Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Independencia da América espanhola

No description
by

Pérysson Nogueira

on 4 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Independencia da América espanhola

A INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA ESPANHOLA
Introdução
Foi liderada pela elite local os
Criollos
insatisfeitos com as impossibilidades e limites impostas pela dominação metropolitana aos seus interesses.
O suporte ideológico veio do pensamento liberal europeu ( iluminismo) --
sem tocar em questões sociais
-- como a maçonaria e da “ajuda” inglesa.
contexto: Guerras Napoleônicas, início do século XIX
O objetivo principal era maior liberdade com o comércio externo e manter a ordem interna ( ou seja: evitar mudanaças sociais.)
bem como aos ingleses o direito de
asiento de negros
(de fornecer 4800 escravos africanos anuais por 30 anos) e o
navio de permiso
(enviar um navio por ano às colônias espanholas com manufaturas inglesas).
ATENÇÃO:
Com a vitória na Guerra de Sucessão Espanhola e a imposição do Tratado de Utrech (1713) os espanhóis tiveram que:
ceder territórios à Inglaterra e aos aliados (Holanda e Áustria),
Os primeiros movimentos de rebeldia:
mas que não almejavam de fato a independência
• Paraguai (1721): rompeu com o vice-rei de Lima, por conta da proteção dada aos indígenas pelos jesuítas. Chegou-se a cogitar a independência a a criar um governo republicano.
• Cochabamba (atual Bolívia) 1730: mestiços lutavam pelo direito a uma maior participação política, conseguindo êxito.
'
• Nova Grana 1780: contra a criação de novos impostos.
• Venezuela 1749: contra a atuação da Companhia de Caracas.
• Quito 1765: os criollos se revoltaram contra a Acabala (imposto sobre as vendas).
• Peru 1780: revolta indígena contra o domínio espanhol e os maus tratos aos indigenas.
Tradição de
autonomia:

• O habito de driblar a ordens metropolitanas (“obedeço, mas não cumpro”)
• Práticas de governos populares já existentes na Espanha ( como as Juntas de Governo) e trazidas para a América
• A difusão de informações graças a fundação de diversas faculdades na América (de Lima e do México).
fundada em 12 de maio de 1551
 As Rupturas com a Metrópole.
Os criollos se aproveitaram das
Guerras napoleônicas
e difundiram o sentimento nacionalista e separatista.
Líderes:
Simón Bolívar
Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela
José de San Martín
herói de Argentina, Chile e Peru
Com o apoio britânico, o processo de independência da América Espanhola estava concluído.
pós-independência
Com exceção do México(que adotou o regime monárquico de 1821-23) toda a América espanhola adotou o regime republicano.
• Manutenção das divisões: disputas locais, pressão inglesa, brasileira e norte americana (com receio de ver surgir uma potencia econômica) e as próprias fronteiras naturais.
Manutenção das desigualdades sociais e das elites locais os Caudilhos.
Conferência do Panamá 1826
: tentativa de Bolívar de unir as ex-colônias, sem resultados.
Prof: Pérysson Nogueira
Prof: Pérysson Nogueira
no México: Padre Manuel Hidalgo (1810) e Padre José Maria Morelos (1815): lutaram pelos direitos indígenas.
E do exemplo da Independência dos Estados Unidos
E foram influenciados pelos acontecimentos do iluminismo, da Revolução Francesa e da Independência das Treze Colônias.
Já acabou?
Eu quero mais!
Full transcript