Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

COlocação pronominal

No description
by

Andresa Notari

on 29 August 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of COlocação pronominal

Próclise
e) Nas conjunções subordinativas:
Exemplos:
Ela não quis a blusa, embora lhe servisse.
Comprarei o relógio se me for útil.
f) Com gerúndio precedido de preposição "em"
. Exemplos:
Em se tratando de negócios, você precisa falar com o gerente.
Em se pensando em descanso, pensa-se em férias.
g) Com a palavra "só" (no sentido de "apenas", "somente") e com as conjunções coordenativas alternativas
. Exemplos:
Só se lembram de estudar na véspera das provas.
Ou se diverte, ou fica em casa.
h) Nas orações introduzidas por pronomes relativos
. Exemplos:
Foi aquele colega quem me ensinou a matéria.
Há pessoas que nos tratam com carinho.

2) Mesóclise

Emprega-se a mesóclise quando o verbo estiver no futuro do presente ou no futuro do pretérito do indicativo
, desde que não se justifique a próclise. O pronome fica intercalado ao verbo.
Exemplos:
Falar-lhe-ei a teu respeito. (Falarei + lhe)
Procurar-me-iam caso precisassem de ajuda. (Procurariam + me)
Observações:
a) Havendo um dos casos que justifique a próclise, desfaz-se a mesóclise
. Por Exemplo:
Tudo lhe emprestarei, pois confio em seus cuidados. (O pronome "tudo" exige o uso de próclise.)
b) Com esses tempos verbais (futuro do presente e futuro do pretérito) jamais ocorre a ênclise
.
c) A mesóclise é colocação exclusiva da língua culta e da modalidade literária
.

3) Ênclise

A ênclise pode ser considerada a colocação básica do pronome, pois obedece à sequência verbo-complemento. Assim,
o pronome surge depois do verbo.
Emprega-se geralmente:
a) Nos períodos iniciados por verbos
(desde que não estejam no tempo futuro), pois, na língua culta, não se abre frase com pronome oblíquo. Exemplos:
Diga-me apenas a verdade.
Importava-se com o sucesso do projeto.
b) Nas orações reduzidas de infinitivo
. Exemplos:
Convém confiar-lhe esta responsabilidade.
Espero contar-lhe isto hoje à noite.
c) Nas orações reduzidas de gerúndio
(desde que não venham precedidas de preposição "em".) Exemplos:
A mãe adotiva ajudou a criança, dando-lhe carinho e proteção.
O menino gritou, assustando-se com o ruído que ouvira.
d) Nas orações imperativas afirmativas
. Exemplos:
Fale com seu irmão e avise-o do compromisso.
Professor, ajude-me neste exercício!

Pronome Oblíquo Átono
São chamados átonos os pronomes oblíquos que não são precedidos de preposição.
Possuem acentuação tônica fraca.
Por exemplo: Ele me deu um presente.

O quadro dos pronomes oblíquos átonos é assim configurado:
- 1ª pessoa do singular (eu): me
- 2ª pessoa do singular (tu): te
- 3ª pessoa do singular (ele, ela): o, a, lhe
- 1ª pessoa do plural (nós): nos
- 2ª pessoa do plural (vós): vos
- 3ª pessoa do plural (eles, elas): os, as, lhes

Observações:
O
lhe
é o único pronome oblíquo átono que já se apresenta na forma contraída, ou seja, houve a união entre o pronome o ou a e preposição
a
ou
para
. Por acompanhar diretamente uma preposição, o pronome
lhe
exerce sempre a função de
objeto indireto
na oração.
Os pronomes
me, te, nos e vos
podem tanto ser objetos diretos como objetos indiretos.
Os pronomes
o, a, os
e
as
atuam exclusivamente como
objetos diretos
.
Atenção:
Os pronomes
o, os, a, as
assumem formas especiais depois de certas terminações verbais. Quando
o verbo termina em -z, -s ou -r,
o pronome assume a forma
lo, los, la
ou
las
, ao mesmo tempo que a terminação verbal é suprimida.
Por exemplo:
fiz + o = fi-lo
fazeis + o = fazei-lo
dizer + a = dizê-la
Quando
o verbo termina em som nasal
, o pronome assume as formas
no, nos, na, nas.
Por exemplo:
viram + o: viram-no
repõe + os = repõe-nos
retém + a: retém-na
tem + as = tem-nas

1) Próclise
Na próclise, o pronome surge antes do verbo
. Costuma ser empregada:
a) Nas orações que contenham uma palavra ou expressão de valor negativo.
Exemplos:
Ninguém o apoia. / Nunca se esqueça de mim.
b) Nas orações em que haja advérbios e pronomes indefinidos, sem que exista pausa
. Exemplos:
Aqui se vive. (advérbio) / Tudo me incomoda nesse lugar. (pronome indefinido)
Obs.: caso haja pausa depois do advérbio, emprega-se ênclise. Por Exemplo: Aqui, vive-se.
c) Nas orações iniciadas por pronomes e advérbios interrogativos
. Exemplos:
Quem te convidou para sair? (pronome interrogativo)
Por que a maltrataram? (advérbio interrogativo)
d) Nas orações iniciadas por palavras exclamativas e nas optativas
(que exprimem desejo). Exemplos:
Como te admiro! (oração exclamativa)
Deus o ilumine! (oração optativa)

SIDE A
SIDE B
Atenção!
1) A posição normal do pronome é a ênclise.
Para que ocorra a próclise ou a mesóclise é necessário haver justificativas.
2) A tendência para a próclise na língua falada atual é predominante,

mas iniciar frases com pronomes átonos não é lícito numa conversação formal
. Por Exemplo:
Linguagem Informal: Me alcança a caneta.
Linguagem Formal: Alcança-me a caneta.
3) Se o verbo não estiver no início da frase, nem conjugado nos tempos Futuro do Presente ou Futuro do Pretérito, é possível usar tanto a próclise como a ênclise
. Exemplos:
Eu me machuquei no jogo.
Eu machuquei-me no jogo.
As crianças se esforçam para acordar cedo.
As crianças esforçam-se para acordar cedo.

Colocação Pronominal
Carpe diem !
Profa. Andresa Notari G. Magalhães
Full transcript