Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Seminário - Gerenciamento de Equipes

Domínio Pessoal / Modelos Mentais / Acabando com a Guerra / O papel do novo Líder
by

Rony Rocha

on 30 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Seminário - Gerenciamento de Equipes

Têm um sentido especial de vida;
Para elas, uma visão é um chamado, não apenas uma boa ideia.
Vivem em um estado de aprendizagem contínua;
Veem a realidade do momento como um aliado, e não um inimigo;
DOMÍNIO PESSOAL
• O ESPÍRITO DA ORGANIZAÇÃO QUE APRENDE
As organizações só aprendem por meio de indivíduos que aprendem. A aprendizagem individual não garante a aprendizagem organizacional. Entretanto, sem ela, a aprendizagem organizacional não ocorre.

“Seja em pesquisa e desenvolvimento, na gerência da empresa ou em qualquer outro aspecto do negócio, a força ativa é “pessoas”. E pessoas têm vontade própria, mente própria e uma forma de pensar própria. Se os próprios funcionários não estiverem suficientemente motivados a questionar as metas de crescimento e o desenvolvimento tecnológico...simplesmente não haverá crescimento, ganho de produtividade ou desenvolvimento tecnológico”.


“Para aproveitar o potencial das pessoas será preciso entender a “mente subconsciente”, a “força de vontade” e as “ ações do coração...o desejo sincero de servir ao mundo”.

Kazuo Inamori (Fundador e Presidente da Kyocera)






• DOMÍNIO PESSOAL
O domínio pessoal implica um alto grau de proficiência e capacidade de produzir os resultados desejados. Através dessa disciplina aprendemos a esclarecer e a aprofundar continuamente nosso objetivo pessoal, a concentrar nossas energias, a desenvolver a paciência e , em geral, a abordar a vida como o artista aborda o trabalho de criação.
É entendido também como “o comprometimento que temos com nossa própria evolução”. Destaca a ideia da responsabilidade que cada pessoa tem em se envolver com os próprios propósitos. Com relação a viver uma vida mais saudável.
• CARACTERÍSTICAS DE PESSOAS COM ALTO NÍVEL DE DOMÍNIO PESSOAL:
Procuram sempre ver a realidade com maior clareza;
No entanto, Domínio Pessoal não é algo que você possua. É um processo. É uma disciplina para a vida inteira.
Para que o domínio pessoal se torne uma disciplina, ele deve incorporar dois movimentos subjacentes:
1) É o contínuo esclarecimento do que é importante para nós;
2) É aprender continuamente como ver a realidade atual com mais clareza.
A justaposição do nosso objetivo (o que desejamos) com uma imagem clara da realidade (onde estamos em relação ao que desejamos) gera o que chamamos de “ tensão criativa ”, uma força que tenta unir os dois, causada pela tendência natural de tensão para se buscar uma solução.
A essência do domínio pessoal está em aprender a gerar e sustentar a tensão criativa em nossas vidas.
O princípio da tensão criativa é o princípio central do domínio pessoal, integrando todos os elementos da disciplina. Ela é a força que entra em ação no momento que reconhecemos uma visão que bate de frente com a realidade atual.
Contudo, a tensão criativa frequentemente leva a sentimentos ou emoções associadas com:
Ansiedade
Tristeza
Desestímulo
Preocupação
Mas é importante perceber que essas emoções “negativas” não são a tensão criativa propriamente dita e, sim, o que chamamos de tensão emocional.

Ter domínio sobre a tensão criativa transforma nossa forma de enxergar o “fracasso”. O fracasso é simplesmente uma limitação, um indício da tensão criativa existente entre a visão e a realidade atual. O fracasso é uma oportunidade de aprendizagem.
Por que queremos o Domínio Pessoal dentro das organizações?
As organizações apoiaram o desenvolvimento das pessoas instrumentamente – se as pessoas crescessem e se desenvolvessem, a organização seria mais eficaz.
As pessoas com altos níveis de domínio pessoal comprometem-se mais. Elas tomam iniciativas. Têm senso mais abrangente e profundo de responsabilidade pelo seu trabalho. Elas aprendem mais rápido. Por todos esses motivos, muitas organizações adotam o compromisso de estimular o crescimento pessoal entre os funcionários porque acreditam que isso fortalecerá a empresa.
• “CONFLITO ESTRUTURAL”
O PODER DA SUA IMPOTÊNCIA
Muitas pessoas, até mesmo as pessoas mais bem sucedidas, alimentam profundas crenças contrárias ao seu domínio pessoal.

