Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

SETOR NOROESTE - BRASILIA

No description

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of SETOR NOROESTE - BRASILIA

SETOR NOROESTE
SETOR NOROESTE - BRASILIA

O Setor Noroeste é um setor habitacional de Brasília, Distrito Federal. idealizado pelo arquiteto e urbanista Lúcio Costa em seu projeto intitulado Brasília Revisitada 1985/1987. É o último setor habitacional a ser construído na área tombada como patrimônio histórico e cultural da humanidade.
O diferencial do Noroeste começa no seu próprio conceito: ele é projetado para ser o primeiro bairro
ecológico
do Brasil.

ASPECTOS AMBIENTAIS E A DENOMINAÇÃO DE ECOVILA
O SANTUARIO DOS PAJES
O Setor Noroeste está numa localização privilegiada na Asa Norte. Considerada região nobre, a Asa Norte é composta por moradores com elevado poder aquisitivo
O local destinado ao novo bairro constitui-se como a última área de mata virgem de cerrado do Plano-Piloto
fontes favoraveis a construção do setor afirmam que ouve uma especial preocupação com a preservação da mata nativa. mas varios sites como
FOLHA DE SÃO PAULO, CORREIO, VEJA e O GLOBO
mostram outros tipos de noticia. que ligam até mesmo a nomes de envolvidos com corrupção.
a Terracap estimou arrecadar cerca de
R$ 4 bilhões
gerando
30 mil empregos diretos
. Para a infraestrutura do bairro, a Terracap incialmente destinou R$
145 milhões
, recursos provenientes das vendas das primeiras projeções.
As empresas que compraram projeções no Noroeste têm
70 meses (5 anos e 10 meses)
para concluir os prédios. Caso não cumpram a exigência, o lote será retomado pela Terracap e licitado novamente. O tempo médio de conclusão de um prédio dentro do gabarito do Noroeste é de 24 meses.
AREA DE CONSTRUÇÃO
O investimento em tecnologia verde , é alto no início, mas compensador na hora de pagar o condomínio mensal.
O que faz o setor noroeste ser classificado como um bairro ecológico:
• Amplos estacionamentos.
• Aquecimento natural de águas na tentativa de eliminar o uso de chuveiros elétricos nas residências.
• Projeto com ruas largas e seguras com transporte público em todas as vias do novo setor.

• Ciclovias.
• Máximo de aproveitamento de luz natural nos edifícios.
• Pistas de cooper.
• Reaproveitamento da água da chuva – reciclagem.
• Utilização de materiais recicláveis;
• Utilização de ventilação natural.
• Muito verde - jardins e proximidade com o parque Burle Marx.
• O padrão de construção será o mais elevado.

O sistema de coleta de lixo por tubulações a vácuo.
Uma das principais novidades do Parque Burle Marx será a construção de quatro lagos artificial ao longo da área de lazer. Além de seguir o estilo do paisagista Roberto Burle Marx, com aproveitamento da vegetação nativa e presença de espelhos d'água, os reservatórios vão servir para amortecer o escoamento do sistema de águas pluviais da região.
SANTUÁRIO DOS PAJÉS
O Setor Noroeste irá afetar diretamente o espaço urbano e econômico de Brasília. Mas antes de o projeto para moradia de 40 mil habitantes de alta renda ser implementado, e mais ainda, antes de ser pensado por Lúcio Costa no projeto Brasília Revisitada – 1985/1987, já existia no local do futuro bairro uma comunidade indígena residente. O local é tido como um santuário indígena, chamado
Santuário dos Pajés.
os índios ocupavam a terra, localizada na Reserva do Bananal, desde 1969
Dentro do espaço há um templo, que dá nome ao local, chamado Santuári Sagrado dos Pajés – uma casa de oração construída segundo as tradições indígenas, em formato circular.
No espaço, há construções e plantação baseadas em técnicas de permacultura, onde cultivam feijão, milho, verduras e legumes, além de fitoterápicos utilizados em curas. O artesanato e a culinária típica também se fazem presentes no dia a dia do Santuário dos Pajés.
É impressionante que apos decadas de estudo, tanto o governo como as empresas responsaveis não buscaram outras formas de resolve essa questão indigena de maneira digna. afinal não basta apenas realocar toda aquela população, há um valor cultural na Terra Imagine se qualquer local sagrado do cristianismo fosse demolido para construção de um condominio de luxo.
É um absurdo derespeito a pequena população indigena de Brasilia tais projetos deveriam buscar a melhoria na qualidade de vida e do meio ambiente de uma forma mais abrangente
O Setor Noroeste nada mais é que um exemplo de como o setor imobiliario destroi comunidades em prol do lucro.
O Setor Noroeste em Brasília se configurou em um desastre financeiro para quem optou por comprar imóveis nesse local. Trata-se de uma situação tão surreal, que hoje se pode dizer que todos que compraram imóveis no Noroeste nos últimos cinco anos tiveram prejuízos.
Isso acontece, pois os preços de venda de imóveis no Setor Noroeste, hoje, são inferiores aos pedidos pelas construtoras nos lançamentos, já que em 2013 compram-se imóveis no bairro com preços na casa de R$ 8.500 reais o metro quadrado, em imóveis de andar elevado e vista livre.
2009, R$ 9.500 reais em 2010, R$ 10.500 reais em 2011. ou seja com os preços elevados não houve cliente.
Em cada empreendimento, dezenas de imóveis estão sendo devolvidos pelos proprietários que estão observando seus saldos devedores acima do valor de mercado
A falácia ecológica, do Setor Noroeste como o primeiro "bairro ecológico" do Distrito Federal - coloca o Brasil e exemplo para o mundo, nos devaneios mais mitológicos, apresentados em suntuosos painéis prestigiados pela indústria da construção civil.
FALÁCIA ECOLÓGICA
Os prejuízos que o Setor Noroeste em pleno uso ocasionará ao sistema hidrológico da Bacia do Paranoá são previsíveis, proporcionais à extensão dessa ocupação urbana. Há muitas outras opções de expansão imobiliária bem qualificada, ecologicamente correta - mas o GDF quebrou, ao longo das últimas décadas, seu compromisso com o planejamento urbano racional, moderno, bem informado.
Moradores e trabalhadores do Setor Noroeste de Brasília enfrentam deficiências na infraestrutura urbanística da área. Sistema de transporte e iluminação pública deficientes, falta de comércio e placas de sinalização, ausência de calçadas e paisagismo, instabilidade no fornecimento de água e na rede de energia elétrica. Esses são alguns dos problemas enfrentados por quem vive ou trabalha na região.
DESCASO COM POPULAÇÃO
AINDA NO PAPEL
O Parque Burle Marx prometia bem-estar e qualidade de vida para os moradores do Noroeste. O futuro espaço de lazer é hoje um terreno baldio. Em termos de infraestrutura interna, somente as bacias de contenção de águas pluviais foram feitas. Por fora, a pavimentação do anel externo. Além das ocorrências policiais relatadas, moradores já flagraram o despejo irregular de entulho no terreno.
INCERTEZA
Outros problemas relatados no Noroeste são a falta de comércio (apenas uma revistaria funciona no bairro), a ausência de calçadas e paisagismo nas áreas verdes, a deficiência da iluminação pública (apenas três quadras estão iluminadas até o momento) e a instabilidade no fornecimento de água e na rede de energia elétrica. Essa última ainda é aérea, quando foi projetada para ser toda subterrânea.
É que a partir de todo esse conceito sustentável e de ecologia, as grande construtoras estão se mascarando para visar somente lucro.
Full transcript