Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ESPIRITISMO

TRABALHO DA CRISMA 2012/2013
by

Rafael Ricardino

on 29 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ESPIRITISMO

ESPIRITISMO
História do espiritismo
O fundador do Espiritismo é o francês Denisard Léon Hippolyte Rivail. Rivail nasceu em Lyon em 03 de outubro 1804 e morreu em 1869.
Vida após a morte: O paraíso espírita
O que o espiritismo prega sobre Deus
Diz a doutrina espírita que, depois da morte, há uma nova vida: esta é uma jornada certa e cheia de revelações para os espíritos desencarnados.
Para o Espiritismo, o entendimento que os homens tem de Deus não está pronto nem é definitivo, está em constante evolução. O conceito de Deus modifica-se com o tempo , resultado de ampliações sucessivas de um conceito inicial, de abordagens complementares que destacaram aspectos diferentes de Deus não considerados até então, e, também, de visões contraditórias que expuseram as limitações de explicações utilizadas em determinado momento. A compreensão de Deus, alcançada por uma pessoa é a possível em face do seu conhecimento e do conhecimento do seu grupo socialNo entendimento do Espiritismo, Deus não se relaciona ao mágico, ao místico, ao divinal, ao sacro, ao infinito, ao absoluto. Deus não é matéria, nem energia. Ele não tem uma forma definida. Deus não está restrito a uma pessoa, por mais evoluída que seja, como Jesus. Deus não está no céu. Ele está nos seres mas não se confunde com eles; está nas coisas mas não se confunde com elas.
Em 1854, Rivail testemunhou uma manifestação de escrita mediúnica e concluiu que tal fato decorre da manifestação de espíritos sem a interferencia humana. Em 1857, após ter contato com espíritos que revelaram que em vida passada havia se chamado Allan Kardec, publica com este pseudônimo "O Livro dos Espíritos", obra fundamental da doutrina espírita kardecista.
Allan Kardec
Kardec escreveu vários livros: O livro dos Médiuns (1861); O evangelho Segundo o Espiritismo (1864); O céu e o Inferno (1865) e A Gênese (1868).
Segundo os próprios ‘espíritas’, o primeiro grupo Kardecista chegou ao Brasil em 1873. O Espiritismo disseminou-se com grande força no Brasil. Em 1990, a Confederação Espírita do Brasil afirmava que já eram 10 milhões os adeptos do espiritismo.

No Brasil, assim como na maioria dos países católicos, a doutrina espírita/kardecista encontrou solo fértil para se proliferar. Isso se deve ao fato de que a doutrina Católica- Romana admite o princípio de uma ligação entre os vivos e mortos, quando prega a influência dos santos defuntos sobre a vida dos fiéis.
No Brasil, o espiritismo começou em Salvador-BA, em 1865. A partir de 1877, foram fundadas as primeiras comunidades espíritas, como a Congregação Anjo Ismael, o Grupo Espírita Caridade e o Grupo Espírita Fraternidade.

Em 1883, surgiu O Reformador, a mais antiga publicação espírita do Brasil e, no ano seguinte, Augusto Elias da Silva fundou a Federação Espírita
Brasileira.

ESPIRITISMO NO BRASIL
Deus não prescreve comportamentos, não determina um conjunto de regras a serem seguidas. Logo, não há desobediência à sua vontade, não há pecado. Deus não vigia, não fiscaliza. Ele não pune, não castiga, não determina ou executa sentenças.

Para o Espiritismo, Deus não aceita oferendas, sacrifícios ou promessas. Não concede graça, dom ou favores. Não intercede, não aceita pedidos, não protege alguém em especial. Deus não atua através de milagres.
Deus não está limitado à humanidade, ao planeta Terra ou à Via Láctea. Deus abrange todas as coisas, todos os seres vivos, inteligentes ou não, encarnados ou desencarnados do Universo. Deus se estende pelo Cosmo e o mantém (o Universo organizado e ordenado) — Deus Cósmico.

Para a Doutrina Espírita, o Universo é estruturado, as coisas não ocorrem ao acaso. Em tudo há causalidade, inteligibilidade, significado, padrão. Deus, para o Espiritismo, é a Inteligência Suprema .

Há quem diga que a morte é a única certeza que temos na vida. Para os adeptos do espiritismo, no entanto, há uma certeza ainda mais significativa: o fato de que, depois da morte do corpo físico, o espírito se liberta, tornando-se consciente e verdadeiramente vivo.
Mas, afinal, como é essa tal de vida espiritual? Para onde vamos, o que fazemos, com o que nos preocupamos quando chegamos ao lado de lá? Segundo os kardecistas, há várias respostas possíveis. Após a morte, os caminhos de cada um se abrem conforme diferentes circunstâncias, desde a forma como morremos até a maneira como agimos na Terra.
Uma coisa é certa: cada ser une-se a outros que possuem o mesmo padrão vibratório de pensamento. Assim, todos têm possibilidade de desenvolver-se ao lado de seus semelhantes, como em uma escola, até que estejam aptos a alcançar níveis superiores da espiritualidade.

