Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Mudanças no Feudalismo

No description
by

ADLM + H

on 18 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Mudanças no Feudalismo

O Revigoramento do comércio e das cidades
O comércio a longa distância
Feiras
Religião e Batalha
O revigoramento do comercio e das cidades ocorrido a partir do século IX favoreceu mudanças na área do conhecimento e da arte; a necessidade de saber ler e calcular para praticar o comercio;tudo isso favoreceu o surgimento de um no tipo de escoa , favorecendo tambem o avanço da universidade
Mudanças no Feudalismo
Comerciantes, artesãos e suas corporações
A força da Igreja
Em defesa do Cristianismo
Conhecimento e Arte
As escolas de antigamente eram associações de profres ou alunos,eram lugares onde se buscava o conhecimento .Dentro dos muros das universidades de antigamente ermitia-se total liberdade de pensamento e de ensino.A universidade era formada normalmente por quatro faculdades:Artes,medicina,direito e teologia.
Universidade
Trabalho de História
A Europa feudal começou a mudar entre os séculos: IX e X, e
duas dessas mudanças merecem maior conhecimento, são elas:
1º:
A expansão das áreas de cultivo. (em razão da derrubada de
florestas e da drenagem de pântanos)
2º:
A introdução de importantes inovações técnicas, como:
O arado de ferro no lugar do arado de madeira (a charrua);

Com a ampliação das áreas de cultivo e a difusão das inovações
técnicas, obtivesse um aumento da produção de alimentos; com
isso as pessoas passarão a viver mais e ter mais filhos,
ocorrendo assim um aumento da população.
A partir do século XI, o comercio a longa distancia se intensificou. Das rotas comerciais, quatro eram mais importantes:
1ª:
As que ligavam as cidades italianas ao Oriente- pelo mar
Mediterrâneo. Os mercadores de Gênova e Veneza compravam
artigos de luxo como as sedas, perfumes e porcelanas, os
revendiam com grande lucro no norte da Europa.

: As que ligavam o sul ao norte da Europa-por terra. Uma
delas ligava Gênova a Bruges, passando pelas feiras da região de
Champagne (França); a outra ligava Venaza a Hamburgo.
Com o aumento do comércio surgiram as feiras.Essas feiras
duravam de 15 a 60 dias, aconteciam uma ou duas vezes por
ano e reunião mercadores de várias partes do mundo.

A partir do século XI, o artesanato e o comércio aumentaram, novas cidades surgiram. Algumas em volta dos rios, outras ainda em do castelo do nobre como Carcassonne, na França.
Cidades novas e antigas
Em muitas cidades medievais, uma pessoa só podia trabalhar se pertencesse a uma corporação de ofício, isso é ,uma associação de profissionais de mesmo ramo de atividade. Existiam várias corporações, um exemplo dessas corporações é: A Liga Hanseática (a dos comerciantes).
Grande parte das cidades medievais se localizavam nas terras de um conde,duque ou bispo, a quem pagavam impostos e prestavam servisos gratuitos. Consertar estradas e pontes são exemplos. Para libertarem desse controle e terem sua autonomia as pessoas da cidade uniam esforços e compravam a carta de franquia.(Documento que dava a eles o direito de administrar sua cidade.) Com essa carta nas mãos, eles elegiam representantes que normalmente eram comerciantes ou banqueiros.
Na Europa Medieval, a fé das pessoas era grande, mais a força da Igreja se devia, sobretudo, a sua organização e riqueza.
O posto mais alto da Igreja era ocupado pelo bispo de Roma, que, em 455, passou a ter autoridade sobre os outros bispos, e , anos depois, passou a chamar-se de PAPA. Abaixo estavam os bispos e abaixo deles os padres e párocos.
Papas
Bispos
Padres e Párocos
Muitos membros da Igreja se esqueciam da humildade e do amor ao próximo para lever a vida de luxo e de ociosidade. Alguns cristãos reagiam a isso e iam viver em grutas ou monsteiros,isto é comunodades formadas por monges ou monjas. No século V já existiam vários monsteiros.
Desde o século V, cristãos europeus perigrinavam a entros religiosos, como Jerusalém e Santiago de Compostela.
Em 1071, os turcos de religião muçulmana coquistaram Jerualém e proibiram os cristãos de visitar o túmulo de Jesus.Reagindo a isso em 1095, o Papa Urbano II convocou os cristãos para uma guerra santa contra os "infiés", fim de reconquistar a Terra Santa.Teve inicio assim as Cruzadas.
Os participantes dessas expedições consideravam- -se "marcados pelo sinal da cruz"e por isso bordavam uma cruz nas roupas.
Os motivos das Cruzadas foram de ordem matérial,social e religiosa:
As pessoas comuns esperavam a salvação eterna;
Os nobres esperavam obter terras e outras riquesas orientais;
Os mercadores esperavam aumentar o comercio com o oriente;
Os dirigentes da Igreja queriam desviar a violência.

Cruzadas
Entre os séculos X e XI, a Europa experimentou um surto
demográfico proveniente do incremento das técnicas de
produção agrícola então existentes. O crescimento da população
determinou a busca por novas terras, já que o modo de
produção disponível não era capaz de atender satisfatoriamente
o ritmo de desenvolvimento da época. Com o passar do tempo,
várias regiões de floresta e pântano foram empregadas para a
ampliação da oferta de terrenos cultiváveis, mas ainda sim não
foi capaz de acompanhar o ritmo do desenvolvimento da
população. Sendo assim muitas pessoas morreram de fome, de
peste negra e com a guerra que ficou conhecida com a Guerra
dos Cem Anos, pelo motivo que acima foi citado.
Crises, doenças e revoltas
Com as mortes provocadas pela fome, pela peste e com a
guerra dos cem anos. Começou então a faltar mão-de-obra, e a
produção agrícola diminuiu, dando prejuízos a nobreza. Várias
outras coisas "ruins" para o feudo aconteceram, e isso Fez com
que ele enfraquecesse.
Rebeliões do caponeses
Componentes
Ana Beatriz de O.P. Dantas
Karmen Luiza de Paiva
Thalita Alves Barbosa
Full transcript