A maioria de nós tem uma entre duas crenças contraditórias que limitam nossa capacidade de criar o que realmente desejamos.
2) SENTIMENTO DE DEMÉRITO:
A sensação de que não merecemos ter o que realmente desejamos.
A incapacidade de trazer à vida todas as coisas com as quais nos importamos.
1) CRENÇA EM NOSSA IMPOTÊNCIA:
Quanto mais nos aproximamos de nossa visão, mais nossa crença nos afasta dela.
2) Manipulação
do conflito;
3) Força
de vontade.
Fritz identificou três “estratégias” genéricas para lidar com as forças do conflito estrutural:
1) Permitir a erosão de nossa visão;
E você? Já usou o conceito de Modelo Mental pra convencer alguém?
MODELOS MENTAIS
Quer você saiba, quer não, os modelos mentais definem a sua capacidade de ação e reação perante as coisas mais simples e as coisas mais difíceis da vida, ou seja, eles definem o seu comportamento.
O que significa modelos mentais para você?
Definição “rápida e rasteira”:
• Nosso jeito particular de enxergar o mundo e interpretá-lo ( situação ou comportamento de uma outra pessoa )

• Influência da formação educacional, familiar, cultural, crenças construídas através de experiências vividas, empresarial...

• Julgamentos pela aparência e generalizações

• Crença “cega” no que os outros dizem

Por acaso você já proferiu ou escutou qualquer uma dessas frases?
Todos os homens são iguais!
Não se pode confiar nas pessoas!
Não se mexe em time que está ganhando!
“Já sei onde isso vai dar”
Isso não vai dar certo, aqui sempre foi assim!
“Não está velha demais para voltar a estudar?”
Não existem verdades absolutas e sim, pontos de vistas diferentes!
A forma como nossos modelos mentais moldam nossas percepções e formas de agir tem grande importância na vida pessoal e no mundo dos negócios.
Cada vez mais as causas de insucessos nas empresas são os modelos mentais. Os insights não chegam a ser colocados em prática porque conflitam com imagens internas arraigadas e impedem a aprendizagem congelando empresas e setores e impedindo ou dificultando as mudanças.
Caso Shell – no início da década de 70 surge a compreensão dos modelos mentais compartilhado entre líderes de inúmeras culturas. Ela descobre o poder de administrar os modelos mentais dos gerentes incubando uma nova visão de mundo.
Ela conclui que usar o planejamento corporativo para acelerar a aprendizagem como um todo, é mais importante que produzir planos eficazes. E que o SUCESSO depende do “processo através do qual as equipes gerenciais mudam os modelos mentais compartilhados de sua empresa, seus mercados e seus concorrentes.”
• Desenvolver habilidades de reflexão
• A inovação depende de flexibilizações em nossos Modelos Mentais
• Aprenda com outras culturas e visão compartilhada das interrelações
• Entenda o modelo mental do outro. Isso te ajudará a responder melhor às situações e criar relações de GANHA-GANHA
Como rever nosso modelo mental?
• Revise e modifique as rotinas
• Exercite outros aspectos de sua Inteligência
ACABANDO COM A GUERRA
ENTRE TRABALHO E FAMÍLIA

Por que os Executivos Nota Dez Tiram Zero como Pais?
Como pode a aprendizagem e o Domínio Pessoal florescerem no trabalho e no lar?
Os filhos de Executivos bem-sucedidos são mais propensos a sofrer de uma gama de problemas emocionais e de saúde do que os filhos de "Pais menos bem-sucedidos".
Nos últimos anos foi observado um crescimento considerável da preocupação com a questão Trabalho/Família entre os participantes dos programas de Liderança e Domínio Pessoal.
Hoje "encontrar o Equilíbrio entre meu Trabalho e minha Família" é citado como prioridade número um.
As empresas tradicionais inegavelmente nutrem os conflitos entre Trabalho e Família. Às vezes isso é feito conscientemente - através da simples ameaça de que para "crescer aqui dentro, você deve estar disposto a fazer sacrifícios".

Essas exigências incluem viagens, jantares e longas reuniões nos escritórios.

As pressões originam-se a princípio, do foco restrito às metas e objetivos empresariais, que excluem os objetivos e metas pessoais.
Em outras palavras se tudo o que importa são as metas da empresa, simplesmente "não há espaço" para se pesar os custos dessas metas para o indivíduo ou para sua família.
A organização que aprende não pode apoiar o Domínio Pessoal sem dar apoio ao Domínio Pessoal em todos os aspectos da vida.
Nós vivemos apenas uma vida; porém durante muito tempo nossas empresas funcionam como se esse simples fato pudesse ser Ignorado, como se tivéssemos duas vidas separadas.
A Estrutura do Desequilíbrio entre Trabalho e Família
Se você se encontra em uma situação na qual menos tempo em casa está empobrecendo os relacionamentos familiares.
"Esforçar-se" no trabalho se torna uma desculpa conveniente para evitar a angústia de ir para casa e encontrar um parceiro infeliz ou filhos problemáticos.
O papel da empresa
O primeiro passo - saber que não se pode construir uma organização que aprende alicerçada em Lares Desfeitos e Relacionamentos Pessoais Desgastados.
O conflito entre trabalho e lar não é sobre tempo, mas sobre valores.
Os valores e hábitos aprendidos servem para nutrir a família, assim como os negócios.
Professor
O NOVO TRABALHO
DO LÍDER