Recém-chegados
Como o espírito é totalmente ligado ao pensamento, a consciência da vida após a morte não é a mesma para todos. Seja por desconhecimento do mundo espiritual ou, simplesmente, porque sofreram morte repentina, muitos recém-chegados nem sequer têm noção de que desencarnaram. Em casos assim, é muito comum manter o indivíduo dormindo enquanto ele é preparado, por espíritos socorristas, para receber e entender a notícia da morte sem grandes choques.
Segundo os ensinamentos de Allan Kardec, há também os casos de pessoas que morrem por problemas de saúde ou acidentes violentos e, ao chegar do outro lado, acabam indo para verdadeiros hospitais, a fim de que se recuperem completamente da doença. “Quem desencarna doente continua o tratamento no mundo espiritual até estar curado”, explica Regina Helena Tuma Carlini, uma das diretoras da Federação Espírita do Estado de São Paulo.
Os socorristas, segundo Regina, podem ser espíritos próximos, como parentes desencarnados há mais tempo, grandes amigos e, também, aqueles que já trabalhavam no auxílio ao próximo na vida terrena, como médicos e enfermeiros que já passaram pela aprendizagem do outro lado da vida, evoluiram e, agora, podem auxiliar os que chegam.
Livros e a Doutrina
Kardecismo ou espiritismo,é a doutrina codificada pelo pedagogo francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, usando o pseudônimo Allan Kardec. Baseada em cinco obras básicas, através da observação de fenômenos, denominadas espíritos. A codificação espírita está presente em: O Livro dos Espíritos, refere-se a uma doutrina que trata da "natureza, origem e destino dos espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal e as consequências morais que dela dimanam". O espiritismo pode ser visto como uma doutrina estabelecida mediante a fusão da ciência, filosofia e religião, buscando a melhor compreensão não apenas do universo científico, mas também do universo a essa religião. Aparte os rigores científicos, a doutrina muito tem se expandido, e hoje conta com cerca de 15 milhões de adeptos em diversos países, como, Portugal, Espanha, França, Reino Unido, Bélgica, Brasil, Cuba. Este, tendo uma das maiores proporções, com um considerável número de seguidores em sua população. Alguns nomes são tidos como continuadores da doutrina, e de fundamental importância para sua expansão, entreeles: Arthur Conan Doyle, Alexandre Aksakof, Amalia Domingo Soler.
O que os espíritas não podem fazer
Não podem fazer sexo nos dias de encontro. Pois segundo os espíritas (e os espíritos) o sexo desgasta a energia espiritual necessária para os trabalhos nos centros espíritas, tem algo a ver com o "períspirito" mas daí para saber mais só mesmo lendo algum livro sobre o tema (existem muitos) ou visitando um centro ou até acessando um site espírita (existem vários sobre esse tema e também fóruns específicos).
Segundo eles em dia de trabalhos espirituais deve-se evitar consumo de carne vermelha também. Pois o que acontece é que a carne vermelha tem uma metabolização mais difícil que as carnes brancas ou alguns vegetais, assim o organismo depende de maior gasto energético para digeri-la.
ESPIRITISMO
CRISMA 2012 / 2013
TEMA:

ESPIRITISMO
Grupo:
Marcos
Natali
Pedro Henrique
Pedro Otávio
Poliana
Rafael Ricardino
Rayane
Como o espiritismo compreende
a existência do mal entre nós
A origem do mal se deu muito antes da criação do homem. O espiritismo não nega a existência do Mal, o surgimento se dá quando ocorre a anulação das leis naturais no campo da moralidade. Para a filosofia espírita, “o bem é tudo o que está de acordo com a lei de Deus e o mal é tudo o que dela se afasta”.
A personificação do Mal, na figura de um deus maligno, do demônio, Satanás, não é aceito pela Doutrina Espírita. O Mal não vem de Deus, mas do exercício do livre-arbítrio.
Segundo o espiritismo, "O mal, é o resultado das imperfeições do homem, e para eles, Deus não criou o mal, mas a causa do mal; pois se Deus tivesse feito o homem perfeito, o mal não existiria". E na visão deles se Deus tivesse feito o homem perfeito, consequentemente, o homem seria igual a Deus, seriam Deuses em potencial e não homens.
No século XIX, um fenômeno agitou a Europa: as mesas girantes. Nos salões elegantes, após os saraus, as mesas eram alvo de curiosidade e de extensas reportagens, pois moviam-se, erguiam-se no ar e respondiam a questões mediante batidas no chão (tiptologia). O fenômeno chamou a atenção de um pesquisador sério, discípulo do célebre Johann Pestalozzi: Hippolyte Leon Denizard Rivail
.
Rivail, pedagogo francês, fluente em diversos idiomas, autor de livros didáticos e adepto de rigoroso método de investigação científica não aceitou de imediato os fenômenos das mesas girantes, mas estudou-os atentamente, observou que uma força inteligente as movia e investigou a natureza dessa força, que se identificou como os “Espíritos dos homens” que haviam morrido. Rivail fez centenas de perguntas aos Espíritos, analisou as respostas, comparou-as e codificou-as, tudo submetendo ao crivo da razão, não aceitando e não divulgando nada que não passasse por esse crivo. Assim nasceu O Livro dos Espíritos. O professor Rivail imortalizou-se adotando o pseudônimo de Allan Kardec.
A Doutrina codificada por ele tem caráter científico, religioso e filosófico. Essa proposta de aliança da Ciência com a Religião está expressa em uma das máximas de Kardec, no livro “A Gênese”: “O espiritismo, marchando com o progresso, jamais será ultrapassado porque, se novas descobertas demonstrassem estar em erro sobre um certo ponto, ele se modificaria sobre esse ponto; se uma nova verdade se revelar, ele a aceitará”.
Full transcript