Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A gaiola de ferro revisitada

isomorfismo institucional e racionalidade coletiva nos campos organizacionais
by

Eduardo Carvalho

on 8 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A gaiola de ferro revisitada

A gaiola de ferro revisitada: isomorfismo institucional e racionalidade coletiva nos campos organizacionais Gaiola de Ferro Quando Max Weber avançou com a imagem da gaiola de ferro reportava-se à rigidez associada à ordem racionalista e altamente burocratizada do sistema capitalista que hoje aprisiona a maior parte da humanidade. A burocracia tornava-se assim a expressão dessa estrutura organizacional que hoje preenche a vida econômica e social. Burocratização Competição entre empresas capitalistas no mercado -> mais importante causa da burocratização;

Forma de homogeneização. Teoria Organizacional e Diversidade Organizacional Hannan e Freeman (1977): Por que existem tantos tipos de organizações?

DiMaggio e Powell: Por que há essa homogeneidade surpreendente de formas e práticas organizacionais? Campo Organizacional Entendemos aquelas organizações que, em conjunto, constituem uma área reconhecida da vida institucional: fornecedores-chave, consumidores de recursos e produtos, agências regulatórias e outras organizações que produzam serviços e produtos similares;
Abrange a importância tanto da conectividade quanto da equivalência estrutural. Processo de Definição dos Campos DiMaggio, 1982 define quatro elementos:
aumento na amplitude da interação entre as organizações no campo;
surgimento de estruturas de dominação e padrões de coalizões interorganizacionais claramente definidos;
aumento na carga de informação com a qual as organizações dentro de um campo devem lidar;
desenvolvimento de uma conscientização mútua entre os parcipantes envolvidos em um negócio comum. Isomorfismo Competitivo Institucional Explica parte do processo de burocratização de Weber

Racionalidade sistêmica que enfatiza a competição no mercado, a mudança de nichos e medidas de adequação Coercivo Mimético Normativo Isomorfismo institucional Processo de restrição que força uma unidade em uma população a se assemelhar a outras unidades que enfrentam o mesmo conjunto de condições ambientais. Pressões formais ou informais exercidas sobre a organização por outras organizações das quais depende.
Ordens Governamentais
Ambiente Legal Tomar outras organizações como modelo.

Japão no final do século XIX Profissionalização e seleção de pessoal.

Comportamentos e atitudes dos indivíduos dentro
da organização. Isomorfismo x Eficiência Organizações semelhantes são mais legítimas, mais respeitadas, mais reconhecidas, entretanto isto não assegura que são mais eficázes. Preditores no Nível Organizacional Preditores no Nível do Campo Preditores de
Mudança
Isomórfica A1: Quanto maior o grau de dependência de uma organização em relação a outra, mais similar ela se tornará a essa organização em termos de estrutura, ambiente e foco comportamental.
A2: Quanto mais centralizado o fornecimento de recursos para a organização A, maior é a possibilidade de a organização A se transformar isomorficamente para assemelhar às organizações de cujos recursos depende.
A3: Quanto mais incerto o relacionamento entre meios e fins, maior a probabilidade de a organização moldar-se em outras organizações que considera bem-sucedidas.
A4: Quanto mais ambíguas as metas de uma organização, maior o grau em que esta se moldará a outras organizações que considera bem sucedidas.
A5: Quanto maior a confiança em credenciais acadêmicas para a escolha de pessoal gerencial e funcional, maior o grau em que a organização se tornará mais semelhantes a outras em seu campo.
A6: Quanto maior a participação de gestores organizacionais em associações de comércio e profissionais, maior a probabilidade de a organização ser, ou se tornar, semelhante a outras organizações em seu campo. B1: Quanto mais um campo organizacional depende de uma única fonte (ou muitas fontes, mas similares) de fornecimento de recursos vitais, maior o nível de isomorfismo.
B2: Quanto mais as organizações em um campo interagem com as agências governamentais, maior o grau de isomorfismo como um todo.
B3: Quanto menor o número de alternativas visíveis de modelos organizacionais em um campo, maior a taxa de isomorfismo nesse campos.
B4: Quanto mais incertas são as tecnologias ou ambíguas as metas de um campo, maior a taxa de mudança isomórfica.
B5: Quanto maior o grau de profissionalização de um campo, maior a quantidade de mudanças isomórficas institucionais.
B6: Quanto maior o grau de estruturação de um campo, maior o grau de isomorfismo. Implicações para a Teoria Social A complexidade das organizações modernas dificulta o controle.

Seleção Natural
Elite Controladora
Full transcript