunológico atacar a glândula por engano (doença autoimune)
Infecções como tuberculose, HIV ou infecções fúngicas
Hemorragia, perda de sangue
Tumores
Uso de medicamentos para diminuição da viscosidade do sangue (anticoagulantes)

Dermatomiosite: A dermatomiosite, também chamada de dermatopoliomiosite, é uma afecção crônica que se caracteriza pela inflamação da pele e dos músculos.
O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença autoimune a longo prazo que pode afetar a pele, as articulações, os rins, o cérebro e outros órgãos.
Lupus Eritematoso:
A esclerose múltipla é uma doença autoimune que afeta o cérebro e a medula espinhal (sistema nervoso central). Isso acontece porque o sistema imunológico do corpo confunde células saudáveis com "intrusas", e as ataca provocando lesões no cérebro. O sistema imune do paciente corrói a bainha protetora que cobre os nervos, conhecida como mielina.
Esclerose multipla
Conclusão
Introdução
Neste trabalho iremos estudar sobre os transplantes, que é a transferência de células, tecidos e órgãos vivos com a finalidade de restabelecer uma função perdida, e as doenças auto imunes que são um tipo de desordem imunológica.
Apresentaremos alguns conceitos simples para melhor entendimento, algumas doenças, causas, métodos de tratamento e prevenção. Com o objetivo de analisarmos o quanto o estudo da genética é importante no desenvolvimento medicinal para estas causas.


Através das pesquisas feitas podemos concluir que o transplante é um componente cirúrgico de suma importância, pois da a pessoa a chance de prolongar sua vida ,já que substitui o órgão ou tecido que esta irrecuperável. Enquanto as doenças autoimunes são aquelas que o próprio corpo provoca, sendo que algumas delas podem ocasionar um caso de transplante
O tratamento para esses casos só foram possíveis graças o desenvolvimento da medicina, como o aprimoramento dos transplantes.Quase sempre são procedimentos bem sucedidos que visam restabelecer a função de algum órgão perdido, trazendo inúmeros benefícios a pessoas portadores de doenças, que de outra forma seriam incuráveis.
O grande problema dos transplantes está com as doenças autoimunes, pois de uma forma geral portadores dessas doenças não aceitam órgãos transplantados, pois o sistema imunológico, não reconhecendo o que é do seu próprio corpo, ao invés de proteger, começa a atacar as células, tecidos ou órgãos transplantados.

• Vasos sanguíneos
• Tecidos conjuntivos
• Glândulas endócrinas, como a tireóide e o pâncreas
• Articulações
• Músculos
• Glóbulos vermelhos
• Pele

Uma doença auto-imune pode causar:
• Destruição de um ou mais tipos de tecidos do corpo
• Crescimento anormal de um órgão
• Alterações na função de um órgão
Uma doença auto-imune pode afetar um ou mais órgãos ou tipos de tecido. Os órgãos ou tecidos normalmente afetados pelas doenças autoimunes são:
Penfigóide Bolhoso
Normalmente, os leucócitos do sistema imunológico ajudam a proteger o corpo contra substâncias nocivas, chamadas de antígenos. Alguns exemplos de antígenos incluem bactérias, vírus, toxinas, células cancerígenas e sangue ou tecidos de outras pessoas ou espécies. O sistema imunológico produz anticorpos que destroem essas substâncias nocivas.
Causas
Full transcript