Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Jantar na Casa dos Gouvarinhos

No description
by

Maria Mascarenhas

on 2 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Jantar na Casa dos Gouvarinhos

O Jantar na Casa dos Gouvarinhos

A Ironia
A ironia é uma figura de estilo pela qual se pretende representar uma intenção oposta àquela que as palavras expressam. Uma das originalidades de Eça é precisamente o recurso sistemático a esta figura de estilo que contribui para evidenciar os aspectos cómicos e contraditórios dos homens, das coisas e dos factos. Por este processo, ele quebra a barreira de objectividade, do relato impessoal dos factos, para intervir na sua obra numa perspetiva crítica assumindo, simultaneamente, uma atitude de superioridade e distanciamento:

O Advérbio de Modo
Eça fez um excecional aproveitamento do advérbio de modo. O autor tem uma visão por vezes ridícula e caricatural das suas personagens e pretende, para caraterizar essa visão, pôr em evidência – exagerando – os seus defeitos. O advérbio vai também contribuir para criar essa visão deformada, ridicularizando certos gestos e atitudes.


Trabalho realizado por:
Gonçalo Flecha

Hélder Martins

Maria Mascarenhas
Linguagem e Estilo
A prosa de Eça de Queirós reflete a sua forma de pensar e exprime facilmente o seu modo de ver o mundo e a vida. Este soube explorar, a partir de um vocabulário simples, a força evocativa das palavras com o uso de sentidos conotativos e relações combinatórias.
Através de processos como: o ritmo da narração, a descrição, o diálogo, monólogos interiores e comentários, Eça conseguiu imprimir nas suas palavras um verdadeiro encanto.
Carlos da Maia
Maria Eduarda
Requintada;
Culta;
Possuía dignidade;
Sensatez e equilíbrio ;
Generosa;
Forte consciência moral e social.
João da Ega
Grande companheiro e confidente de Carlos da Maia;
Irreverente;
Intelectual;
Revolucionário;
Boémio;
Excêntrico ;
Provocador;
Sarcástico;
Crítico;
Anarquista sem moral e sem Deus;
Positivista e romântico.
Conde de Gouvarinho
Personagem tipo que representa o politico incompetente;
Ignorante;
Incompetente;
Fútil;
Vaidoso;
Maçador.
Condessa de Gouvarinho
Personagem tipo que simboliza as mulheres adulteras;
Fútil;
Adultera;
Imoral;
Sem escrúpulos;
Sensual;
Provocante.
Sousa Neto
Personagem tipo da burocracia;
Ignorante;
Defende a imitação do estrangeiro;
Tacanhez intelectual.
Personagens
Críticas
Temas de Conversa

A Escravatura (pág. 391-392): “Mas Ega, que estivera um pouco silencioso, entalando de vez em quando o monóculo no olho e sorrindo para a baronesa, pronunciou-se alegremente contra todas essas explorações da África, e essas longas missões geográficas…”

Paradoxo (pág.393): ”-Ó Teresa, lembras-te daquele paradoxo do Barros? Ora sobre que era, meu Deus? Enfim, um paradoxo muito difícil de sustentar… Esta minha memória!”

Características Principais
A ausência de espírito critico: Já referido;

Importação de moda estrangeira: “Pior, minha cara senhora, muito pior. Isto é um país cursi”, Pág. 396;

Ignorância a nível cultural e histórico: “-E diga-me outra coisa – prosseguiu o Sr.. Sousa Neto, com interesse, cheio de curiosidade inteligente. – Encontra-se por lá, em Inglaterra, desta literatura amena, como entre nós, folhetinistas, poetas de pulso?”; “Não, não há nada disso”.

Objetivos

Juntar a alta burguesia e a aristocracia e mostrar a sua ignorância;

Observar a corrupção dos valores sociais, o atraso intelectual do país e a limitação mental de algumas figuras de alta burguesia e da aristocracia;

Mostrar uma sociedade portuguesa que tenta imitar o que é estrangeiro. Fracassando;

Protagonista da obra;
Educação à inglesa baseada apenas
em valores físicos e espirituais;
Herdou a fraqueza e cobardia do
pai e o egoísmo, a futilidade e o espirito
boémio da mãe;
Culto e bem educado;
Gostos requintados;
Corajoso e frontal;
Amigo e generoso;
Sensual.
Full transcript