Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Vidas secas

No description
by

Maíra Marquez

on 23 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Vidas secas

Vidas Secas. Gênero intermediário entre romance e livro de contos. Constituido por cenas e episódios mais ou menos isolados, que só adquirem sentido pleno quando são lidos em conjuntos. Um romance desmontável. Fabiano É um esmagado, pelos homens e pela natureza; mas seu íntimo de primitivo é puro. Ritmo narrativo: solda, no mesmo fluxo narrativo, o mundo exterior e o mundo interior. Estabelecer e analisar os vínculos brutais entre homem e natureza no Nordeste árido. O silêncio e a inabilidade verbal das personagens leva o narrador a inventar para elas um expressivo universo interior, por meio do discurso indireto livre. Tipos de discurso Carlota, que estava a meu lado, observou que, afinal, eu não tinha motivo para deixar de atender ao pedido de Mère Blandine (...)
- Estou com preguiça este ano, disse-lhe.
- Bom, é um motivo respeitável, respondeu; mas você não conseguirá escapar de Mère Blandine (...)
-Quem sabe valeria a pena voltar? Perguntei-lhe (...)
(Abdias, Ciro dos Anjos) No discurso direto, o narrador reproduz ( ou imagina reproduzir) textualmente as palavras – isto é, a fala – das personagens ou interlocutores. No primeiro parágrafo, o autor transmite com suas próprias palavras apenas a essência do pensamento da personagem ou interlocutora Carlota. Trata-se de discurso indireto. Mas tudo se resumia em saber quanto tempo isso ia durar; o 404 também se interrogava, quase por hábito, enquanto se mantinha emparelhado com o Dauphine e sorria para encorajá-la. Atrás, o Volkswagen, o Caravelle, o 203 e o Floride arrancavam, por sua vez, lentamente, um trecho em primeira, depois segunda, interminavelmente segunda mas já sem embrear como tantas vezes, com o pé firme no acelerador, esperando poder passar para terceira. Esticando o braço esquerdo o 404 procurou a mão de Dauphine, encostou apenas a ponta dos dedos, percebeu em seu rosto um sorriso de incrédula esperança e pensou que iam chegar a Paris, que tomariam banho, que iriam juntos a qualquer parte, à sua casa ou à dela para tomar banho, comer, tomar banho interminavelmente e comer e beber, e que depois haveria móveis, haveria um quarto com móveis e um banheiro com espuma de sabão para fazer a barba de verdade, e privadas, comida e privadas e lençóis, Paris era uma privada e dois lençóis e água quente escorrendo no peito e nas pernas, e uma tesourinha de unhas, e vinho branco, beberiam vinho branco antes de se beijar e sentir cheiro de lavanda e colônia, antes de se conhecer de fato em plena luz entre lençóis limpos, e tornar a tomar banho de brincadeira, amar-se e tomar banho e beber e entrar no cabeleireiro, entrar no banho, acariciar os lençóis e acariciar-se entre os lençóis e amar-se entre a espuma e a lavanda e as escovas antes de começar a pensar no que iam fazer, no filho e nos problemas e no futuro, e tudo isso desde que não parassem, que a coluna continuasse andando, embora ainda não se pudesse passar para terceira, continuar assim em segunda, mas continuar. Discurso Indireto Discurso direto Discurso indireto livre Duas vozes que se misturam.
Não há limites entre a fala das personagens e do narrador.
Desaparecem os verbos de elocução, os sinais de pontuação (travessão, dois pontos). Procedimento da literatura moderna Fragilidade das relações sociais Romance circular Objetividade e sobriedade formal - Economia de adjetivos, metáforas e outras figuras de linguagem.
Dizer apenas o essencial. Opressão - Aqueles que detem a linguagem (soldado amarelo, patrão, fiscal) Ressaltar a humanidade dos que estão nos níveis sociais e culturais mais humildes. Anel de ferro - círculo sem saída. Mundo opressivo. Fabiano Mudança Fuga
Full transcript