Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

TCC Bruna

Prezi de meu TCC - Habitação Popular Sustentável na Tapera.
by

Bruna Souza

on 27 October 2010

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of TCC Bruna

habitação popular sustentável na tapera morar habitar novo estilo de vida devido aos novos confortos destruição ambiental a cada ciclo econômico obsolescência programada cultura forma de habitar forma de apropriação
do espaço público autoconstrução não-tóxico baixo impacto
ambiental baixo consumo
energético belo durável para uma habitação ser efetivamente sustentável
ela precisa ser bonita. os moradores têm de apreciar o local onde vivem para cuidarem dela, fazerem as manutenções necessárias, terem a paciência de esperar as árvores crescerem.
precisam gostar da mesma para quererem continuar ali e justificarem os recursos utilizados para a construção da mesma. evitar "idéias fora do lugar" Ermínia Maricato bonitas no papel e na imaginação mas gerando lugares "impensáveis" perigosos inabitáveis respeitar respeitar http://urbanidades.arq.br/2009/11/seguranca-nas-cidades-oscar-newman-e-os-espacos-defensaveis/ http://urbanidades.arq.br/2009/11/seguranca-nas-cidades-oscar-newman-e-os-espacos-defensaveis/ A implantação dos conjuntos no Brasil
contrariam a lógica exigem a expansão da infra-estrutura
urbana, muitas vezes disponível em outros locais http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=910852&page=5 Ermínia Maricato A favela e a "arquitetura" na
favela nunca estão concluídos gera estética
específica e
mutante adapta-se às mudanças
que ocorrem ao longo
da vida da família idéia da colcha de retalhos movimento:
que diferencia foto de um filme espacialização do tempo http://2.bp.blogspot.com/_3beVliInAbU/Rsno7qKE2gI/AAAAAAAAASg/U89Y3yDGJTk/s400/A%2Bfamilia%2Bcresce.jpg Estética da Ginga
Paola Berenstein Jacques "A inabitabilidade das favelas é preferível à inabitabilidade moral da arquitetura útil e funcional. No que chamamos de favelas, o homem só pode padecer fisicamente, enquanto que, na arquitetura planejada, que se pretende seja projetada para ele, ele padece moralmente (perde a alma). É então o princípio da favela, ou seja, dessa proliferação arquitetural selvagem, que é preciso melhorar e tomar como base (ponto de partida), e não a arquitetura funcional." Hundertwasser - manifesto do mofo contra o racionalismo em arquitetura extraído de "estética da ginga" "agora nossas maiores ameaças são climáticas, ecológicas e biológicas" "From housing to building community" John F.C. Turner http://www.saiunojornal.com.br/fotos-do-soterramento-no-morro-da-carioca-em-angra-dos-reis-rio-de-janeiro.html deslizamentos furacões tempestades elétricas tsunamis enchentes tsunamis seca os materiais e componentes utilizados na construção devem ser não-tóxicos, tanto na sua produção quanto durante sua vida útil, não impactando o meio-ambiente e garantindo uma maior qualidade do ar interno - o que garante também um ambiente mais saudável para os moradores. Maior atenção à habitação popular tem um grande papel sustentável, já que as habitações informais normalmente ocupam áreas ambientalmente frágeis e não possuem tratamento adequado de resíduos. o impacto ambiental da obra deve ser analisado em diversos aspectos. inicialmente o local de implantação deve ser levado em consideração, tentando sempre evitar áreas que estão preservadas e dar preferência aos locais que já foram devastados e fariam bom uso de um trabalho no terreno.
O projeto deve respeitar ao máximo o ecossistema existente, deixar o máximo de área permeável.
os materiais e componentes utilizados também devem ser de baixo impacto: economia de recursos e recursos renováveis, baixa energia embutida, baixo nível de emissões, possibilidade de reutilização/reciclagem, ter descarte de baixo impacto. a edificação deve buscar um baixo consumo energético, tanto na utilização de materiais de baixa energia embutida e métodos construtivos de baixo consumo energético, quanto ao longo da vida útil da edificação.
Para buscar um baixo consumo energético diversas medidas podem e devem ser tomadas, entre elas: utilização de equipamentos de baixo consumo, utilização apropriada de iluminação natural (buscando iluminação suficiente para a realização da atividade ao qual o ambiente é destinado sem com isso ter absorção indesejada de calor), utilização dos princípios da arquitetura bioclimática para a manutenção de conforto climático, etc. mesmo buscando-se uma construção de baixo impacto, é impossível fazer uma construção sem a utilização de materiais, sem gasto energético e sem causar algum impacto no ambiente. por isso a construção deve ser durável, justificando a utilização desses recursos.
para isso deve-se buscar métodos e materiais duráveis, não seguir modismos passageiros, uma certa flexibilidade na configuração e uso dos espaços, etc. Caminho Centro-Tapera FAB praia base muitos mercadinhos e botecos pessoas
agrupadas
na rua lavando carros... muitas
bicicletas crianças brincando
no espaço público muitas mães com filhos mais bicicletas mãe com filho casas com muro e recuo pedestres e ciclistas
dividem espaço
com carros pedestres e ciclistas
dividindo espaço com carros tipologias inusitadas grande maioria das casas com muro e recuo
uso de varandas laterais e frontais para área de lazer com cadeiras e outros móveis
portas e janelas abertas
auto-construção
telhado duas águas uso do espaço público para socialização muitas pessoas na rua mães com filhos bicicleta mercadinhos vários tipos de comércios e serviços bicicleta casas com muro e recuo aeroporto 18Km "barreira" rua do juca CEFA futuro loteamento praia privatizada área alagadiça
Full transcript