Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Publicidade Digital

No description
by

Thiago Paiva

on 12 September 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Publicidade Digital

Publicidade Digital
Comunicação
O significado de comunicação também pode ser expresso na simples decomposição do termo comum+açâo, de onde o significado “ação em comum”, desde que se tenha em conta que o “algo em comum” refere-se a um mesmo objeto de consciência e não a coisas materiais, ou à propriedade de coisas materiais. Portanto, em sua acepção mais fundamental, o termo “comunicação” refere-se ao processo de compartilhar um mesmo objeto de consciência, ele exprime a relação entre consciências.
Significado de Comunicação
Compartilhar, transmitir, anunciar, trocar, reunir, ligar (pôr em contato), são expressões, variantes ou usos figurados de um sentido primordial e mais geral que exprime “relação”.
Modelo de Comunicação
"O modelo de comunicação responde (1- Quem? 2- Diz o que? 3- Em que canal? 4- Para quem? 5- Com que efeito?) ao longo dos anos desenvolveu-se um modelo de comunicação com nove elementos, dois elementos representam as principais ferramentas da comunicação, o emissor e o receptor. Outros dois representam as principais ferramentas da comunicação, mensagem e os veículos. Quatro representam as principais funções da comunicação codificação, decodificação, resposta e feedback. O ultimo elemento representa o ruido do sistema". (KOTLER. 2000, pg. 571)
O comunicador de marketing precisa saber em qual estado de prontidão o público-alvo se encontra e prever para qual deve ser transportado. Segundo Kotler e Armstrong (1993,p.290), estes estados são seis: consciência, conhecimento, simpatia, preferência, convicção e compra.

Conclusão
O avanço da tecnologia na área da comunicação determina que, sob certas condições, a linguagem publicitária assimile características de uma nova maneira de o homem recortar e reproduzir os elementos do universo no qual se insere.
Identificação do Público-alvo

Para que seja determinada a mensagem, antes é preciso definir o público-alvo. Que deverá ser composto por compradores em potencial dos produtos ou serviços oferecidos, usuários atuais e influenciadores. Este público poderá ser afetado de acordo com a mensagem transmitida pelo comunicador, isto é, o que será dito, como será dito e quem irá dizê-lo.
Após ser definido o mercado-alvo é preciso definir qual é a resposta que o público deseja. O que esperamos e o que o público quer é efetuar a compra, mas isso não acontece de imediato, é fruto de um processo. E este processo que se desenvolve em etapas é um conjunto de tomadas de decisão.
Determinação dos objetivos da comunicação
Consciência: é necessária que seja medido pelo comunicador a consciência que o público-alvo tem do seu produto, serviço ou organização.
Conhecimento: o público-alvo pode ter consciência do produto, mas isso não implica que ele o conheça, e é preciso que tenha conhecimento acerca do produto, serviços ou organização.

Simpatia: podemos até obter uma escala dos possíveis sentimentos que o público-alvo poderá desenvolver em relação ao produto, serviços ou organização e a partir daí analisar em que posição este se encontra, e em caso de sentimentos desfavoráveis procurar inverter a situação com campanhas de comunicação.
Preferência: o público-alvo pode gostar do produto, mas comparando a outros não preferi-lo.

Convicção: e até mesmo preferir o produto, mas não ter convicção de que deve adquiri-lo.

Compra: por fim pode ter convicção da compra, mas aguardar para obter mais informações.
Compreendendo os estágios de compra dos consumidores e as seqüências apropriadas, o profissional de marketing pode fazer um trabalho melhor de planejamento de comunicação.
Tal sigla prediz sobre o processo de despertar a Atenção, o Interesse e
o Desejo para, finalmente, modelar a Ação do receptor da mensagem elaborada.
AIDA
Na publicidade dos fatos é preciso, primeiramente criar ambiente próprio, isto é, argumentos que atinjam o público leitor.
Convencer é construir algo no campo das idéias. Quando convencemos alguém, esse alguém passa a pensar como nós.
Persuadir é construir no terreno da ação: quando persuadimos alguém, esse alguém realiza algo que desejamos que ele realize. (Ribeiro, 2005, p. 410)
Cases de Publicidade Digital
Cirque du Soleil

Reconhecido mundialmente, o Cirque du Soleil é um circo canadense que atingiu
mais de 100 milhões de espectadores em todo o mundo. Eles queriam criar uma
conexão mais pessoal com seu público, e escolheram o Twitter como canal para
atrair novamente o público para os espetáculos.
Usando uma combinação de "Contas Promovidas" e "Tweets Promovidos", o
Cirque du Soleil ganhou milhares de novos seguidores, com os quais ele pode se
relacionar por meio de mensagens, anúncios e tweets promocionais.
Usando os "Tweets Promovidos", eles anunciaram as datas dos shows e
promoções especiais, como sorteio de cartazes e publicação de descontos.
Eles se envolveram com os fãs, incentivaram conversas com a sua marca e
anunciaram futuros shows. Através de suas campanhas, o Cirque du Soleil
quase dobrou o seu número de seguidores. Assim, a conta já superou a marca
dos 710 mil seguidores.
Querido Burger King

Inspiração por uma boa causa... Boa ideia.

Nós adoramos a intenção, mas achamos que nossas duas marcas podem fazer a diferença com algo bem maior.

Nós nos comprometemos a ampliar nossos esforços pela conscientização ao redor do mundo, talvez vocês queiram se unir a nós em um esforço global significativo? (sic).

E, no dia a dia, deixemos claro que entre nós existe apenas uma competição de negócios amigável e certamente não se compara em nada à dor real causada pelas guerras.

Estamos à disposição para qualquer contato.

Steve, CEO do McDonald's

P.S.: Uma simples ligação basta na próxima vez.
Kit Kat e Oreo, jogo da velha
“Posso dizer que gosto muito de chocolate quando sigo Oreo e Kit Kat”, tuitou uma fã. A marca da Nestlé, então, chamou a “rival” para uma partida de jogo da velha, com um X feito de seus chocolates no tabuleiro. A Oreo respondeu com os chocolates comidos: “Desculpe, Kit Kat. Não resistimos”. “Quando se faz real-time, é preciso ter sensibilidade para não ser ‘só mais um’. Se todo mundo fizer um post sobre o bebê real, a graça se perde”, diz Janaina Borges, diretora de planejamento da CASA.
Rossi, outlet digital
Usando o Hangout do Google+, a Rossi promoveu o primeiro leilão virtual do mercado imobiliário brasileiro, que teve abrangência nacional e rendeu mais de R$ 130 milhões em vendas. Gerente de produtos e soluções do Google para a América Latina, Michel Sciama destaca o case do outlet digital da empresa. “As barreiras geográficas são um desafio, e este é um exemplo de como as marcas podem usar o real-time para além do engajamento, obtendo resultados de negócios.”
Case da RedBull

A Red Bull produz bebidas energéticas e nada melhor que associar a marca aos mais variados esportes. No entanto, a empresa impressionou o mundo ao treinar um paraquedista para saltar da estratosfera. Um dos Cases mais famosos e que gerou um resultado muito além do esperado pelos organizadores e produtores da ação de marketing.
Full transcript