Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Problema do Livre Arbítrio

No description
by

André Santos

on 30 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Problema do Livre Arbítrio

Determinismo Radical O determinismo radical nega a liberdade humana e de decisao.
O determinismo radical inclui o processo de decisão humana nas leis da natureza (a decisão está submetida as leis da natureza/sociológicas). Assim, o homem quando decide, decide aquilo que foi levado a decidir e nao aquilo que quer decidir. Objeções ao Determinismo Radical

A experiência do live arbítrio é forte. O livre arbítrio faz parte do processo de agir. Não podemos agir sem o sentimento de que somos livres

Se não há ações livres, não podemos ser responsabilizados pelas nossas ações.
Não é possível viver em sociedade sem a ideia de responsabilidade
Segundo o determinismo radical os juízos morais perdem qualquer fundamento Libertismo Objeções ao Libertismo As deliberações e escolhas podem ser determinadas por desejos e crenças

Para o libertismo o livre arbítrio é incompatível com o determinismo

As escolhas não são livres Determinismo Moderado
Defende que a causalidade é compatível com a liberdade e responsabilidade moral.
Rejeita a ideia de que as acções livres não têm causa.
Aceita qua as nossas acções, sendo causadas, também podem ser livres.
Se uma acção é causada pela nossa vontade (o que fazemos e o modo como agimos é o que queremos) e a nossa vontade não está sujeita a qualquer compulsão (interna ou externa), então é livre.
Se uma acção for realizada sob coacção (se resultar duma compulsão interna ou externa), então essa acção não é livre. Por exemplo: roubar porque tem uma arma apontada.
Problema do Livre Arbítrio É o livre arbítrio compatível com o determinismo? A teoria do Libertismo diz que a crença no livre arbítrio é verdadeira e a no determinismo é falsa. Sendo assim somos inteiramente responsáveis pelas nossas ações.
As nossas ações não são casualmente determinadas, mas também não são completamente aleatórias.
Nós temos sempre o poder de escolha e deliberação sobre a maneira como agimos.
Objeções ao Determinismo Moderado O facto de não nos sentirmos constrangidos não significa que poderíamos ter escolhido outra coisa para além daquela que escolhemos.
As nossas ações podem ter como base acontecimentos anteriores, a nossa constituição genética e a nossa personalidade.
O facto de não termos consciência das causas da nossas escolhas, não significa que elas não existam Ação "Uma acção é uma inferência consciente e voluntária de uma pessoa (o agente) no decurso normal dos acontecimentos, os quais sem a sua interferência teriam seguido um caminho diferente. Uma acção consta, assim, de um evento que acontece graças à interferência de uma agente e de um agente que tenha a intenção de interferir de modo a que tal evento aconteça".
Full transcript