Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Os Maias Capitulo XII & XIII

No description
by

Sonia Almeida

on 5 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Os Maias Capitulo XII & XIII

Os Maias
Capítulo XII & XIII
CAPÍTULO XII
Personagens no
Capítulo XII & XIII
Afonso da Maia
Os Gouvarinhos
Carlos da Maia
João da Ega
Sousa Neto
Mulher de Sousa Neto
Craft
Maria Eduarda
D.Maria da Cunha
Baronesa de Alvim
Espaço & Tempo


Ramalhete

Sala de jantar
dos Gouvarinho

Rua de S. Francisco
casa de Mª Eduarda
- na sala

Quinta dos Olivais

no quarto de Carlos


Ao almoço

Segunda-feira
seguinte

Na tarde seguinte,
lindo dia de Verão


No dia seguinte

À noite

Espaço & Tempo
Ramalhete

Chiado

Olivais

Ramalhete
*dentro de uma tipóia
Excerto descritivo:

“ (…) Na sala de jantar, um pouco sombria, forrada de papel cor de vinho, escurecida ainda por dois antigos painéis de paisagem tristonha, a mesa oval, cercada de cadeiras de carvalho lavrado, ressaltava alva e fresca, com um esplêndido cesto de rosas entre duas serpentinas douradas. Carlos ficou à direita de condessa (…) “
Caraterização do Espaço
Temas abordados no Jantar
Educação da Mulher
"A mulher só devia ter duas prendas: cozinhar bem e amar bem"
Ega

"Decerto o lugar da mulher era junto ao berço, não na biblioteca"
Conde de Gouvarinho

Escravatura
Ega - carater crítico e impiedoso.
Sousa Neto - superficialidade nas suas opiniões e ingnorância.


Paradoxo
"Ó Teresa, lembras-te daquele paradoxo do Barros? Ora sobre o que era, meu deus? Enfim um paradoxo muito difícil de sustentar...Esta minha memória!"
Conde de Gouvarinho
Objetivo do Jantar
* Deslumbramento do que é estrangeiro

* Atraso intelectual

*Mediocridade mental

Dâmaso
Caraterização do Espaço
As partes mais relevantes

Alencar
Cruges
* Imcompatibilidade entre Carlos e Dâmaso

* A 1º relação sexual entre Carlos e Maria Eduarda

* Fim da relação de Carlos com a Condessa de Gouvarinho

Baptista
10 horas (Sexta)

Sexta

Manhã de Julho
(Sábado)

Domingo
As partes mais Relevantes
* Jantar em casa dos Gouvarinho

*Início do romance entre Carlos e Maria Eduarda
“Logo depois do portão, penetrava-se numa fresca rua de acácias, onde cheirava bem. A um lado, por entre a ramagem, aparecia o quiosque, com tecto de madeira, pintado de vermelho, que fora o capricho de Craft, e que ele mobilara à japonesa. E ao fundo era a casa, caiada de novo, com janelas de peitoril, persianas verdes, e a portinha ao centro sobre três degraus, flanqueados por vasos de louça azul cheios de cravos.”

(…) O melhor é baptizá-la definitivamente com o nome que nós lhe dávamos. Nós chamávamos-lhe a Toca.”

Ega regressa a Lisboa e instala-se no Ramalhete
Carlos e Ega vão jantar na casa dos Gouvarinho
Os homens exprimem opiniões sobre as mulheres
Carlos declara-se a Maria Eduarda e é correspondido
Carlos propõe a Craft a venda da quinta dos Olivais
Carlos confessa a Ega o seu caso amoroso
Crítica
Capítulo XII
A falta de visão histórica e culural
A ausência de espírito crítico
Importância do modas estrangeiras
Capítulo XIII
Adúlterio
Narrador:
Heterodiagético



Focalização:
Omnisciente
Linguagem e Estilo
Dupla Adjetivação:
"...tão fraco , tão passivo."

Comparação:
" ... véu espesso como uma mascára."

Repetição:
"Meu amor, meu amor, meu amor."

Hiperbole:
"...banhada de riso."

Uso do diminutivo:
"pezinho" ;"sociedadezinha"

Estrangerismo:
"galatine"; "soirée" ; "coupé" ; "lunch" ; "brandy and soda"




Tempo Histórico: Séc. XIX
Analogia com a atualidade
A sociedade descrita por Eça encontra- se ainda hoje " à solta".

Presságios:

"...onde desmaiavam , na tama de lã , os amores de Vénus e Marte..."

"...grandiosas de uma paixão trágica do tempo de Lucrécia ou Romeu."

"...uma cabeça degolada, lívida ,gelada no seu sangue , dentro e um prato de cobre."

"...uma enorme coruja empalhada fixava no leito de amor, com um ar de meditação sinistra, os seus dois olhos redondos e agourentos..."
Capítulo XIII
Carlos recebe uma carta da Gouvarinho
Ega conta a Carlos que Dâmaso o anda a difamar
Carlos faz os preparativos para a mudança de Maria Eduarda no Olivaias
Carlos encontra no Chiado o Dâmaso e ameaça-o
Carlos e Maria visitam a "Toca", onde comentem um incesto involuntario
Fim da relação de Carlos com a Condessa de Gouvarinho
" Mulher minha
serve pra limpar casa,
lavar minha roupa
cozinhar e amar bem "
Trabalho Realizado por:
Margarida Almeida
&
Raquel Almeida

Tropa de Elite
Full transcript