Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PLACENTAS E MEMBRANAS FETAIS

EMBRIOLOGIA
by

ANA CAROLINA LOPES

on 11 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PLACENTAS E MEMBRANAS FETAIS

O que é placenta? Qual a sua função ? t ? e r o p s u a r t A placenta é um órgão maternofetal constituido por dois componentes:
Uma porção fetal originada no saco coriônico.
Uma porção materna originada do endométrio. A parte fetal da placenta e as membranas fetais separam o embrião ou feto do endométrio. Através da placenta ocorre a troca de substâncias. Os vasos do cordão umbilical unem a placenta à circulação fetal. Junção Fetomaternal A água por exemplo é rapidamente trocada por difusão simples, e os aminoácidos cruzam a membrana placentária em altas concentrações para o feto por transporte ativo. Âmnio e Líquido Amniótico.


O âmnio forma o saco amniótico membranoso
cheio de fluido, que envolve o embrião e o
feto. Com o aumento do âmnio, ele oblitera
gradualmente a cavidade coriônica e forma o
revestimento epitelial do cordão umbilical. O
líquido amniótico desempenha papel importante
no crescimento e no desenvolvimento do
embrião. EMBRIOLOGIA
Placentas e Membranas fetais INTRODUÇÃO Nesse estudo vamos abordar:


As placentas seu desenvolvimento e função; como também as principais membranas fetais. Principais Funções da Placenta e das Membranas : proteção;
nutrição ;
respiração ,excreção de substâncias; e
produção de hormônios. Pouco depois do nascimento do bebê a placenta e as membranas fetais são expelidas do útero, sendo denominada de secundina. Desenvolvimento da
Placenta As vilosidades coriônicas cobrem o saco
coriônico até o início da 8° semana..Com o crescimento deste saco, as vilosidades associadas à decídua capsular são comprimidas, reduzindo o seu suprimento sanguíneo.
Estas vilosidades degenaram rapidamente. O desenvolvimento da placenta caracteriza-se pela rápida proliferação de trofoblasto e pelo desenvolvimento do saco coriônico e das velosidades coriônicas. No fim da 3° semana já está estabelecido o arranjo anotômico nessesário para as trocas fisiológicas entre mãe e seu embrião. Ao final da 4° semana, uma rede vascular complexa já se estabeleceu na placenta, facilitando as trocas materno-embrionárias de gases , nutrientes e produtos de excreção. A parte fetal da placenta (córion viloso ) prende-se à parte materna (decídua basal) pela capa citotrofoblástica , a camada externa de célula trofoblástica da superfície materna da placenta .
As vilosidades coriônicas prendem-se firmimente à decidua basal pela a capa citotrofoblástica e ancoram o saco coriônico à decidua basal. Artérias e veias endometriais passam livremente por fendas da capa citotrofoblástica e se abrem no espaço interviloso .
O formato da placenta é determinada pela forma da área de vilosidades coriônicas .
Usualmente essa é uma área circular dando a placenta uma forma discóide . Decídua A decídua referce-se ao endométrio gravídico, a camada funcional do endométrio de uma mulher grávida que se separa do restante do útero após o parto (nascimento ). As três regiões da decídua recebem nomes de acordo com o local da implantação :

-Decídua basal: a parte da decídua abaixo do receptor, que forma o componente materno da placenta ;

-Decídua capsular: a parte superficial da decídua que cobre o concepto;

-Decídua pariental: toda parte restante da decídua . Espaço Interviloso O espaço intervoloso contendo sangue materno origina -se nas lacunas que se formam no sinciciotrofoblásto durante a segunda semana do desenvolvimento .
Esse grande espaço de sangue resulta da coalescência e do crescimento da
rede de lacunas. Membrana Amniocoriônica bolsa amniotico que envolve o feto bolsa amniotica O saco amniótico cresce mais rapidamente que o saco coriônico.
Consequentemente, o âmnio e o córion liso se fundem, formando a membrana amniocoriônica .
Esta membrana composta se funde com a decídua capsular e se adere à decídua pariental depois do desaparencimento da parte capsular da decídua .
obs : é a membrana
amniocoriônica que se rompe durante o trabalho de parto. A ruptura desta membrana antes do feto chegar a
termo é a ocorrência mais comum que leva
ao parto pre -maturo .
Quando a membrana amniocoriônica escapa para o exterior através do colo e da vagina . Circulação Placentária As vilosidades coriônicas terminais da placenta
criam uma grande área de superfície através da qual
pode haver troca de materiais que cruzam
uma delgada membrana placentária interposta entre
as circulações fetal e materna . Através das vilosidades terminais que ocorrem as principais trocas de material entre a mãe e o feto .
A membrana placentária consiste em em tecidos extrafetais. Circulação Placentária Fetal No local em que o cordão se une à placenta, estas artérias ramificam-se em várias artérias coriônicas e distribuem-se na placa coriônica, penetrando nas vilosidades coriônicas. Significado do saco vitelínico (vesícula umbilical):
Ele desempenha um papel na tranferência de nutrientes durante a segunda e a terceira semana.
A formação de sangue ocorre primeiro na mesoderma extra-embrionário bem vascularizado que cobre a parede do saco vitelino no início da terceira semana.Durante a quarta semana, a endoderma do saco vitelino é incorporada pelo embrião, formando o intestino primitivo. Equipe:
Ana Carolina Lopes
Carolina Gonçalves
Kelly Sabrina
Ludimila Vitória
Sabrina Batista Circulaçao Placentária Materna O sangue materno chega ao espaço interviloso através de 80 a 100 artérias espiraladas da decídua basal. Membrana Placentária Até cerca de 20 semana, a membrana placentária é formada por quatro componentes : sinciotrofoblasto; citotrofoblasto; tecidos conjuntivos das vilosidades e endotélio dos capilares fetais. Funções principais da placenta :

Metabolismo;
Transporte de gases e nutrientes;
Secreção endócrina (ex: hCG). Transferência Placentária O transporte de substâncias em ambas as direções entre a placenta e o sangue materno é facilitado pela grande superfície da membrana placentária. Quase todos os materiais são transportados através desta membrana placentária por um dos quatro métodos de transporte : difusão simples, difusão facilitada, transporte ativo e pinocitose. O líquido amniótico Permite o crescimento externo simétrico do embrião e do feto.
Age como uma barreira contra infecções.
Permite o desenvolvimento dos pulmões fetais.
Impede a aderência do âmnio ao embrião e ao feto.
Por difundir os impactos recebidos pela mãe, acolchoa o embrião e o feto contra lesões.
Ajuda a controlar a temperatura corporal do embrião, mantendo-a relativamente constante.
Capacita o feto a mover-se livremente,ajudando, desta maneira, o desenvolvimento muscular.
Participa da manutenção da homeostasia dos fluidos elétricos. Saco Vitelínico As Placentas e as Membranas Fetais após o Nascimento Superfície materna mostrando cotilédones e os sulcos em torno deles. Os sulcos eram ocupados pelos septos da placenta quando as partes materna e fetal da placenta estavam juntas.
Full transcript