Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

As ideias iluministas e Marquês de Pombal

No description
by

Inês Moreira

on 9 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As ideias iluministas e Marquês de Pombal

As ideias iluministas e Marquês de Pombal
O que é o iluminismo?
O iluminismo foi um movimento cultural que surgiu na Inglaterra e que se espalhou por toda a Europa, durante o século XVIII.
Defendia a crença na razão, ou seja, a capacidade que o Homem tem de racionamentar os problemas, a crença no progresso, na liberdade e a tolerância.
Estas ideias surgiram devido à evolução do pensamento científico.
Quem defendeu estas ideias e o que criticavam?
França era o país onde o iluminismo mais se destacava, devido às ideias de alguns filósofos: Montesquieu, Rousseau e Voltaire.
Os iluministas criticavam o absolutismo e as principais caracteristicas do mesmo (a existência de ordens privilegiadas, o mercantilismo e a intolerância
religiosa.
Onde e como se difundiram
estas ideias?
As ideias iluministas difundiram-se por toda a Europa e América do Norte através de:
- criação de academias para cientístas e intelectuais;
- A enciclopédia, dirigida por Didegot e D'Alembert;
-A maçonaria com membros da burguesia e da nobreza;
-A criação de lugares de convívio para
nobres e burgueses.
O despotismo esclarecido
Perante a dificuldade de expandir as ideias iluministas, alguns iluministas aceitaram os reis absolutos desde que estes governassem tendo em vista o bem-estar de toda a população. Estes reis mantiveram o poder absoluto, porém governavam também para o terceiro estado, eram chamados «déspotas esclarecidos» ou «iluminados».
Biografia de
Marquês de Pombal

Sebastião José de Carvalho e Mello, também conhecido por Marquês de Pombal ou Conde de Oeiras. Nasceu em Lisboa, 13 de Maio de 1699, foi um importante político e diplomata português.

Durante o reinado de José I (1750-1777) o Marquês de Pombal foi considerado a figura mais reconhecida no governo português.

A sua grande capacidade de trabalho ficou particularmente reconhecida na forma como encarou o trágico terramoto de 1755, feito que o tornou o homem de confiança aos olhos do rei D.José I.

Durante a sua gestão , Pombal pôs em prática um extenso programa de reformas, cujo objetivo era melhorar a administração sem debilitar o poder real.

Quem sucedeu a D.João I foi D.Maria I, por não aceitar as medidas tomadas por Marquês de Pombal e por não concordar com a execução da família Távora, retirou-lhe todos os cargos.

Como já era muito velho o seu castigo foi apenas viver longe de Lisboa.

Faleceu no seu palácio em Pombal no dia 8 de Maio de 1782.

As reformas económicas de Marquês de Pombal
As políticas mercantilistas foram retomadas.
Para tal tomou algumas medidas como:
-Fundação de grandes companhias do comércio privadas e do estado;
-Criação da Companhia Geral de Agricultura das Vinhas do Alto Douro - para controlar a produção e a comercialização de vinho do Porto;
-Reorganização das manufaturas.
Estas medidas permitiram o surgimento de uma nova burguesia. Também medidas que limitaram a Inquisição contribuiram para o desenvolvimento económico.
Assim, graças a Marquês de Pombal, o cmércio com Inglaterra atingiu um saldo positivo.
Reformas sociais e políticas
Foram feitas também reformas políticas e sociais: Marquês de Pombal tomou várias medidas:
-Submitiu a nobreza, afastando-a dos poderes mais importântes entregando-os à burguesia;
-Expulsou os jesuítas de Portugal e dos territórios ultramarinos.
estas medidas conseguiram submeter ao poder de rei o clero e a nobreza, ascendendo a burguesia.
Quanto ao reforço do Estado, criaram-se novas instituições de Administração Central:
- Junta de Comércio - controlar a atividade do comércio e da indústria;
-Intendência-Geral da Política da Corte e do Reino;
-Erário Régio - controlar as receitas e as despesas públicas;
-Real Mesa Censória - vigirar as publicação editadas em Portugal
Reformas no ensino
Defendendo as ideias iluministas, foram implementadas reformas no ensino:
-Criação de Escolas Menores (aprendiam a ler, escrever, regras de boa educação e o catecismo) e escolas de preparação para a Universidade.
-Fundação do Real Colégio dos Nobres;
-Reforma da Universidade de Coimbra;
-Extinção da Universidade de Évora que era controlada por Jesuítas, libertando assim o ensino desta ordem religiosa.
Marquês de Pombal conseguiu com isto a modernização de todos os níveis de ensino, pois, segundo os iluministas, só atraves da instrução se pode alcançar o conhecimento e o progresso
O urbanismo pombalino - grande feito de Marquês de Pombal
Marquês de Pombal ficou particularmente conhecido após o terramoto de 1755, pois entregou o projeto da recutrução de Lisboa, caracterizada por:
-Planta geométrica;
-Ruas largas e retilíneas;
-Edifícios uniformes;
-Fachadas semelhantes.
Full transcript