Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Seminário Doutoral com Terry Anderson

Resumo das sessões do Seminário Doutoral com Terry Anderson
by

Pedro Barbosa Cabral

on 23 August 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Seminário Doutoral com Terry Anderson

Seminário Doutoral com Terry Anderson 1º Dia 2º Dia 3º Dia 4º Dia 5º Dia Publishing in Distance Education and Educational Technology Design-Based Research Distance E-Learning Choosing a Theoretical Model to guide Research Open Scholarship Jornais dedicados a EaD Prestígio do Jornal Abertos vs Fechados Áreas de Investigação em EaD Macro Meso Micro Acesso, Equidade e Ética;
Globalização da EaD e Aspectos Transversais na Cultura;
Sistemas de EaD e Instituições;
Modelos e Teorias;
Métodos de Investigação na EaD e Transferência do Conhecimento. Gestão e Organização;
Custos e Benefícios;
Tecnologia Educacional;
Inovação e Mudança;
Desenvolvimento Profissional e Suporte Institucional;
Serviços de Suporte ao Estudante;
Quality Assurance. Design Instrucional;
Interacção e Comunicação nas Comunidades de Aprendizagem;
Características dos Estudantes. Macro Gestão e Organização;
Inovação e Mudança;
Desenvolvimento Profissional e Suporte Institucional;
Serviços de Suporte ao Estudante;
Quality Assurance. Acesso, Equidade e Ética Design Instrucional;
Interacção e Comunicação nas Comunidades de Aprendizagem;
Características dos Estudantes. Micro Meso Áreas mais relevantes Áreas negligenciadas Nada em particular, mas há que entender o papel da web 2.0, as aplicações móveis e as ferramentas síncronas no processo de ensino e de aprendizagem Macro Meso Cultura e diferenças culturais Micro Gestão de mudança e inovação;
Custos e desenvolvimento organizacional;
Infraestruturas para estudantes. 5 revistas mais expressivas Áreas de investigação, metodologia e colaboração Micro Sem diferenças Maior envolvência em projectos de colaboração internacional Investigação em EaD Paradigmas de Investigação Quantitativos Qualitativos Crítico Design Based DBResarch em acção Quantitativo
Qualitativo
Crítico
Design Based Research Meta-análise Não há diferenças (1) no sucesso educativo, (2) nas atitudes, (3) na retenção de estudantes 'presenciais' vs 'a distância' Maior número em EaD
(Rourke & Szabo, 2002) Related to engineering and architectural research
Focuses on the design, construction, implementation and adoption of a learning initiative in an authentic context
Related to ‘Development Research’
Closest educators have to a “home grown” research methodology Semelhante em muitos aspectos com a investigação-acção, o que destingue desta é o facto da investigação não se realizar no contexto de acção do próprio investigador Phase 1- Exploration (surveys, talking to faculty and tutors, investigating open source tools, setting research questions)
Phase 2 - Building the intervention (Elgg)
Phase 3 - Evaluation (Before and after survey’s)
Phase 4 - Testing in multiple contexts (Development of design principles / patterns) Siemens Taxonomy of the Many Anderson Elaborado com o Anderson Garrison Conectivismo Teorias na EaD Major Theories Learning is building networks of information, contacts and resources that are applied to real problems Gunawardena 1a Geração Instrucionismo
Recentemente, na 1ª geração temos indivíduos a desenvolver software que analisam comportamentos das pessoas e procuram enviar conteúdos específicos para as pessoas de acordo com os seus interesses Pedagogia do EaD Comportamentalista e Cognitivista Open Scholar the Open Scholar is someone who makes their intellectual projects and processes digitally visible and who invites and encourages ongoing criticism of their work and secondary uses of any or all parts of it at any stage of its development O conceito de Open Scholarship surge numa perspectiva de maior acessibilidade, onde o saber não se mantém acessível apenas nas elites e ainda na óptica de um utilizador poder melhorar sempre um trabalho já produzido. Holmberg Peters Moore Theory of Didactic Interaction Modelo industrial Modelo transaccional (diálogo e estrutura) distance education is really ‘education at a distance’ Interacção muitos-para-muitos Influência Cultural em EaD Geert Hofstade Teorema da Equivalência na Interacção O aumento de todas as interacções levam ao aumento dos custos de um curso Dron 2a Geração 3a Geração Technology sets the beat and the timing.
Pedagogy defines the moves. Construtivista Conectivista Learning is located in contexts and relationships rather than merely in the minds of individuals
As ferramentas colaborativas enquadram-se nesta geração
Não existem diferenças no sucesso das aprendizagens, bem como noutros parâmetros, quando comparamos a 1ª e a 2ª geração (Johnson and Johnson, 1989) Connectivist knowledge is: Emergent, Distributed, Chaotic, Fragmented, Non sequential, Contextualized.
As redes são muito mais flexíveis do que os grupos (2ª geração) Rigid Structures
Increased transactional distance
Scaleable
Reduces choice,
Reduces Insecurity Less Structure -> more dialogue (Michael Moore)
Doesn’t scale Emergent, soft
Scalable
Forces learner control Que campos abrangem o Open Scholarship: jornais académicos, objectos de aprendizagem, software, recursos educativos, bases de dados de investigação, cursos online, ... Até à presente data o maior problema dos recursos abertos tem sido a hegemonia dos recursos fechados. Ao utilizarmos pouco os recursos abertos, estes não são explorados nem desenvolvidos. Por outro lado, na nossa cultura é valorizada a privacidade, contudo, a abertura traz maior transparência, o que pode originar transformações na nossa cultura. Uma das vantagens de haver recursos abertos prende-se com a possibilidade de poupar tempo na construção de algo que já foi desenvolvido anteriormente. Apesar de, por tradição, gostarmos de criar os nossos próprios recursos desde a sua raíz A grande questão que se coloca nos recursos abertos diz respeito às fronteiras. Será que tudo pode ser aberto? E que tipo de abertura é que pode haver? Uma das obervações que o TA fez sobre as comunidade abertas teve a ver com a desconfiança que existe nestes contextos, que é muito maior do que em comunidades fechadas. Daí esta questão das fronteiras terem bastante pertinência.
Full transcript