Organizações que aprendem exigem uma nova visão de liderança, pois mesmo quando existe visão compartilhada, visão do que se quer fazer e uma equipe entusiasmada que trabalhe de forma extraordinária, não é suficiente para o contínuo aprendizado, faz-se necessário observar se o estilo de liderança está em sintonia com o trabalho da equipe para não atrapalhar o bom desempenho do grupo.
Nas organizações que aprendem, a nova visão da liderança é centrada em tarefas mais dedicadas e mais importantes.
Visões de organizações que aprendem
Projetista
As consequências que aprendem hoje são resultados do trabalho feito no passado, e o trabalho de hoje mostrará seus benefícios no futuro. Acreditam que as recompensas são mais duradoras.
O ato de projetar é como uma função crítica da liderança e os projetos como uma tarefa integradora. Isso exigirá que se veja a empresa como um sistema, no qual as partes não são apenas internamente conectadas, mas também conectadas ao ambiente externo, e exigirá uma clara visão de como sistema, como um todo, pode trabalhar melhor.
Espera-se do líder projetista o cumprimento de três tarefas básicas:
3. Providenciar processos efetivos de aprendizagem.
1. Fazer o desenho do futuro empreendimento e construir um alicerce forte, com base no seu propósito, visão e valores essenciais;
2. Providenciar políticas, estratégias e estruturas que viabilizem a transformação das idéias-guias em decisões empresariais;
Regentes
O líder procura servir primeiro do que ser servido. Cria condições e remove obstáculos para que os outros cresçam. Ajuda-os a encontrar a visão de futuro que melhor se ajuste às suas ideias, sabe que as pessoas envolvidas em projetos em que realmente acreditam buscam dentro de si a energia necessária à consecução dos mesmos.
O líder deve ajudar as pessoas a terem uma visão clara da realidade, com uma percepção ampliada que dê a elas um poder de ação maior.
A chave de sua ação está em fazer emergir, em seus liderados, modelos mentais e levá-los a questionar a validade dos mesmos, ao mesmo tempo em que buscam novos ângulos de visão. Nos dizeres de Senge (1997:351) "o líder como professor ajuda as pessoas a reestruturar suas visões da realidade de modo a ver além das condições superficiais e dos eventos.”
O líder procura servir primeiro do que ser servido. Cria condições e remove obstáculos a que os outros cresçam. Ajuda-os a encontrar a visão de futuro que melhor se ajuste às suas ideias, sabe que as pessoas envolvidas em projetos em que realmente acreditam buscam dentro de si a energia necessária à consecução dos mesmos.
“Nas organizações que aprendem, os líderes são responsáveis por construir organizações nas quais as pessoas possam estar continuamente expandindo sua capacidade de criar seu futuro - isto é, os líderes são responsáveis pelo aprendizado" (Senge, 1997)
SEMINÁRIO
Disciplina:
Gerenciamento de Equipes
Centro Universitário Newton Paiva
Curso: Gestão de Recursos Humanos
2º Período/2013
Temas:
Domínio Pessoal;

Modelos Mentais;

Acabando com a guerra entre o trabalho e a família;

O novo trabalho do líder.
Professora: Sylvia Flores
CONCLUSÃO:
Diante de todo o contexto apresentado conclui-se que o domínio pessoal e modelo mental bem desenvolvidos e em constante evolução sem dúvida é o principal responsável pelo sucesso em uma organização, e também pelo sucesso pessoal e profissional do ser humano.
Assim, cultivando habilidades de pensar em novas direções aproveitando as oportunidades de transformação com coragem e entendimento para ter pensamentos impossíveis e agindo sobre eles.
REFERÊNCIAS:
A Quinta Disciplina
Autor: Senge, Peter M.
Editora: Best Seller Ltda

http://www.administradores.com.br/artigos/administracao-e-negocios/modelos-mentais/40155/

http://www.crescimentum.com.br/home/Modelos-Mentais.aspx
Integrantes:
Ariane Fonseca
Cynthia Santana
Dayane Aguiar
Elizabeth Andrade
Quer você saiba, quer não, os modelos mentais definem a sua capacidade de ação e reação perante as coisas mais simples e as coisas mais difíceis da vida, ou seja, eles definem o seu comportamento.
O que significa modelos mentais para você?
Tronco ou Toco???
Nick Vujicic
Full transcript